Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20885
Title: Construção e validação do instrumento de investigação do conhecimento de gestantes sobre sua saúde bucal e a do seu bebê: perspectiva do cuidado em saúde
Authors: Moura, Lígia Moreno de
Advisor: Alves, Maria do Socorro Costa Feitosa
Keywords: Validação;Conhecimento;Gestantes;Saúde bucal
Issue Date: 18-Dec-2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MOURA, Lígia Moreno de. Construção e validação do instrumento de investigação do conhecimento de gestantes sobre sua saúde bucal e a do seu bebê: perspectiva do cuidado em saúde. 2015. 86f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: A sociedade está em constante mudança e a ciência deve acompanhar tais transformações, de modo a entendê-las, analisá-las e propor soluções para eventuais problemas que surjam. Dessa forma, no Brasil, a Política Nacional de Saúde também vem se adequando aos atuais problemas, e dentre eles pretende-se reduzir mortalidade infantil. Por isso, vem desenvolvendo uma série de políticas para melhorar a qualidade da atenção à gestante, na perspectiva da integralidade. Uma atenção pré-natal e puerperal de qualidade e humanizada é fundamental para a saúde materna e neonatal, bem como a atenção à saúde bucal. Atualmente, a Política Nacional de Saúde Bucal visa à ampliação da assistência odontológica às gestantes. Sendo assim, as políticas de promoção da saúde bucal e de atenção ao pré-natal devem estar integradas, entretanto, há pouca adesão das gestantes. Dessa forma, faz-se necessário verificar o conhecimento das gestantes relacionado à saúde bucal buscando estimar a qualidade dos cuidados odontológicos oferecidos durante o pré-natal, sendo essencial para a Estratégia da Saúde da Família dimensionar pessoal, planejar custos e garantir o padrão de qualidade da assistência. OBJETIVO: Este estudo objetivou validar instrumento de investigação sobre o conhecimento das gestantes sobre a sua saúde bucal e do seu bebê. MÉTODO: Trata-se de um estudo de validação, realizado com 93 gestantes em Unidades de Saúde da Família e Clínicas privadas especializadas em Obstetrícia, da cidade do Natal/RN. Foi autorizado pelo Comitê de Ética do Hospital Universitário Onofre Lopes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte sob o Parecer número 421.163/13. Para que o instrumento fosse válido, confiável e sensível, sua construção seguiu as etapas: criação e redução dos itens (elaboração do instrumento), validade de conteúdo e teste do instrumento e validação das hipóteses. Depois de construído o instrumento, ele foi avaliado por dezenove expertises, que sugeriram modificações. Estas foram analisadas por um comitê de juízes. Logo foi criada uma nova versão do instrumento que consultou a população-alvo. Só então foi realizada a consistência interna através da calibração intra e interexaminadores, e da aplicação do teste-reteste. Depois foram validadas as hipóteses. Um banco de dados foi construído no Statistical Package for Social Sciences (SPSS®) na versão 22.0. Na validação de critérios, após criação das hipóteses, esta associação foi verificada entre cada uma das questões específicas para cada critério estabelecido considerando nível de significância de 5%. A análise dos dados foi realizada através da descrição das frequências absolutas e relativas das variáveis concernentes à caracterização das questões relativas ao conhecimento sobre saúde bucal das gestantes e bebês. Para avaliar a consistência interna e a reprodutividade do instrumento (teste-reteste) no processo de validação, foi utilizado o coeficiente alfa de Cronbach. Além disso, o teste do qui-quadrado foi utilizado para cruzar a variável dependente com as variáveis independentes as quais foram dicotomizadas. RESULTADOS: A análise da consistência interna mostrou que as questões do instrumento apresentaram ótima confiabilidade nas respostas (α de Cronbach˃0,7). Na investigação da relação entre as variáveis dependentes (conhecimento sobre saúde bucal) e as variáveis independentes (trimestre da gravidez, escolaridade, renda e multíparas) verificou-se que nenhuma destas variáveis independentes teve associação significativa. CONCLUSÃO: O instrumento criado foi válido, tendo em vista que se mostrou consistente e com boa reprodutividade e pode ser usado para avaliar o conhecimento das gestantes sobre a sua saúde bucal e a saúde bucal do seu bebê.
Abstract: INTRODUCTION: Humanized and quality prenatal and post-partum care is critical to maternal and newborn health, as well as oral health care. Currently, the National Oral Health Policy is aiming at expanding dental care for pregnant women. Thus, the promotion of oral health and attention to prenatal care policies should be integrated; however, there is still limited participation of pregnant women. Thus, it is necessary to verify the knowledge of pregnant women related to oral health, seeking to estimate the quality of dental care provided during prenatal care, being essential for the Family Health strategy to organize personnel, plan costs and to ensure the quality standard of care. OBJECTIVE: To develop and validate a research instrument on the knowledge of pregnant women about their oral health and of their baby. METHOD: This is a construction and validation study with 93 pregnant women in Family Health Units and specialized private clinics in Obstetrics, in the city of Natal / RN. It was authorized by the Onofre Lopes University Hospital Ethics Committee of the Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) under the registration number 421.163/13. The construction of the instrument followed steps so that it was valid, reliable and sensitive: creation and reduction of the items (drafting of the instrument), content validity and testing of the instrument, and hypotheses validation. Once constructed, the instrument was evaluated by experts who suggested modifications. There was consultation with the target population about the new version of the created instrument, which had the instrument validation verified by internal consistency through intra and inter-calibration and test-retest. Next, the hypotheses were validated. A database was built in the Statistical Package for Social Sciences (SPSS), version 22.0. After creating the hypotheses, an association was found for validating the criteria between each of the specific issues for each established criteria, considering a 5% significance level. Data analysis was carried out by describing the absolute and relative frequencies of the variables pertaining to issues relating to their pregnancy knowledge about their oral health and their baby. The Kappa coefficient was used for the calibration process (Inter and Intra-examiner calibration) and Cronbach's alpha coefficient was used to analyze instrument reproducibility (test-retest). In addition, the chi-square test was used to cross the dependent variable with the (dichotomized) independent variables. RESULTS: The intra and inter agreement analysis presented a Kappa coefficient between 0.400 and 1.000. Internal consistency through the analysis showed that 90% of the instrument's questions showed great reliability in the answers (Cronbach α ˃ 0.7). In the investigation of the relationship between the dependent variable (knowledge about oral health) and the independent variables (trimester of pregnancy, education, income and multiparous), it was found that none of these independent variables were significantly associated. All hypotheses had their Ho confirmed. CONCLUSION: The constructed instrument was validated, considering that it showed to be sensitive with good reliability and good accuracy, and therefore can be used to assess pregnant women’s knowledge about their oral health and the oral health of their baby.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20885
Appears in Collections:PPGSCOL_Doutorado_Saúde_Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LigiaMorenoDeMoura_TESE.pdf1,13 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.