Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/26884
Title: Análise biomecânica de diferentes tipos de fixação em osteotomia sagital do ramo após diferentes avanços e alterações do plano mandibular: um estudo com elementos finitos
Authors: Silveira, Marcelo Leite Machado da
Keywords: Osteotomia sagital do ramo mandibular;Rotação no sentido horário;Fixação interna rígida;Análise de elementos finitos
Issue Date: 10-Aug-2018
Citation: SILVEIRA, Marcelo Leite Machado da. Análise biomecânica de diferentes tipos de fixação em osteotomia sagital do ramo após diferentes avanços e alterações do plano mandibular: um estudo com elementos finitos. 2018. 74f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar, por meio de um estudo com análise em elementos finitos, as tensões de superfície presentes na cortical óssea mandibular e no material de síntese, assim como avaliar a resistência da fixação ao deslocamento após a osteotomia sagital do ramo mandibular (OSRM) quando da realização de diferentes avanços mandibulares com e sem alteração do plano mandibular. Foram obtidos modelos virtuais tridimensionais de uma mandíbula e planejados avanços de 6 e 12mm com avanço linear, assim como associados ao giro horário e anti-horário do plano mandibular. Cada conjunto foi, então, fixado com uma ou duas placas monocorticais do sistema 2.0 dispostas horizontalmente com 4 parafusos em cada placa. Ao todo, foram construídos 12 modelos que foram então submetidos a uma carga vertical linear na região de incisivos centrais em incrementos de 50N até o limite máximo de 500N. Os resultados demonstraram que os avanços de 12mm estão associados a maiores tensões nas corticais ósseas e no material se síntese. Também foi possível concluir que os modelos fixados com duas placas apresentaram valores menores de tensão no material de síntese em comparação aos modelos fixados com uma placa. A mudança do plano mandibular no sentido anti-horário nos avanços de 6 mm, fixados com 1 ou 2 placas, aumentou a tensão no material de síntese, o que não ocorreu nos avanços de 12 mm. Esses resultados podem auxiliar os cirurgiões na tomada de decisão clínica diária.
Abstract: The aim of the present paper was to evaluate, via a finite element analysis, the tensions on the cortical bone and the plating system, as to evaluate mandibular resistance after the sagittal split ramus osteotomy with different mandibular advancements and mandibular plane movements. 3D mandibular models were obtained and a 6mm and 12mm advancement was planned associated with linear, clockwise or counter clockwise rotation of the mandibular plane angle. Each model was then fixed with one or two plates of the 2.0mm system and held with 4 monocortical screws at each side. A total of 12 models were built and they were subjected to a vertical load in the incisors region ranging from 50N to 500N in 50N increments. Results have shown that the 12mm advancement was associated with a higher tension in the cortical bone and plate surface. It was also concluded that the models fixed with 2 plates presented lower values of tension on the plates in comparison with the models fixed with a single plate. Counter clockwise rotation of the mandibular plane angle in the 6mm advancement, fixed with 1 or 2 plates, brought more tension to the plates, which did not occur in the 12mm advancements. These results may aid surgeons with decision making on a daily basis.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26884
Appears in Collections:PPGSCOL - Mestrado em Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Análisebiomecânicadiferentes_Silveira_2018.pdf1,92 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.