Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/26903
Title: Efeitos da fotobiomodulação associado ao própolis verde na angiogênese, produção e reorganização do colágeno em feridas cutâneas de ratos diabéticos
Authors: Marinho, Ravel Cavalcante
Keywords: Laserterapia;Reparo tecidual;Mastócitos;Endoglina;Miofibroblastos
Issue Date: 21-Dec-2018
Citation: MARINHO, Ravel Cavalcante. Efeitos da fotobiomodulação associado ao própolis verde na angiogênese, produção e reorganização do colágeno em feridas cutâneas de ratos diabéticos. 2018. 58f. Dissertação (Mestrado em Biologia Estrutural e Funcional) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: No diabetes mellitus (DM) o acúmulo de produtos finais de glicação avançada promove alterações estruturais e bioquímicas nos tecidos, interferindo no retardo do reparo de feridas cutâneas para o surgimento de complicações clínicas, especialmente o retardo no reparo de feridas cutâneas. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da combinação de laserterapia e aplicação tópica de extrato de própolis verde na cicatrização de feridas cutâneas em ratos com DM induzida por estreptozotocina. Ratos machos Wistar (n=90) foram alocados em cinco grupos experimentais de acordo com a indução ou não da DM e da terapêutica empregada nas feridas cutâneas produzidas cirurgicamente: (N) normoglicêmico sem terapia; (C) controle diabético sem terapia; (L) laserterapia (660 nm, 30 mW, 4 J/cm2 ); (P) administração tópica de própolis verde (extrato alcoólico a 30%); e (LP) terapia combinada de laser e própolis. As aplicações das terapêuticas foram realizadas no momento pós-cirúrgico imediato e diariamente por seis dias. Nos intervalos de 7, 14 e 21 dias, o fechamento da ferida foi avaliado através de imagens digitais da área cirúrgica dos animais, submetidos posteriormente à eutanásia. Cortes histológicos da área de cicatrização foram corados com Picrosirius red para análise quantitativa da área ocupada e do padrão de organização do colágeno sob microscopia de luz polarizada e fluorescência; e com Azul de Toluidina para contagem de mastócitos intactos e em degranulação. A densidade vascular e número de miofibroblastos foram avaliados pela expressão imunoistoquímica de CD105 e α-actina de músculo liso (αSMA), respectivamente. Os dados demonstram que os grupos tratados (L, P e LP) exibiram uma contração acelerada da ferida cirúrgica (p<0,05) e um índice de colagenização mais elevado (p<0,05), tanto por microscopia de luz polarizada quanto por fluorescência. Estes dois métodos de avaliação apresentaram um índice de correlação forte no tecido sadio (r=0,7559; p<0,0001), e moderado no leito da ferida (r=0,5446; p<0,0001). Os grupos tratados exibiram uma organização morfológica mais aleatória (p<0,05) pelo índice de orientação do colágeno e uma substituição progressiva das fibras finas por fibras espessa de colágeno. Um maior número de miofibroblastos foi evidenciado nas feridas tratadas com P, LP e L, nos dias 7, 14 e 21, respectivamente. Observou-se uma quantidade menor de mastócitos em degranulação nos grupos tratados (p<0,05), com uma redução ainda maior no grupo LP. A densidade vascular permaneceu mais elevada nos grupos tratados, com melhor índice de neovascularização nos grupos P nos dias 7 e 21, e LP no 14º dia. Concluise que a associação de laser e própolis promove um reparo mais rápido de feridas em ratos diabéticos por menor degranulação de mastócitos, aumento na densidade vascular, além de maior produção e organização do colágeno, com maior densidade de miofibroblastos.
Abstract: In diabetes mellitus (DM) the accumulation of advanced glycation end products promotes structural and biochemical changes in the tissues, contributing to the development of clinical complications, especially delayed skin wound repair. The aim of this study was to evaluate the effect of the combination of laser therapy and topical application of green propolis extract on cutaneous wound healing in rats with DM induced by streptozotocin. Male Wistar rats (n = 90) were divided into five groups according to whether or not the DM Induction and the therapy employed in surgically produced cutaneous wounds: (N) normoglycemic without therapy; (C) diabetic control without therapy; (L) laser therapy (660 nm, 30 mW, 4 J/cm²); (P) topical administration of green propolis (30% alcohol extract); and (LP) combined laser and propolis therapy. The treatments were performed at the immediate postoperative moment and daily for six days. At intervals of 7, 14 and 21 days, wound closure was assessed by digital image of the surgical site and the animals were then submited to euthanasia. Histological sections of the healing area were stained with Picrosirius Red for quantitative analysis of the occupied area and the organization pattern of the collagen under polarized light microscopy and fluorescence; and with Toluidine Blue for counting of intact and degranulating mast cell. The microvessel density and the number of myofibroblasts were evaluated by immunohistochemical expression of CD105 and α-smooth muscle actin (α-SMA), respectively. Data show that the treated groups (L, P and LP) exhibited an accelerated contraction of the surgical wound (p<0.05) and a higher collagenation index, both in polarized and fluorescence light microscopy (p<0.05). These two methods of evaluation had a strong correlation index in healthy tissue (r=0.7559; p<0.0001), and moderate in the wound bed (r=0.5446; p<0.0001). The treated groups showed a more random morphological organization (p <0.05) by collagen orientation index and a progressive replacement of fine fibers by a thick collagen fibers. A higher number of myofibroblasts was evident in the wounds treated with P, LP and L, on days 7, 14 and 21, respectively. A smaller amount of degranulating mast cells was observed in the treated groups (p <0.05), with an even greater reduction in LP group. The vascular microdensity remained higher in the treated groups, with a better neovascularization index in the P groups on days 7 and 21, and in LP on day 14. It is concluded that the association of laser and propolis promotes a faster repair of wounds in diabetic rats by lower degranulation of mast cells, increase in vascular density, and greater production and organization of collagen through the higher density of myofibroblasts.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26903
Appears in Collections:PGBIOEF - Mestrado em Biologia Estrutural e Funcional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Efeitosfotobiomodulaçãoassociado_Marinho_2018.pdf2,35 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.