Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/30527
Title: Referência e contra referência em saúde bucal: regulação do acesso aos centros de especialidades odontológicas
Authors: Souza, Georgia C.
Lopes, Maria Luisa D. Sousa
Roncalli, Angelo G.
Medeiros Júnior, Antonio
Costa, Iris do Céu Clara
Keywords: Avaliação de serviços de saúde;serviços de saúde bucal;acesso aos serviços de saúde
Issue Date: May-2015
Citation: SOUZA, Georgia C. et al. Referência e contra referência em saúde bucal: regulação do acesso aos centros de especialidades odontológicas. Revista de Salud Publica, v. 17, p. 416-428, 2015. ISSN 0124-0064. Disponível em: <http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0124-00642015000300009&lng=es&nrm=iso&tlng=es>. Acesso em: 18 abr. 2018.
Portuguese Abstract: Objetivo Fundamentado no sistema de referência e contra referência e na integralidade na atenção à saúde bucal, objetivou-se analisar formas de encaminhamento aos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) e a interface entre estes e a Atenção Básica. Métodos Trata-se de um estudo transversal desenvolvido com usuários e dentistas dos CEO de uma região Metropolitana do Nordeste do Brasil. As análises foram do tipo descritiva e teste de associação pelo qui-quadrado. Resultados Seis formas de ingresso ao serviço especializado foram identificadas, sendo a demanda livre (13,8 %) e a referência pelo dentista da Atenção Básica (63,2 %) as mais frequentes. Usuários encaminhados pelo dentista da unidade básica de saúde demonstraram mais interesse em realizar a contra referência que os demais (p<0,001; RP=4,65; IC 95 %: 2,74-7,91), enquanto indivíduos sem esse encaminhamento tiveram 1,49 vezes mais dificuldade de conseguir atendimento (IC95 %: 1,02-2,17). A forma de encaminhamento é fator decisivo para a contra referência, contudo a alta demanda para a Atenção Básica e a pouca oferta destes serviços frente às necessidades comprometem o desempenho do CEO. Conclusões A análise das práticas de saúde bucal, na perspectiva de modelagem de redes, aponta para a necessidade dos serviços efetivarem protocolos de regulação, que culminem na melhoria do acesso e qualidade da atenção prestada.
Abstract: Objective Based on the system of reference and counter-reference and comprehensiveness in oral health care, we aimed to examine ways of refering users to Specialized Dental Care Centers (SDCC) and the interface between them and Primary Care. Methods This is a cross-sectional study carried out with users and dentists of SDCC in a metropolitan region of Northeast of Brazil. Analyses were descriptive, and the association test was done with chi-square. Results Six forms of entry to specialized service were identified: free demand (13.8 %) and reference by the Primary Care dentist (63.2 %) were most frequent. Users referred by the basic health unit dentist had more interest in making a counter-reference than the others (p<0.001, PR=4.65, 95 % CI: 2.74 to 7.91), while individuals without this referral had 1.49 times more difficulty obtaining care (95 % CI: 1.02 to 2.17). Referral procedures are a decisive factor for counter-references. However, the high demand for primary care services and the short supply these services can offer in the face of needs make SDCC performance difficult. Conclusion The analysis of oral health practices from the perspective of network modeling points to the service's need to establish protocols for regulation in a bid to improve access to and the quality of care provided.
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/30527
ISSN: 0124-0064
Appears in Collections:CCS - DSC - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ReferenciaContraReferencia_Souza_2015.pdf310.19 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.