Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/24956
Title: Condições de saúde bucal de idosos institucionalizados: um estudo de coorte prospectiva
Authors: Aguiar, Maria Cecília Azevedo de
Advisor: Lima, Kenio Costa de
Keywords: Geriatria;Instituição de longa permanência para idosos;Saúde do idoso;Saúde bucal
Issue Date: 30-Oct-2017
Citation: AGUIAR, Maria Cecília Azevedo de. Condições de saúde bucal de idosos institucionalizados: um estudo de coorte prospectiva. 2017. 123f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O objetivo desta pesquisa foi avaliar a saúde bucal de idosos institucionalizados ao longo do tempo e os fatores associados. Para tanto, foi realizado um estudo de coorte prospectiva em 11 Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) do município de Natal/RN, nos anos de 2013 e 2017, resultando numa amostra final de 124 idosos. A coleta de dados incluiu exame epidemiológico bucal dos idosos, aplicação de um questionário aos mesmos, além de consulta aos prontuários e entrevista aos dirigentes institucionais. Foi realizada análise descritiva para caracterização da amostra segundo as dimensões investigadas, usando o teste do qui-quadrado de McNemar ou o teste t emparelhado, seguida de análise da trajetória da situação de saúde bucal. Após isso, foi verificada a influência das variáveis sociodemográficas, institucionais, de condições de saúde geral e de uso dos serviços odontológicos sobre a diferença de situação das condições bucais ao longo do tempo, agrupadas em dimensões e rotuladas como situação inadequada (piora e estabilidade desfavorável) e adequada (estabilidade favorável e melhora). A análise bivariada teve nível de significância de 5%, usou os testes do qui-quadrado ou exato de Fisher, aferindo a magnitude do efeito através das medidas de risco relativo (RR) com intervalo de confiança 95%. Como resultados, em 2013, a média de idade dos idosos foi de 79,1 anos (± 8,44), com tempo médio de institucionalização de 4,9 anos (± 5,37), sendo a maioria do sexo feminino, raça/cor branca, residentes em ILPI sem fins lucrativos. Entre as duas ondas de observação, aumentou significativamente a ocorrência de idosos com cárie radicular (13,56% para 35,59%, p<0,001) e diminuíram a ocorrência de DTM (de 32,1% para 15,1%, p<0,05) e o número de sextantes válidos para avaliação periodontal (de 0,99 para 0,86, p<0,05) e de sextantes centrais superior e inferior presentes (44,63% para 37,60%, p<0,001). As trajetórias de hipossalivação/xerostomia e das dimensões periodontal e de reabilitação revelaram predomínio da situação de saúde bucal inadequada, com exceção da DTM, em que predominou a situação adequada. A análise bivariada demonstrou que, ao longo da coorte, as variáveis de saúde bucal não sofreram influências estatísticas significativas das condições sociodemográficas, institucionais, de saúde geral e de uso dos serviços odontológicos. Pode-se concluir que, apesar de haver diferenças consideráveis nas condições de vida dos idosos institucionalizados, as condições de saúde bucal foram inadequadas, estáveis ao longo do tempo e não sofreram influência significativa das variáveis avaliadas.
Abstract: The purpose of this study was to evaluate the oral health status of institutionalized elderly over time and the associated factors. A prospective cohort study was carried out in 11 long-term institutions for the aged (LTIA) in the city of Natal (Brazilian Northeast), in the years of 2013 and 2017, resulting in a final sample of 124 elderly people. The data collection included elderly’s oral epidemiological examination, application of a questionnaire to them, medical records assessment and institutional directors interviews. Descriptive analysis was performed to characterize the sample according to the dimensions investigated, using the McNemar chi-square test or the paired t-test, followed by analysis of the oral health status trajectory over time. After this, it was evaluated the influence over time of sociodemographic, institutional, general health and dental services use on the difference in oral conditions - grouped in dimensions and labeled as inadequate situation (worsening and unfavorable stability) and adequate (favorable stability and improvement). The bivariate analysis had significance level of 5%, using chi-square or Fisher's exact tests to assess the magnitude of the effect through measures of relative risk (RR) with 95% confidence interval. As results, in 2013, the mean age of the elderly was 79.1 years (± 8.44), with an average institutionalization time of 4.9 years (± 5.37), the majority being female, race/color white, residents of non-profit institutions. Between the two observation waves, there was stability in most of the parameters evaluated, but root caries of elders was increased (from 13.56% to 35.59%, p <0.001) and decreased the occurrence of temporomandibular dysfunction - TMD (from 32.1% to 15.1%, p <0.05), number of valid sextants for periodontal evaluation (from 0,99 to 0,86, p <0.05) and present central sextants (from 44,63% to 37,60%, p <0.001). The hyposalivation / xerostomia and periodontal and rehabilitation dimensions trajectories revealed inadequate oral health situation predominance, with the exception of TMD, for wich prevailed adequate situation. The bivariate analysis showed that, throughout the cohort, the oral health variables did not suffer significant statistical influences of the sociodemographic, institutional, general health and use of dental services. It can be concluded that, although there were considerable differences in the institutionalized elderlys living conditions, oral health conditions were inadequate, stable over time and not significantly influenced by the evaluated variables.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24956
Appears in Collections:PPGSCOL_Doutorado_Saúde_Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MariaCeciliaAzevedoDeAguiar_TESE.pdf2,77 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.