Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/22670
Title: Avanços e desafios da atenção primária à tuberculose no Rio Grande do Norte/Brasil
Authors: Brito, Ewerton William Gomes
Keywords: Tuberculose;Avaliação de Serviços de Saúde;Atenção Primária à Saúde;Estratégia Saúde da Família;Gestão em Saúde;Planejamento em Saúde
Issue Date: 10-Sep-2015
Citation: BRITO, Ewerton William Gomes. Avanços e desafios da atenção primária à tuberculose no Rio Grande do Norte/Brasil. 2015. 123f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: Introdução: O Programa Nacional de Controle da Tuberculose (PNCT) privilegia a descentralização das ações de controle da doença para os serviços de Atenção Primária em Saúde (APS) com estratégia de ampliação do acesso da população as ações do programa. Objetivo: Avaliar os avanços e desafios da atenção primária à tuberculose no Rio Grande do Norte. Especificamente, visa analisar a organização do cuidado no estado, o desempenho dos serviços de saúde na atenção à tuberculose (TB) em Natal, o compromisso político da gestão com as ações de controle da TB em Natal/RN e identificar os aspectos que fortalecem e fragilizam as ações de diagnóstico e controle da TB na Estratégia Saúde da Família. Metodologia: Trata-se de um Estudo de Caso com triangulação de múltiplas técnicas e fontes. Na avaliação da organização do cuidado o estudo foi transversal com dados secundários da Avaliação Externa do Programa de Melhoria de Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) no Rio Grande do Norte, realizada em 2012. O banco de dados contou com 412 questionários de profissionais de nível superior das Equipes de Atenção Básica e de 1650 usuários. A análise descritiva incluiu variáveis relativas ao perfil dos entrevistados, à organização do cuidado, à atenção ao usuário, à promoção da saúde, ao acesso à unidade de saúde, ao acolhimento e à demanda espontânea. Para avaliação das equipes e da gestão, a coleta foi realizada em Natal no período de agosto de 2011 a abril de 2012 com aplicação de questionários e entrevistas. Os questionários sobre estrutura e processo incluíram 240 profissionais da Saúde da Família. A análise foi descritiva com significância, blox-plot e diagrama de Pareto. As entrevistas semi-estruradas arrolaram 11 enfermeiras responsáveis pelas ações de controle da tuberculose nas unidades de saúde cujos dados foram organizados e analisados com o software Alceste. Para análise do compromisso da gestão recorreu-se a análise dos documentos da secretaria municipal de saúde e entrevista em profundidade com 9 coordenadores de Atenção e Vigilância à Saúde. O roteiro contemplou planejamento e orçamento, atenção à saúde, informação estratégica, desenvolvimento humano e institucional, comunicação e mobilização social e pesquisa. Utilizou-se Análise de Contéudo. A pesquisa foi aprovada no Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Resultados: Os dados do PMAQ-AB revelaram que no Rio Grande do Norte 27,7% dos serviços de saúde avalaidos não possuem protocolos assistenciais, 97,3% das equipes solicitam baciloscopia e 95,6%, radiografia de tórax; 63,1% acompanham o tratamento diretamente observado (TDO), e apenas 57,3% realizam a busca ativa dos faltosos. Em Natal, a análise da estrutura constatou envolvimento na atenção à tuberculose de 100% dos enfermeiros, médicos e agentes comunitários e 73,9% dos técnicos de enfermagem. Participaram de capacitação 96,6% dos enfermeiros, 84,1% dos médicos, 13,6% dos técnicos de enfermagem e 38,7% dos agentes comunitários. O relato de acesso à ficha diária de TDO foi de 63,7%, ao livro de registro de 69,9%; a disponibilidade de potes de escarro de 78,2%; articulação com outros níveis de atenção, 83,4%; dificuldade de apoio a TDO, 65,2%. Para processos, as informações sobre a doença alcançou 99,7%; oferta de TDO nas unidades, 51,5%; ações educativas, apenas 31,5%. A maior variabilidade foi na capacitação dos profissionais com amplitude 17,4 - 89,4 e intervalo interquartil 44,8 - 66,2. Houve diferença significativa (p<0,05) para envolvimento dos profissionais no atendimento, capacitação profissional e acesso aos instrumentos de registro e TDO. As entrevistas com enfermeiros reafirmam: retardo no diagnóstico e apoio laboratorial, dificuldades dos usuários no acesso aos exames laboratoriais e retorno oportuno dos resultados; carência de capacitações, e dificuldade no uso da informação no planejamento e atribuições dos profissionais nas ações de controle. A análise documental e as entrevistas com gestores indicaram que as ações planejadas contemplam superficialmente os componentes Atenção à Saúde e Informação Estratégica, e se apresentam de maneira incipiente ou ausente nos componentes Planejamento e Orçamento, Comunicação e Mobilização Social e Pesquisa. Conclusão: Há avanços traduzidos na incorporação sistemática das ações de atenção aos doentes de tuberculose à rotina de trabalho das equipes de saúde. Entretanto, a baixa realização de ações preventivas e educativas, debilidades no acompanhamento do TDO, na busca ativa dos faltosos e no registro dos casos foram comuns ao estado e município. São acrescidas as dificuldades de padronização na distribuição de insumos e no uso de instrumentos de registro para diagnóstico epidemiológico e operacional da TB. Os aspectos mais preocupantes foram a falta de prioridade e compromisso da gestão com a atenção à TB em Natal e a ausência de protocolos assistenciais em parte dos serviços de saúde do estado. Recomenda-se que a gestão adote um planejamento baseado no diagnóstico epidemiológico e operacional, que traduza as necessidades reais vivenciadas pelos profissionais e usuários e respeite a variabilidade de desempenho entre as diversas unidades de saúde do município. Ressalta-se a importância do fortalecimento da regulação da rede laboratorial e adequação das atividades de educação permanente contemplando as diversas categorias profissionais.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22670
Appears in Collections:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AvancosDesafiosAtencao_Brito_2015.pdf3.26 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.