Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/30699
Title: Estratégias de reapropriação cotidiana na cidade de Natal/RN por intervenções temporárias
Authors: Carvalho, Manuela Cristina Rêgo de
Keywords: Apropriação do espaço público;Direito ao acesso à cidade;Intervenções temporárias;Natal;Urbanismo tático
Issue Date: 26-Aug-2020
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CARVALHO, Manuela Cristina Rêgo de. Estratégias de reapropriação cotidiana na cidade de Natal/RN por intervenções temporárias. 2020. 334f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2020.
Portuguese Abstract: O crescente avanço tecnológico, o processo de globalização, as diversas redes de comunicação, a fluidez e a liquidez das novas relações, quando aliadas a um constante crescimento de políticas neoliberais, traduzem nas cidades os anseios do capital e dos grandes investimentos, gerando novas condições de uso e apropriação dos seus espaços públicos cada vez mais distantes da coletividade. O convívio social passa a se enclausurar em espaços privados e abrir espaço para o surgimento de movimentos efêmeros na cidade, também definidas como “intervenções temporárias”, as quais buscam inferir e gerar novas formas de uso e apropriação do espaço público. Portanto, tais ações são aqui caracterizadas pela sua temporalidade efêmera, pela participação coletiva e pela capacidade de transformar os espaços da cidade, ainda que por períodos determinados, em lugares de acolhimento e livre expressão da cultura. Por meio dessas, expressas como resistência a esse modo de vida na cidade e onde muitas vezes se realizam em áreas subutilizadas, que os direitos sociais no espaço urbano são reconquistados e podem definir uma nova identidade aos lugares. As intervenções temporárias mapeadas e analisadas na cidade de Natal são, portanto, entendidas como movimentos de oposição ao planejamento formal guiado pelo capital e possuem lugar de destaque no processo de democratização do direito ao acesso à cidade. A presente pesquisa tem por objetivo principal compreender essas estratégias nos espaços livres públicos em Natal/RN e relação dessas com a democratização do acesso à cidade. O estudo evidencia especificamente: (1) uma reflexão teórica baseada no contexto socioespacial das cidades contemporâneas e na relação dela com o surgimento destas intervenções temporárias no espaço público; (2) uma classificação dos espaços que são objeto das atividades de apropriação por meio de intervenções temporárias na cidade de Natal; (3) a relação entre os tipos de intervenções temporárias e as configurações espaciais dos espaços ocupados por essas e (4) uma análise e discussão a partir da elaboração de cartografias sociais com os atores sociais envolvidos nessas intervenções. Para o desenvolvimento do trabalho, recorremos às contribuições teórico-metodológicas de diversos autores, estabelecendo conexões entre os conceitos e os temas transversais implicados com o objeto de estudo, evidenciando a natureza da resistência das intervenções no contexto das cidades contemporâneas. A partir de Adriana Sansão Fontes (2011), Peter Bishop (2012), Rogerio Proença Leite (2002) e Carlos Magnani (2003) foi realizada uma caracterização das atuais práticas de apropriação do espaço público por meio de intervenções temporárias e as suas interferências na cidade e, com isso, a metodologia também se pautou no mapeamento e na catalogação prévia dessas ações para uma posterior análise de um universo de quinze intervenções selecionadas. Por fim, a análise dessas ações recorre à estudos de casos mais aprofundados, que se basearam em entrevistas semiestruturadas e cartografias sociais realizadas juntamente com a participação dos atores envolvidos. Buscou-se com essa dissertação refletir o papel que desempenham as intervenções temporárias no contexto atual das cidades contemporâneas, na criação de novos lugares e no despertar de novas formas de apropriação e uso do espaço público livre, expressos no direito ao acesso à cidade.
Abstract: The growing technological advancements, the globalization process, the various communication networks, the fluidity and liquidity of the new relationships, when combined with a constant growth of neoliberal policies, translate in the cities the yearnings of capital and big investments, generating new conditions of use and appropriation of their public spaces that are increasingly distant from the collectivity. The social interaction starts to be enclosed in private spaces and to open space for the emergence of ephemeral movements in the city, also defined as “temporary interventions”, which seek to infer and generate new forms of use and appropriation of public space. Therefore, such actions are characterized here by their ephemeral temporality, by collective participation and by the capacity to transform the spaces of the city, even for determined periods, into places of welcome and free expression of culture. Through these, expressed as resistance to this way of life in the city and where often take place in underutilized areas that social rights in urban space are regained and can define a new identity for places. The temporary interventions mapped and analyzed in the city of Natal are, therefore, understood as opposition movements to formal planning guided by capital and have a prominent place in the democratization process of the right to access to the city. This research has as main objective understand these strategies in public open spaces in Natal/RN and their relationship with the democratization of access to the city. The research specifically highlights: (1) a theoretical reflection based on the socio-spatial context of contemporary cities and their relationship with the emergence of these temporary interventions in the public space; (2) a classification of spaces that are the object of appropriation activities through temporary interventions in the city of Natal; (3) the relationship between the types of temporary interventions and the spatial configurations of spaces occupied by these and (4) an analysis and discussion based on the elaboration of social cartographies with the social actors involved in these interventions. For the development of the work, we used the theoretical-methodological contributions of several authors, establishing connections between the concepts and transversal themes involved with the object of study, highlighting the nature of the resistance of interventions in the context of contemporary cities. Based on Adriana Sansão Fontes (2011), Peter Bishop (2012), Rogerio Proença Leite (2002) and Carlos Magnani (2003), was realized a characterization of current practices of appropriation of public space through temporary interventions and their interference in the city and, with this, the methodology was also based on the mapping and prior cataloging of these actions for a later analysis of a universe of fifteen selected interventions. Finally, the analysis of these actions uses case studies more in-depth, which were based on semi-structured interviews and social cartographies carried out together with the participation of the actors involved. This dissertation sought to reflect the role that temporary interventions play in the current context of contemporary cities, in the creation of new places and in the awakening of new forms of appropriation and use of public open space, expressed in the right to access the city.
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/30699
Appears in Collections:PPGAU - Mestrado em Arquitetura e Urbanismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estrategiasdereapropriacao_Carvalho_2020.pdf74,64 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.