Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/26202
Title: Resiliência em adolescentes participantes de projetos sociais esportivos
Authors: Cortês Neto, Ewerton Dantas
Keywords: Resiliência psicológica;Esportes;Adolescente;(fonte:DeCS)
Issue Date: 24-Aug-2018
Citation: CORTÊS NETO, Ewerton Dantas. Resiliência em adolescentes participantes de projetos sociais esportivos. 2018. 60f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Objetivo: A pesquisa tem como objetivo avaliar a resiliência de adolescentes participantes e não participantes de projetos sociais esportivos relacionando ao seu perfil sóciodemográfico. Materiais e métodos: Estudo de corte transversal, comparativo e analítico, abrangeu 134 adolescentes, com faixa etária compreendida de 12 a 17 anos, residentes em zona de alta vulnerabilidade social de um município do nordeste brasileiro. A coleta de dados deu-se com a realização de entrevista estruturada e a aplicação do questionário/escala de resiliência desenvolvida por Wagnild e Young (1993). Utilizou-se de análise estatística descritiva e inferencial, especialmente o uso do teste T para amostras independentes e o teste qui-quadrado. Para ambos, adotou-se um nível de significância estatística de p<0,05. Resultados: A resiliência média geral foi 110,6 (±15,9) e os participantes de projetos sociais apresentaram melhor resiliência (p=0,063), com predomínio de gênero masculino, faixa etária de 15 a 17 anos, sem problemas de saúde, pais (pai/mãe) autônomo, aposentado, pensionista ou desempregado com renda menor do que 1 salário mínimo, sem uso de bebida alcoólica/cigarro e outras drogas. Considerações finais: Os participantes de projetos sociais apresentaram melhor nível de resiliência, mesmo em diversas situações desfavoráveis, com fatores de riscos presentes.
Abstract: Objective: The aim of this study was to evaluate the resilience of adolescents participants and non-participants of social projects for sports relating it to their sociodemographic profile. Materials and Methods: Cross-section Study, comparative and analytical, covered 134 adolescents, from ages 12 to 17, residing in a social zone of high vulnerability in a Northeastern Brazilian city. The data collected was obtained through structured interviews and a questionnaire / resilience scale, developed by Wagnild and Young (1993). The descriptive and inferential statistical analysis was used, especially the Student ‘T’ Test for the independent samples and the chi-square test. In both cases, the statistical significance level adopted was p<0.05. Results: The overall mean resilience was 110.6 (± 15.9) and the participants in social projects demonstrated better resilience (p = 0.063), with a predominance of male gender, age group 15 to 17 years old, without health problems, parents (father / mother) self-employed, retired, pensioner or unemployed with income less than 1 minimum wage, without alcohol / cigarette and other drugs. Final Considerations: The participants of the social projects presented a better level of resilience, even though there were several unfavorable situations and many risks presented as well.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26202
Appears in Collections:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Resiliênciaadolescentesparticipantes_CortesNeto_2018.pdf1.38 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.