Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21001
Title: Escravo moderno em discurso: figuras de ação e ação em discurso nas representações do agir humano
Authors: Silva, Silvio Luis da
Keywords: Escravidão moderna;Análise crítica do discurso;Interacionismo sócio-discursivo
Issue Date: 4-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Silvio Luis da. Escravo moderno em discurso: figuras de ação e ação em discurso nas representações do agir humano. 2016. 184f. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Este trabalho toma como objeto de estudo uma prática social: a escravidão moderna dos trabalhadores da cana de açúcar, e busca apresentar uma reflexão a respeito da manutenção, extirpação ou modificação dessa prática. Essa reflexão parte das concepções de discurso e proposta analítica da Análise Crítica do Discurso (FAIRCLOUGH, 2001, 2003, 2006 e CHOULIARAKI; FAIRCLOUGH, 1999) associadas às propostas do Interacionismo Sociodiscursivo (BRONCKART, 1999, 2006, 2008), e à noção de Figuras de Ação, proposta por Bulea (2010). Seguem-se, portanto, os cinco passos descritos em Chouliaraki e Fairclough (1999): a) ênfase em um problema social, b) apresentação e discussão a respeito dos obstáculos vinculados ao problema, c) considerações a respeito da rede de práticas e sua necessidade do problema, d) identificação das possibilidades se suplantar o problema, e) reflexão sobre o papel do analista em relação ao problema social que aborda. Para atender ao passo (b) no que diz respeito especificamente à análise material do discurso, foram identificados o conteúdo temático, os tipos de discurso, os mecanismos enunciativos e as figuras de ação de depoimentos de trabalhadores da cana de açúcar e de outros sujeitos envolvidos com o problema dos documentários Bagaço (2006) e Tabuleiro de Cana, Xadrez de Cativeiro (2006). Esses documentários trazem para as telas um pouco da realidade dos cortadores de cana, dentro de um universo de superexploração, desrespeito aos direitos humanos e trabalho forçado. A análise de aspectos textuais-discursivos dos depoimentos mostrou como a (des)construção das representações do agir dos trabalhadores da cana escravizados permitem entender como o problema surge e como se encontra enraizado na organização da vida social. Os resultados gerais da reflexão apontam para a internalização de práticas sociais e discursivas sedimentados a partir de avaliações do mundo subjetivo do trabalhador da cana e de valores, opiniões e regras do mundo social. Identificou-se que, em seus discursos, os trabalhadores assumem a sua escravidão ora consciente, ora inconscientemente, mas apenas enunciam uma reação à opressão que lhes impõe porque a sua escravização foi internalizada e naturalizada.
Abstract: This work has as object of study a social practice: modern slavery of workers in the sugar cane, and aims to present a reflection on maintenance, eradication or modification of this practice. This reflection bases itself upon the concepts of discourse advocated by Critical Discourse Analysis (Fairclough, 2001, 2003, 2006 and Chouliaraki; Fairclough, 1999) associated with Sociodiscursive Interactionism (Bronckart, 1999, 2006, 2008), and the concept of action figures, proposed by Bulea (2010). We follow the five steps outlined in Chouliaraki and Fairclough (1999): a) emphasis on a social problem, b) introduction and discussion of obstacles to tackle the problem, c) considerations concern the problem in practice d) identifying possible ways to past the obstacles, and e) reflection about the analyst role within the problem. In order to achieve step (b) in its discourse materiality axis, it has been identified the thematic content, discourse types, enunciative mechanisms and action figures of testimonials of sugar cane workers and other subjects involved with the problem in the documentaries Bagaço (2006, and Tabuleiro de Cana, Xadrez de Cativeiro (2006). These documentaries bring to the screen a little of sugar cane workers reality within an overexploitation, human rights disrespects and forced work. The analysis of textual/discursive aspects of testimonials has shown the ways in which the (de)construction of the representation of sugar cane action allows understanding of how the problem emerges and how it is rooted in the organization of social life. The general result of this reflection point to the internalization of social practices deep-rooted in evaluations of the sugar cane worker subjective world and from social world values, opinions and rules. The results also show that, in their discourse, workers assume their slavery sometimes consciously, sometimes unconsciously, but only suggest a reaction against the oppression imposed on them because they have internalized and naturalized their enslavement.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21001
Appears in Collections:PPGEL - Doutorado em Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SilvioLuisDaSilva_TESE.pdf2,09 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.