Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/30624
Title: Morphophysiological and biochemical changes in seedlings of Enterolobium contortisiliquum (VELL.) morong. under abiotic stresses
Authors: Ferreira, Adriana Dos Santos
Keywords: Fabaceae;Salinidade;Déficit hídrico;Solutos orgânicos;Osmorreguladores;Produção de mudas;Fabaceae;Salinity;Water deficit;Organic solutes;Osmoregulators;Seedling production
Issue Date: 15-Jul-2020
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FERREIRA, Adriana dos Santos. Morphophysiological and biochemical changes in seedlings of Enterolobium contortisiliquum (VELL.) morong. under abiotic stresses. 2020. 74f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2020.
Portuguese Abstract: Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong é uma espécie arbórea de rápido crescimento e que possui finalidades múltiplas como medicinal, recuperação de áreas degradadas, fabricação de barcos, móveis e caixotaria em geral. Objetivou-se avaliar as alterações morfofisiológicas e bioquímicas em mudas de E. contortisiliquum submetidas aos estresses abióticos. O experimento foi realizado na Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrária (UAECIA), pertencente à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Macaíba, RN - Brasil, no primeiro semestre de 2019. O delineamento utilizado foi em blocos casualizado, com cinco tratamentos e quatro repetições, sendo a unidade experimental constituída por vinte plantas. A experimentação dos diferentes estresses ocorreu de forma independente. O estresse hídrico foi realizado nos períodos: 0; 4; 8; 12 e 16 dias, já o estresse salino foi simulado nas seguintes condutividades elétricas das águas de irrigação (CEa): 0,3 (controle); 2; 4; 6 e 8 dS.m-1. Antes da semeadura, realizou-se o tratamento pré-germinativo de superação de dormência com o auxílio de uma lixa. Como substrato, utilizou-se a mistura de terra comum e esterco bovino curtido (1:1). As avaliações foram realizadas aos 30 dias após a semeadura. As variáveis avaliadas para os estresses hídrico e salino foram: altura de plantas, número de folhas, área foliar, diâmetro do caule, comprimento da raiz, índice de qualidade de Dickson, relação altura e massa seca da parte aérea, massa seca da parte aérea, raiz e massa seca total, além de testes bioquímicos (aminoácidos livres totais, prolina, açúcares solúveis totais e amido). Os resultados foram submetidos à análise de variância pelo teste F a 5% de probabilidade e em caso de significância submetidos às análises de regressão. Mudas de E. contortisiliquum obtêm crescimento inicial maior em ambiente com disponibilidade de água. O período de quatro dias de estresse hídrico proporciona mudas de E. contortisiliquum com melhor capacidade de tolerância à seca. Os solutos osmoticamente ativos atuam de forma positiva para minimizar os danos provocados pelo aumento do estresse hídrico, cujos mecanismos podem ser os principais determinantes utilizados pelas plantas nesta condição. O aumento gradativo de salinidade da água de irrigação foi prejudicial ao crescimento e acúmulo de massa seca de plantas de E. contortisiliquum com decréscimo acentuado a partir do limiar de 2 dS.m-1. O mecanismo bioquímico de tolerância ao estresse salino deu-se pelo aumento de aminoácidos, prolina e açúcares totais, concomitantemente ao consumo das reservas de amido
Abstract: Among the native species of the Caatinga,Enterolobium contortisiliquum(Vell.) Morong stands out as a fast-growing tree species with multiple purposes such as medicinal application, recovery of degraded areas, boat manufacturing, furniture and crates in general. The objective of this study was to evaluate the morphophysiological and biochemical changes in E. contortisiliquumseedlings subjected to abiotic stresses. The experience was carried out at the Academic Unit Specialized in Agrarian Sciences (UAECIA), belonging to the Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN), Macaíba,RN -Brazil, in the first half of 2019.Water stress was established by watering suspensions of 0, 4, 8, 12 and 16 days, while salt stress was simulated at the following electrical conductivities of irrigation water (ECw): 0.3 (control), 2, 4, 6 and 8 dS.m-1. Prior tosowing, the pre-germination treatment of dormancy overcoming was performed with a sandpaper, removing part of the seed coat in the region opposite to the hilum. Substrate consisted of the mixture of common earth and aged bovine manure (1:1). The evaluated variables for water and salt stresses were: plant height, number of leaves, leaf area, stem diameter, root length, Dickson quality index, ratio between height and shoot dry mass, shoot dry mass, root dry mass and total dry mass, as well as biochemical tests (total free amino acids, proline, total soluble sugars and starch).The four-day period of water stress promotes E. contortisiliquumseedlings with better drought tolerance capacity. Osmotically active solutes act positively to minimize thedamage caused by increased water stress, whose mechanisms may be the main determinants used by plants under this condition. The gradual increase in irrigation water salinity was detrimental to the growth and dry mass accumulation of E. contortisiliquumplants, with a sharp decrease from the threshold of 2 dS.m-1. The biochemical mechanism of tolerance to salt stress was the increase of amino acids, proline and total sugars, concomitantly with the consumption of starch reserves
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/30624
Appears in Collections:PPGCF - Mestrado em Ciências Florestais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AdrianaDosSantosFerreira_DISSERT.pdf1.31 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.