Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/27213
Title: Internações em idosos e fatores contextuais associados no nordeste brasileiro
Authors: Soares, Ângela Maria de Medeiros
Keywords: Idoso;Hospitalização e fatores epidemiológicos
Issue Date: 2-Aug-2018
Citation: SOARES, Ângela Maria de Medeiros. Internações em idosos e fatores contextuais associados no nordeste brasileiro. 2018. 105f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Esse estudo objetivou investigar as internações dos idosos por grupo de causa e por condições sensíveis à atenção primária (ICSAP), identificando sua relação com fatores contextuais na região Nordeste do Brasil. Realizou-se um estudo com delineamento ecológico, que utilizou dados secundários oriundos do Sistema de Informação Hospitalar (SIHSUS) para a descrição das taxas de internação por grupo de causas e por ICSAP em idosos a partir de 60 anos ou mais, nos anos de 2010 a 2015. Como variável dependente, utilizou-se a taxa de internação hospitalar nos idosos por grupo de causas e por ICSAP. Realizou-se a análise de cluster não-hierárquica (K-means) agrupando os municípios com base nos grupos de causas de internações gerais e aquelas sensíveis à atenção primária, sendo formado 3 Clusters, os quais foram classificados como altas taxas, intermediárias e baixas taxas de internação. Para a associação com as variáveis dependentes, foram selecionadas 11 variáveis independentes socioeconômicas contextuais, resumindo-as através da Análise Fatorial, tendo a extração dos fatores sido realizada pela Análise de Componentes Principais (ACP). Obteve-se, portanto, um componente denominado “Urbanização e seus reflexos”, o segundo nominado de “Contexto socioeconômico favorável” e o terceiro intitulado “Pouca escolaridade e dependência do Estado”. Além dessas variáveis, utilizou-se o Índices de GINI, IDH, FIRJAN, a média da cobertura da Atenção Básica dos municípios nos anos de 2010 a 2015 e a taxa do número de consultas em idosos na atenção básica nesse mesmo período. A taxa total de internação no período foi 1.212,60, sendo em maior quantidade aquelas por doenças do aparelho circulatório, seguidas de doenças do aparelho respiratório e das doenças infecciosas e parasitárias. Os clusters de taxas de internação diferiram significativamente em relação aos fatores contextuais, de modo que os municípios que possuem as maiores taxas de internações apresentaram os valores mais altos para o contexto socioeconômico favorável, sendo os maiores valores relativos à pouca escolaridade e dependência do estado os dos municípios de menores taxas de internação. Em relação às ICSAP, a taxa total de internação foi de 527,524 (43,5% do total das internações), sendo em maior quantidade aquelas por insuficiência cardíaca, seguidas das doenças cerebrovasculares e das gastroenterites infecciosas. Existiu diferença significativa entre os clusters e os fatores, onde o cluster que possui as maiores taxas de internações foi o que apresentou as maiores médias para o contexto socioeconômico favorável e para pouca escolaridade e dependência do estado. O cluster que possui menores taxas de internação possuiu as maiores médias para o fator “urbanização e seus reflexos”. Na análise da cobertura da atenção básica e taxa de consultas de idosos na atenção básica, observou-se que os clusters não diferiram significativamente. Diante desse contexto, conclui-se que na população idosa do Nordeste há predomínio de internações por doenças do aparelho circulatório e das ICSAP por insuficiência cardíaca. Os fatores contextuais interferem de modo significativo nas internações da população idosa, sendo importante analisá-los na construção das políticas públicas de saúde, atentando para as vulnerabilidades dessa população e contribuindo com a equidade em saúde.
Abstract: This study aimed to investigate the hospitalizations of the elderly by cause group and conditions sensitive to primary care (ICSAP), identifying their relationship with contextual factors in the Northeast region of Brazil. A study with an ecological proposal was carried out by using secondary data from the Hospital Information System (SIH-SUS) to describe hospitalization rates by cause group and by ICSAP in the elderly aged 60 and over from the years 2010 to 2015. As a dependent variable, the hospital admission rate in the elderly was used by cause group and by ICSAP. Non-hierarchical cluster analysis (K-means) was performed by grouping the municipalities based on the groups of causes of general admissions and those sensitive to primary care, with 3 Clusters being formed, which were classified as high, intermediate and low hospitalization rates. For the association with the dependent variables, 11 independent socioeconomic contextual variables were selected, summarizing them through the Factor Analysis, with the extraction of the factors being performed by Principal Component Analysis (PCA). Therefore, a component called "Urbanization and its reflexes" was obtained, the second named "Favorable socioeconomic context" and the third entitled "Little education and necessity of the State". Other than these variables, the indexes of GINI, IDH, FIRJAN, the average coverage of primary care in the municipalities from the years 2010 to 2015, and the rate of the number of consultations in the elderly in basic care in the same period were used. The total hospitalization rate in the period was 1,212.60, with the greatest number being due to diseases of the circulatory system, followed by diseases of the respiratory system and infectious and parasitic diseases. The clusters of hospitalization rates differed significantly in relation to the contextual factors, so that the municipalities with the highest hospitalization rates presented the highest values for the favorable socioeconomic context, the highest values being related to the little education and state necessity of municipalities with lower hospitalization rates. In relation to the ICSAP, the total hospitalization rate was 527,524 (43.5% of all hospitalizations), with the highest number due to heart failure, followed by cerebrovascular diseases and infectious gastroenteritis. There was a significant difference between all the clusters and factors, where the cluster with the highest admission rates was the one that presented the highest averages for the favorable socioeconomic context and for little education and state necessity. The cluster with the lowest hospitalization rates had the highest averages for the "urbanization and its reflexes" factor. In the analysis of the coverage of primary care and the rate of consultations of the elderly in basic care, it was observed that the clusters did not differ significantly. Having this context in mind, one may conclude that in the elderly population of the Northeast there is a majority of hospitalizations due to diseases of the circulatory system and ICSAP due to heart failure. Contextual factors interfere significantly in hospitalizations of the elderly population, and it is important to analyze them in the construction of public health policies, taking into account the vulnerabilities of this population and contributing to health equity.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27213
Appears in Collections:PPGSCOL_Doutorado_Saúde_Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Internaçõesidososfatores_Soares_2018.pdf2.15 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.