Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/22133
Title: Relação entre incontinência urinária, prolapso de órgãos pélvicos e desempenho físico em mulheres de meia idade: um estudo transversal
Authors: Vieira, Mariana Carmem Apolinário
Keywords: Envelhecimento;Incontinência urinária;Prolapso de órgão pélvico;Desempenho físico
Issue Date: 26-Jan-2016
Citation: VIEIRA, Mariana Carmem Apolinário. Relação entre incontinência urinária, prolapso de órgãos pélvicos e desempenho físico em mulheres de meia idade: um estudo transversal. 2016. 61f. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Introdução: As mulheres apresentam maior declínio físico e incapacidade durante o envelhecimento em relação aos homens. Com isso, diversas explicações biológicas vêm sendo propostas para explicar a razão pela qual as mulheres apresentam piores resultados de saúde. Dentre elas, sabe-se que a história reprodutiva e possíveis alterações gineco-obstetricias vem sendo associada a limitações na função física. Entretanto, sabe-se pouco sobre a relação entre a incontinência urinária, o prolapso de órgãos pélvicos e o desempenho físico. Objetivo: Verificar a relação entre incontinência urinária, prolapso de órgãos pélvicos e desempenho físico em mulheres de meia-idade.Metodologia: Trata-se de um estudo observacional analítico, de caráter transversal, realizado com mulheres (40 a 65 anos), residentes em Parnamirim/RN. Todas as participantes foram avaliadas através de um questionário estruturado, sendo coletados dados socioeconômicos, demográficos, alterações ginecológicas e desempenho físico. Na análise estatística, a normalidade dos dados foi verificada utilizando o teste Kolmogorov-Smirnov. Para avaliar a relação entre as variáveis independentes e as de desempenho físico foram utilizados o test t e a ANOVA. Análises de regressão linear foram realizadas para observar a relação entre incontinência urinária, prolapso de órgãos pélvicos e o desempenho, ajustadas pelas covariáveis. Resultados: Foram avaliadas 361 mulheres, com média de idade 53,0 (±5,6) anos. As mulheres que apresentavam incontinência urinária mostraram pior desempenho no teste de sentar e levantar (p=0,04) e aquelas com prolapso de órgãos pélvicos, pior equilíbrio de olhos abertos (p=0,04). Após as análises de regressão linear múltipla, as alterações ginecológicas permaneceram relacionadas ao teste sentar e levantar (incontinência urinária: β = 0,923; IC: 0,016 : 1,830) e ao equilíbrio de olhos abertos (prolapso pélvico: β = -2,467; IC: -4,706 : -0,228). Conclusão: As mulheres com incontinência urinária apresentaram pior desempenho físico no teste de sentar e levantar da cadeira e aquelas com prolapso de órgãos pélvicos apresentaram pior desempenho físico no teste de equilíbrio com olhos abertos.
Abstract: Introduction: Women have presented higher charge of physical decline and disability during aging compared to men. Consequently, several biological explanations have been proposed to explain the reason why women have worse health outcomes. Among them, has knowledge that the reproductive history and possible urogynecological changes has been associated with limitations in physical function. However, little is known about the relationship between urinary incontinence, pelvic organ prolapse and physical performance. Objective: To verify the relationship between urinary incontinence, pelvic organ prolapse and physical performance in middle-aged women. Methodology: A cross-sectional study, accomplished with women (40-65 years), living in Parnamirim-RN, between September of 2014 and July of 2015, with a sample of 361 women. All participants were assessed using a structured questionnaire, being collected socioeconomic and demographic data, urogynecological changes and physical performance. In the statistical analysis, the normality of the data was verified using the Kolmogorov-Smirnov test. To evaluate the relationship between independent variables and physical performance variables were used test t and ANOVA. Linear regression analysis was performed to observe the relationship between urinary incontinence, pelvic organ prolapse and physical performance, adjusted for covariates. Results: A total of 361 women were assessed with mean of age 52.0 (± 5.6) years. Women who had urinary incontinence showed worse performance in the chair stand test (p = 0.04) and those with pelvic organ prolapse, worse balance with open eyes (p = 0.04). After multiple linear regression analysis, urogynecological changes related to the test remained related chair stand test (urinary incontinence: β = 0.923; CI: 0.016 : 1.830) and balance with open eyes (pelvic prolapse: β = -2.467; CI: -4.706 : -0.228). Conclusion: Women who had urinary incontinence showed worse performance in the chair stand test and those with pelvic organ prolapse, worse balance with open eyes.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22133
Appears in Collections:PPGFS - Mestrado em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MarianaCarmemApolinarioVieira_DISSERT.pdf1,68 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.