Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/22053
Title: Programa de controle da hanseníase no Rio Grande do Norte: análise na perspectiva da promoção da saúde
Other Titles: Leprosy attention policies in Rio Grande do Norte: an analysis based on health promotion
Authors: Carvalho, Francisca Patrícia Barreto de
Keywords: Descritores;Hanseníase;Avaliação em saúde;Serviços de saúde;Promoção da saúde
Issue Date: 6-Sep-2016
Citation: CARVALHO, Francisca Patrícia Barreto de. Programa de controle da hanseníase no Rio Grande do Norte: análise na perspectiva da promoção da saúde. 2016. 81f. Tese (Doutorado em Enfermagem na Atenção à Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: A hanseníase é considerada um importante problema de saúde pública devido ao seu alto poder incapacitante e comprometimento em indivíduos da faixa etária economicamente ativa. O Rio Grande do Norte apresenta uma alta incidência de hanseníase. A avaliação da qualidade da atenção do Programa de Controle da Hanseníase (PCH) foi considerada pelo Ministério da Saúde entre regular a precária, dado que revela a fragilidade das medidas de vigilância à saúde no estado. O contexto exposto justifica a necessidade de atuação mais efetiva no atendimento às pessoas com hanseníase, sequelas e reações na perspectiva de criar suporte para enfrentar as dificuldades cotidianas geradas pela doença. O estudo teve como objetivo analisar os aspectos que comprometem o bom desempenho do Programa de Controle de Hanseníase (PCH) no RN. Trata-se de um estudo analítico, de aspecto quanti-qualitativo o qual, utiliza métodos mistos no intuito de realizar uma análise abrangente do problema de pesquisa. Realizou-se nas cidades-polo de cada uma das oito regiões de saúde do Estado. Entrevistou-se os coordenadores dos PCH municipais dessas cidades, os coordenadores das URSAP e o coordenador estadual do programa, através de roteiros de entrevistas e de um questionário previamente estabelecido. O projeto de pesquisa foi aprovado sob número 1.011.888 e CAEE nº 42951615.6.0000.5537 pelo Comitê de Ética em Pesquisa/UFRN, respeitando todas as prescrições feitas pelo referido órgão e a Resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde. Os dados foram avaliados através da análise do discurso e os resultados embasados na Promoção da Saúde como referencial teórico. Os resultados estão organizados em três manuscritos: 1) Avaliação em saúde: uma revisão integrativa; 2) O Contexto da atenção do enfermeiro à pessoas com hanseníase na Estratégia Saúde da Família; 3) Análise do discurso dos gestores do PCH no RN. O primeiro artigo orientou a avaliação do PCH da qual esta tese faz parte e assinalou que avaliações de políticas e programas de saúde devem ser apreendidas a partir das seguintes observações: como um recorte temporal, sob determinado prisma e a partir de determinadas concepções de saúde. Não como um fim em si mesmo e nem como verdade absoluta. O segundo artigo avaliou as camadas do contexto do trabalho do enfermeiro no PCH e como estas influenciam e são influenciadas por ele. O terceiro artigo analisou o discurso dos gestores do PCH que distinguiu a influência do modelo burocrático de gestão e pela concepção de atenção à saúde médico/centralizada além da forte influência do Modelo sanitarista/campanhista, apesar de o modelo vigente ser vigilância em saúde. Encontrou-se gestores com mais de uma coordenação sob sua responsabilidade, porém sem suporte técnico, científico e político (recursos humanos e econômicos para o exercício de suas atribuições); a minoria com pouco tempo de trabalho, mas a maioria está na função há anos e ainda não se apropriou de todas as ferramentas científicas e técnicas necessárias ao desenvolvimento de um trabalho que promova a saúde e que dê resultados eficientes e eficazes. Compreendeu-se que o PCH pode melhorar a partir de duas iniciativas: (1) profissionalização da gestão (2) ênfase na promoção da saúde e trabalho em equipe (inter/multidisciplinaridade). Não apenas o PCH, mas o SUS ainda não se efetivou de modo expressivo no sentido de modificar o modelo de atenção à saúde proposto.
Abstract: Leprosy is considered a major public health problem due to its high disabling and impairment power in individuals of the economically active age group. The Rio Grande do Norte has a high incidence of leprosy. The evaluation of quality of care of the Leprosy Control Program (HCP) was considered by the Ministry of Health from regulate to precarious, given that reveals the fragility of the measures of health surveillance in the state. The given context shows the need for a more effective action in responding to people with leprosy or with sequelae and reactions of the same in the state in order to support these individuals to face the daily difficulties generated by the disease. This study aims to analyze the aspects that compromise the performance of the Leprosy Control Program in RN. This is an analytical study and of quantitative and qualitative aspect, ie, mixed methods in order to conduct a comprehensive analysis of the research problem. It will be held in the pole-cities of each of the eight health regions of the state. The municipal coordinators of HCP and health professionals who provide care in leprosy services of these cities will be interviewed, namely, all professionals of reference services and a reference sample of professionals working in the Family Health Strategy in each city studied through scripts of interviews and a questionnaire previously established. The research project was approved under number 1011888 and CAEE No 42951615.6.0000.5537 by the Research Ethics Committee / UFRN, respecting all the requirements made by this body and the 466/12 Resolution of the National Health Council. The data were analyzed through discourse analysis and the results grounded in Health Promotion as a theoretical framework. The results are organized in three manuscripts: 1) Health evaluation: an integrative review; 2) The nurse's attention context to people with leprosy in the Family Health Strategy; 3) PCH managers of discourse analysis in newborns. The first article guided the assessment of HCP which this thesis is part and noted that reviews of health policies and programs should be learned from the following observations: as a time frame, in particular prism and from certain health conceptions. Not as an end in itself and not as absolute truth. The second article assessed the layers of the nurse's work in the context of PCH and how they influence and are influenced by it. The third article analyzes the discourse of managers PCH that distinguished the influence of bureaucratic management model and the design of attention to medical / health centralized addition to the strong influence of sanitarian / Model campaigner, although the current model is health surveillance. Met with managers over coordination under their responsibility, but without technical support, scientific and political (human and economic resources for the performance of their duties); the minority with little time to work, but most are in function for years and still not appropriated all the scientific tools and techniques needed to develop a work that promotes health and giving efficient and effective results. It realized that the PCH can improve from two initiatives: (1) professional management (2) emphasis on health promotion and teamwork (inter / multidisciplinary). Not only the PCH, but the NHS has not yet effected expressively in order to modify the model of attention to proposed health.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22053
Appears in Collections:PPGE - Doutorado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FranciscaPatriciaBarretoDeCarvalho_TESE.pdf969,28 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.