Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21213
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorNoro, Luiz Roberto Augusto-
dc.contributor.authorSantos, Bárbara Cássia de Santana Farias-
dc.date.accessioned2016-08-22T22:18:49Z-
dc.date.available2016-08-22T22:18:49Z-
dc.date.issued2014-12-10-
dc.identifier.citationSANTOS, Bárbara Cássia de Santana Farias. Reorientação da formação em saúde: a contribuição do programa PET-Saúde. 2014. 80f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21213-
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortept_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAvaliação educacionalpt_BR
dc.subjectSistema Único de Saúdept_BR
dc.subjectEducação em Odontologiapt_BR
dc.subjectEducação médicapt_BR
dc.subjectEducação em Enfermagempt_BR
dc.titleReorientação da formação em saúde: a contribuição do programa PET-Saúdept_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVApt_BR
dc.contributor.authorIDpt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5140970870078879-
dc.contributor.advisorIDpt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2335211528795775-
dc.contributor.referees1Haddad, Ana Estela-
dc.contributor.referees1IDpt_BR
dc.contributor.referees1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5132173662388670-
dc.contributor.referees2Meneghel, Stela Maria-
dc.contributor.referees2IDpt_BR
dc.contributor.referees2Latteshttp://lattes.cnpq.br/4768347130803381-
dc.description.resumoA formação de profissionais de saúde no Brasil, como em outros países, passou a ser objeto de análise e reflexão nas últimas décadas e a partir de então esforços articulados têm sido empreendidos buscando a construção de uma política de orientação de práticas formativas de profissionais de saúde tendo como princípios norteadores as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) e o Sistema Único de Saúde (SUS). Nesse contexto, parcerias entre o Ministério da Saúde e o da Educação renderam políticas de integração entre as Instituições de Ensino Superior (IES) e os serviços de saúde, entre as quais o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde). O objetivo desse estudo é avaliar a contribuição do PET-Saúde para a formação de alunos de Odontologia, Medicina e Enfermagem a partir dos resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes 2010 (ENADE 2010). A presente pesquisa é caracterizada como estudo de intervenção. Trata-se de um estudo analítico no qual foi avaliado o desempenho dos alunos concluintes de IES que desenvolveram o PET-Saúde em comparação com aqueles que não participaram do programa. A população do estudo foi composta por 49.758 alunos concluintes do ENADE 2010. Desses, 761 participaram do PET-Saúde nos anos de 2009 e 2010. Foram estudadas as características das IES, desempenho no ENADE e itens do Questionário do Estudante, segundo a participação ou não dos alunos concluintes no PET-Saúde. Os resultados sinalizam que os alunos que participaram do PET-Saúde eram, em sua grande maioria, de universidades públicas. A maioria era do sexo feminino, solteira, na faixa etária entre 18 e 25 anos, não trabalhava, dependia financeiramente da família ou de outras pessoas e terminou o ensino médio tradicional em escola particular. Observa-se que esses alunos participaram mais de atividades complementares que os alunos não participantes do programa e tinham uma percepção mais crítica sobre as IES quando se referem às condições físicas, aos aspectos pedagógicos dos cursos e à contribuição desses na sua formação. Para compararmos o desempenho dos alunos entre os dois grupos (participantes e não participantes do PET-Saúde), as variáveis de confusão como iniciação científica, monitoria e programas de extensão foram analisadas buscando a influência dessas sobre o desempenho dos alunos no ENADE na expectativa de isolar a contribuição do PET-Saúde no desempenho dos alunos concluintes em formação geral, conhecimentos específicos e saúde coletiva. Essas variáveis não influenciaram no desempenho do aluno. Posteriormente foi analisado o desempenho dos alunos do PET-Saúde com o desempenho dos alunos que não participaram do Programa e percebe-se que o aluno PET-Saúde teve um desempenho melhor que o outro grupo. No entanto, quando essa análise é realizada apenas entre alunos concluintes em universidades públicas essa diferença deixa de existir. Esse estudo revela que os alunos participantes do PET-Saúde são mais críticos que os demais e têm uma participação mais efetiva na universidade. Entretanto, não há evidências de que ele ter participado do PET-Saúde melhore o seu desempenho no ENADE.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVApt_BR
Appears in Collections:PPGSCOL - Mestrado em Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BarbaraCassiaDeSantanaFariasSantos_DISSERT.pdf1,9 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.