Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/27958
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSouza, Raquel Franco de-
dc.contributor.authorNóbrega, Thiago Farias-
dc.date.accessioned2019-11-20T19:00:34Z-
dc.date.available2019-11-20T19:00:34Z-
dc.date.issued2019-02-21-
dc.identifier.citationNÓBREGA, Thiago Farias. Uso de espécies nativas em ensaios ecotoxicológicos para avaliar a qualidade de água e sedimento da Bacia Hidrográfica do Rio Doce, RN. 2019. 145f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27958-
dc.description.abstractIn the Rio Doce watershed (RDW), Brazilian Northeast, there is an unplanned occupation, pollution and high-water deficit. These factors were aggravated by the drought that started in 2012 and lasted for 5 years. Studies already carried out on this watershed showed high levels of anthropization on their reservoirs near the coast (Extremoz Lake and Doce river). However, there are few information pertaining to their spring areas, in the Mudo and Guajiru rivers. This research sought to describe the chemical and ecotoxicological characteristics of the water and sediment, of eight reservoirs of water, located in the sub basins of the Mute and Guajiru Rivers, in 2016. In addition, this work proposes the use of Cladocera occurring naturally in the watershed, in ecotoxicological studies. This information is divided into three chapters.The first titled "Using Indigenous Cladocera from Doce River Watershed, Northeast of Brazil, as alternatives to exotic organisms in Ecotoxicological Studies.", showing how we implemented cultures and described the life story of two native species (Moina micrura and Ceriodaphnia cornuta), and compared their performance other that of a species standardized and normally used in ecotoxicological studies (C. dubia). The species of Ceriodaphnia investigated exhibit similar life history parameters. In intraspecific comparison, records indicate better results for the cultivation methodology used in this study compared to data available in the literature. It was noticed that M. micrura is more tolerant to sodium chloride (NaCl) the reference substance, followed by C. cornuta and C. dubia. The increased tolerance to salinity of native species is a positive factor, with possibility of indication for their use in semi-arid climates, environments in which events of toxicity could be assigned with greater safety to other parameters besides natural salinity, common in reservoirs affected by prolonged droughts. In the second chapter "Surface water quality of temporary reservoirs located between the semi-arid region and the Brazilian northeast coast", the aim of the study was to analyze physical, chemical and ecotoxicological characteristicsof Doce River headwaters in relation to rainfall, soil occupancy and water quality criteria. It was found that among its two main subbasins electrical conductivity (EC), water hardness, and Cd, Ni and chloride concentrations were significantly. This is probably due the different lithologies. The Cd, Pb, Cu and Zn content, present disconformity to water quality criteria for the protection of aquatic life, for human consumption and animal breeding. The Pb and EC also showed values higher than those indicated for irrigation. Toxic effects were also observed for the reproduction of M. micrura and Ceriodaphnia silvestrii, which suggests the bioavailability of Pb, Cu and Zn. The third chapter, is entitled "Shallow surface water reservoir in the Brazilian semiarid: ecotoxicological and geochemical analysis of sediment.", here are presented the results of a study aiming to describe the behavior of metals (Fe, Cd, Ni, Cu, Mn Pb, Zn and Cr), organic matter (O.M.), carbonate and particle size in the sediments of both subbasins in relation to climate and lithology. Took into consideration possible toxic effects of these physical, chemical and biological variables to the Hyalella azteca e H. meinerti and its application as pollution indicatives. It was observed that the behavior of metal over most sampling stations was not significantly affected by anthropogenic activities. However, in the sampling stations with the highest population densities, toxic effects were verified, with mortality higher than the 20%, what indicates the domestic waste input in that area.pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMetaispt_BR
dc.subjectCultivo de Cladocerapt_BR
dc.subjectAmphipodapt_BR
dc.subjectÁgua docept_BR
dc.subjectSedimentopt_BR
dc.subjectSemiáridopt_BR
dc.titleUso de espécies nativas em ensaios ecotoxicológicos para avaliar a qualidade de água e sedimento da Bacia Hidrográfica do Rio Doce, RNpt_BR
dc.typedoctoralThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE - PRODEMApt_BR
dc.contributor.authorIDpt_BR
dc.contributor.advisorIDpt_BR
dc.contributor.referees1Costa, Ivaneide Alves Soares da-
dc.contributor.referees1IDpt_BR
dc.contributor.referees2Silva, Maria Cristina Basílio Crispim da-
dc.contributor.referees2IDpt_BR
dc.contributor.referees3Rocha, Odete-
dc.contributor.referees3IDpt_BR
dc.contributor.referees4Amaral, Viviane Souza do-
dc.contributor.referees4IDpt_BR
dc.description.resumoNa bacia hidrográfica do Rio Doce (BHRD), Nordeste brasileiro, verifica-se ocupação não planejada, poluição e elevado déficit hídrico. Tais fatores foram agravados pela seca que se iniciou em 2012 e perdurou por 5 anos. Estudos já realizados nesta bacia hidrográfica apontaram altos níveis de antropização nos seus reservatórios próximos à costa (Lagoa de Extremoz e Rio Doce). No entanto, poucas são as informações referentes às suas áreas de nascente, no alto curso dos Rios Do Mudo e Guajiru. Esta pesquisa buscou descrever as características químicas e ecotoxicológicas da água e sedimento de oito reservatórios de água, localizados nos Rios Do Mudo e Guajiru, em 2016. Além disso, este trabalho propõe o uso de cladóceros, que ocorrem naturalmente na bacia hidrográfica, para estudos ecotoxicológicos. Esta tese divide-se em três capítulos. O primeiro capítulo intitulado “Utilização de Cladocera Indígenas da Bacia Hidrográfica do Rio Doce, Nordeste do Brasil, como alternativa a organismos exóticos em estudos ecotoxicológicos”, implantou o cultivo e descreveu a história de vida de duas espécies nativas (Moina micrura e Ceriodaphnia cornuta), em comparação com uma espécie já padronizada e amplamente usada em estudos ecotoxicológicos (Ceriodaphnia dubia). Como esperado as espécies do gênero Ceriodaphnia spp apresentam variáveis da história de vida semelhantes. Em comparação intraespecífica, os registros indicaram melhores resultados para a metodologia de cultivo usada no presente estudo em comparação aos dados disponíveis na literatura. Percebeu-se também, que M. micrura é mais tolerante à substância de referência (NaCl), seguida de C. cornuta e C. dubia. A maior tolerância à salinidade das espécies nativas é um fator positivo, com possibilidade de indicação para uso em ambientes de clima semiárido, nos quais eventos de toxicidade poderiam ser atribuídos com maior segurança a outros parâmetros que não a salinidade natural, comum em reservatórios afetados por estiagens prolongadas. O segundo capítulo é intitulado “Qualidade da água superficial de reservatórios temporários localizados entre a região semiárida e o litoral do Nordeste Brasileiro”. O objetivo deste trabalho foi analisar características físicas, químicas e ecotoxicológicas de amostras ambientais de água dos corpos hídricos estudados em relação à precipitação, ocupação do solo e critérios de qualidade de água. Verificou-se que a condutividade elétrica (CE), dureza, teores de Cd, Ni e cloreto foram significativamente diferentes entre as bacias dos Rios Guajiru e do Mudo; isto provavelmente deve-se, a diferentes litologias em cada sub-bacia. Os metais Cd, Pb, Cu e Zn apresentaram concentrações superiores aos limites adotados para garantir a proteção da vida aquática, consumo humano e criação de animais. O Pb e a condutividade elétrica, também apresentaram valores superiores aos indicados para irrigação. Foram observados também, efeitos tóxicos à reprodução de M. micrura e Ceriodaphnia silvestrii, o que sugere a biodisponibilidade de Pb, Cu e Zn. No terceiro capítulo “Reservatórios rasos de água superficial no semiárido brasileiro: análises ecotoxicológicas e geoquímicas de sedimentos” procurou-se descrever o comportamento dos metais (Fe, Cd, Ni, Cu, Mn, Pb, Zn e Cr), matéria orgânica e granulometria dos sedimentos, em relação ao clima e litologia. Levou-se em consideração possíveis efeitos tóxicos sobre os organismos teste Hyalella azteca e Hyalella meinerti, como indicativo de poluição. Observouse que o comportamento dos metais ao longo da maioria das estações de amostragem, não era afetado significativamente por atividades antropogênicas. No entanto, nas estações de amostragem com maior adensamento populacional, foram verificados efeitos tóxicos, aos organismos testes, com mortalidade superior a 20%, o que indica a contaminação destes reservatórios por forntes difusas de contaminação, em especial efluente doméstico.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICASpt_BR
Appears in Collections:PRODEMA - Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Usoespéciesnativas_Nóbrega_2019.pdf7,2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.