Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/28233
Title: Avaliação do conforto térmico em edificações escolares no semiárido potiguar: estudo aplicado em escolas do ensino médio na cidade de Caicó/RN
Authors: Medeiros, Cleyton Santos de
Keywords: Conforto térmico adaptativo;Avaliação do conforto térmico;Arquitetura escolar;Semiárido potiguar;Caicó/RN
Issue Date: 30-Aug-2019
Citation: MEDEIROS, Cleyton Santos de. Avaliação do conforto térmico em edificações escolares no semiárido potiguar: estudo aplicado em escolas do ensino médio na cidade de Caicó/RN. 2019. 162f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O conforto térmico é considerado uma exigência humana no campo da arquitetura, uma vez que este faz parte de um conjunto de aspectos necessários para prover bem-estar dos indivíduos nas edificações. Em edificações escolares a preocupação com o conforto térmico se faz ainda mais presente, pois os usuários exercem atividades de longa duração e esforço mental de concentração para o aprendizado. Diante dessas premissas, a observação empírica sobre as edificações escolares da região do semiárido nordestino levantou a atenção de pesquisa sobre ambientes que podem apresentar-se como espaços de desconforto aos usuários, uma vez que o clima semiárido apresenta características climáticas mais hostis e que demandam cuidados especiais na produção arquitetônica desta região, na intenção de criar ambientes de proteção para aqueles que ali habitam. Portanto, o objetivo da pesquisa é avaliar as condições de conforto e desempenho térmico de ambientes escolares de Ensino Médio dentro de um recorte representativo do semiárido potiguar: o município de Caicó/RN. A avaliação do conforto térmico foi desenvolvida em duas escolas públicas do município: CEJA e EECCAM e se apoiou em estudos precedentes como aporte teórico-metodológico, tendo a abordagem dinâmica do conforto adaptativo como caminho adotado para fundamentar a avaliação e seus processos de levantamento e tratamento dos dados. Os procedimentos metodológicos compreenderam a coleta de variáveis ambientais e humanas tendo como foco a correlação entre o comportamento térmico dos ambientes e as sensações de conforto dos usuários. Dentre os resultados principais, tem-se que as salas de aula da escola CEJA apresentam melhor desempenho na correlação entre a zona de conforto e os votos de sensação térmica, enquanto a escola EECCAM apresenta maior tempo de temperaturas operativas em situação de desconforto térmico e diferenciações entre o resultado da zona de conforto e os votos dos usuários, caracterizando um menor desempenho térmico do ambiente construído. As porcentagens de horas em conforto ratificam essas considerações. A gama de levantamentos de variáveis ambientais e subjetivas permitiu a elaboração de “indicativos de conforto térmico”. A faixa de conforto definida a partir da correlação entre as variáveis ambientais e os votos dos usuários apresenta forte concordância em valores numéricos com a faixa definida pela norma de referência.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/28233
Appears in Collections:PPGAU - Mestrado em Arquitetura e Urbanismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliacaoconfortotermico_Medeiros_2019.pdf33,75 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.