Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21710
Title: Estudo de pré-formulação para a obtenção de uma formulação de captopril para uso pediátrico
Authors: Goes, Janaina da Silva
Keywords: Captopril;Formulações pediátricas;Pré-formulação;Análise térmica;Propriedades tecnológicas;Estabilidade
Issue Date: 29-Aug-2013
Citation: GOES, Janaina da Silva. Estudo de pré-formulação para a obtenção de uma formulação de captopril para uso pediátrico. 2013. 115f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Portuguese Abstract: Atualmente, os medicamentos utilizados em crianças são adaptados a partir de formas farmacêuticas sólidas desenvolvidas para adultos. O captopril é amplamente adaptado para formulação líquida em hospitais. Sua estabilidade em meio aquoso é reduzida, pois sofre oxidação gerando o dissulfeto de captopril. Com o intuito de garantir a estabilidade do fármaco e dosagem precisa, foi desenvolvido um estudo de pré-formulação para a obtenção de uma formulação de captopril em pó para constituição de uma solução estável de uso pediátrico. A compatibilidade entre o fármaco e os possíveis excipientes foi avaliada através das análises de calorimetria de varredura diferencial (DSC) e o comportamento térmico do captopril através das análises termogravimética (TG) e térmica diferencial (DTA). Em seguida, foram realizados os ensaios de análise granulométrica e das medidas indiretas de fluxo do captopril e dos excipientes. Para estudo em solução, foram obtidas diferentes formulações a partir de planejamento fatorial, em que se variou a concentração de EDTA (0,005 e 0,1%) e pH (2,5; 4,0 e 5,5) em água destilada e água mineral, que foram armazenadas a 60°C e analisadas ao longo de doze dias por CLAE para avaliação da estabilidade do captopril. Nas curvas DSC das misturas de captotpril com os conservantes, a sucralose e o ácido cítrico, os eventos térmicos de cada substância isolada não foram mantidos. Nas demais curvas das misturas binárias os eventos correspondentes a cada componente foram preservados, indicando compatibilidade entre as substâncias. Foi observada uma grande diferença na distribuição e diâmetro médio das partículas e densidade dos agentes tamponantes em comparação às demais substâncias, o que pode ocasionar a segregação da mistura de pós. A partir do estudo da estabilidade das soluções, foi verificado que as variáveis interferem significativamente (p = 0,05) no teor do captopril, sendo o pH o fator mais relevante. As interações entre as variáveis foram significativas, com maior estabilidade observada em pH próximo a 4,0, maior concentração de EDTA e uso de água mineral. Com base nos resultados, pode-se concluir que o desenvolvimento de uma formulação de captopril estável é viável desde que sejam adotadas medidas estratégicas a fim de se evitar a segregação dos pós constituintes da formulação.
Abstract: Nowadays, drugs used in children are adapted from solid dosage forms developed for adults. Captopril in solid dosage form is widely adapted in hospitals into a liquid formulation. Its stability in aqueous solutions is reduced because it undergoes oxidation, forming captopril disulfide. In order to ensure a stable and accurate dosage form, a pre-formulation study was developed for obtaining a stable formulation of a powder for preparation of a captopril solution for pediatric use. The compatibility between drug and possible excipients were evaluated by differential scanning calorimetry (DSC) and the captopril thermic behavior, through thermogravimetric analysis (TG) and differential thermal analysis (DTA). Then, particle size and indirect flow measures of captopril and excipients were analyzed. For solution studies, different formulations were obtained through factorial design, varying the EDTA concentration (0.005 and 0.1%) and pH (2.5, 4.0 e 5.5) in distilled and mineral water, which were stored at 60°C and analyzed over twelve days by HPLC to evaluate the stability of captopril. In the DSC curves of captopril mixtures with preservatives, sucralose and citric acid, the isolated thermal events were not maintained. In the other binary mixtures, the events corresponding to each component were preserved in the curves, indicating compatibility between substances. There was a major difference in the distribution and average particles diameters and density of buffering agents in comparison to other substances, which can cause segregation of the powder mixture. From the study of the solutions stability it was found that the variables interfere significantly (p = 0.05) in the captopril content, the pH being the most important factor. The interactions between variables were significant, with greater stability around pH 4.0, higher EDTA concentrations and use of mineral water. Based on the results, it can be concluded that development of a stable captopril formulation is viable if strategic measures are adopted in order to avoid segregation of the powders constituents of the formulation.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21710
Appears in Collections:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstudoPré-formulacaoObtencao_Goes_2013.pdf2.35 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.