Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21831
Title: Validação do diagnóstico de enfermagem: risco de úlcera por pressão
Other Titles: Validation of the nursing diagnosis of pressure ulcer risk
Authors: Medeiros, Ana Beatriz de Almeida
Keywords: Diagnóstico de enfermagem;Estudos de validação;Úlcera por pressão;Fatores de risco;Unidades de terapia intensiva
Issue Date: 8-Aug-2016
Citation: MEDEIROS, Ana Beatriz de Almeida. Validação do diagnóstico de enfermagem: risco de úlcera por pressão. 2016. 167f. Tese (Doutorado em Enfermagem na Atenção à Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Este estudo objetivou validar o diagnóstico de enfermagem Risco de úlcera por pressão em pacientes internados na unidade de terapia intensiva. Diante da gravidade, complexidade e grau de dependência dos pacientes críticos, surge a necessidade da enfermagem avaliar a presença desse diagnóstico para atuar na prevenção dos fatores de risco e na manutenção da qualidade nos serviços ofertados. Tratou-se de um estudo metodológico, desenvolvido em três etapas: análise de conceito, análise do conteúdo por especialistas e validação clínica. A primeira etapa foi baseada no modelo de Walker e Avant e operacionalizada através de revisão da literatura, que aconteceu nos meses de fevereiro e março de 2015. Utilizaram-se as bases de dados: Scopus, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, National Library of Medicine and Nattional Institutes of Health e Web of Science, e os descritores: úlcera por pressão, fatores de risco e unidades de terapia intensiva e suas respectivas sinonímias em inglês. Obteve-se uma amostra de 22 artigos. Após a análise do conceito, identificaram-se 42 antecedentes e os seguintes atributos essenciais: Pressão; Pressão em combinação com cisalhamento; e Isquemia tecidual. Na segunda etapa, foram solicitadas as opiniões dos especialistas com relação à análise de conceito e de conteúdo, por meio de grupo focal, composto por sete enfermeiras, em quatro encontros, durante os meses de maio a julho de 2015. Após a discussão no grupo focal, resultou-se um total de 29 antecedentes e na seguinte definição conceitual para o diagnóstico estudado: Vulnerabilidade de rompimento da integridade da pele como resultado da isquemia tecidual ocasionada por pressão ou pressão em combinação com cisalhamento. Na terceira etapa, foi realizado um estudo de caso-controle, com intuito de avaliar, na prática clínica, a precisão dos fatores de risco do diagnóstico de enfermagem identificados e validados nas etapas anteriores. Esta etapa ocorreu na unidade de terapia intensiva do Hospital Universitário Onofre Lopes, através de um formulário. A amostra consistiu de 180 participantes, sendo 90 no grupo caso e 90 no grupo controle. O projeto de pesquisa foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do referido hospital, sob número de protocolo 848.997 e Certificado de Apresentação para Apreciação Ética 36883714.5.0000.5292. Os resultados mostram que, através da aplicação do modelo de regressão logística hierárquica, um conjunto de cinco fatores de risco e um aspecto clínico deve ser visto como um forte indicativo do aumento do risco para úlcera por pressão. Os fatores de risco foram: História de úlcera por pressão, Tempo prolongado de permanência na UTI; Fricção, Desidratação e Temperatura elevada da pele em torno de 1 a 2 ºC. E o aspecto clínico foi: Tratamento das comorbidades. Conclui-se que o diagnóstico de enfermagem Risco de úlcera por pressão pôde ser validado em seus aspectos de conceito, de conteúdo e clínicos e que existe um conjunto de variáveis que aumentam a chance da ocorrência do diagnóstico de enfermagem Risco de úlcera por pressão em pacientes internados em unidade de terapia intensiva. Assim, acredita-se que o estudo contribuiu para o aperfeiçoamento da linguagem diagnóstica, com vistas a adoção de medidas preventivas, aplicação de intervenções mais eficazes, alcance de resultados positivos e melhoria da qualidade do cuidado prestado pelo enfermeiro.
Abstract: The objective of this study was to validate the nursing diagnosis “Pressure ulcer risk” in patients admitted to the intensive care unit. Faced with the severity, complexity and degree of dependence of the critical patients, nursing needs to assess the presence of this diagnosis to act in the prevention of risk factors and maintenance of quality in the services offered. This was a methodological study, conducted in three steps: concept analysis, content analysis by experts and clinical validation. The first step was based on the model of Walker and Avant and performed through literature review, which occurred in the months of February and March 2015. We used the databases: Scopus, Latin American and Caribbean Health Sciences Literature, Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, National Library of Medicine and National Institutes of Health, and Web of Science, and the descriptors: pressure ulcer, risk factors and intensive care units, and their respective synonyms in the English language. We obtained a sample of 22 papers. After completing the concept and content analysis, we identified 42 backgrounds and the following essential attributes: Pressure; Pressure combined with shearing; and Tissue ischemia. In the second step, we asked the experts to give opinions about the concept analysis, by means of a focus group, composed of seven nurses, in four meetings, which were held from May to July 2015. After finishing the discussion in the focus group, we had a total of 29 backgrounds, besides the following conceptual definition for the diagnosis under study: Vulnerability of rupture of the skin integrity as a result of the tissue ischemia provoked by pressure or pressure combined with shearing. In the third step, we conducted a case-control study with the aim of assessing, in clinical practice, the accuracy of the risk factors of the nursing diagnosis identified and validated in the preceding steps. This step took place in the intensive care unit of the Onofre Lopes University Hospital, through a form. The sample was composed of 180 participants, with 90 in the case group and 90 in the control group. The research project was submitted and approved by the Research Ethics Committee of the aforementioned hospital, under Protocol number 848.997 and Presentation Certificate for Ethics Assessment number 36883714.5.0000.5292. The results show that, through the application of the hierarchical logistic regression model, a set of five risk factors and one clinical aspect must be regarded as a strong indicator of the increased risk for pressure ulcer. The risk factors were: History of pressure ulcer; Extended period of stay in the ICU; Friction, Dehydration and High skin temperature around 1 to 2 ° C. As for the clinical aspect, it was: Treatment of comorbidities. We conclude that the nursing diagnosis of pressure ulcer risk could be validated in aspects of concept, content and clinical and that there is a set of variables that increase the chance of occurrence of the nursing diagnosis “Pressure ulcer risk” in patients admitted to the intensive care unit. Accordingly, we believe that this study has contributed to the improvement of the diagnostic parlance, with regard to adopting preventive measures, applying more effective interventions, achieving positive results and improving the quality of the health care provided by the nursing professional.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21831
Appears in Collections:PPGE - Doutorado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaBeatrizDeAlmeidaMedeiros_TESE.pdf3.12 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.