Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/31023
Title: Análise estatística multivariada de métodos de vulnerabilidade física em zonas costeiras tropicais
Other Titles: Multivariate statistical analysis of physical vulnerability methods in tropical coastal zones
Authors: Busman, Débora Vieira
Amaro, Venerando Eustáquio
Souza Filho, Pedro Walfir Martins
Keywords: Gestão Costeira;Análise de Componentes Principais;Erosão;Inundação
Issue Date: 2016
Publisher: Revista Brasileira de Geomorfologia
Citation: BUSMAN, Débora Vieira; AMARO, Venerando Eustáquio; SOUZA FILHO, Pedro Walfir Martins. Análise estatística multivariada de métodos de vulnerabilidade física em zonas costeiras tropicais. Revista Brasileira de Geomorfologia, v. 17, p. 500-516, 2016. Disponível em: http://www.lsie.unb.br/rbg/index.php/rbg/article/view/912. Acesso em: 03 dez. 2020. http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v17i3.912
Portuguese Abstract: Reduzir a subjetividade, corriqueira em estudos de vulnerabilidade física, foi o objetivo desta pesquisa que avaliou os métodos Vulnerabilidade Natural (VN), Vulnerabilidade Ambiental (VA) e o método proposto Vulnerabilidade Ambiental ao aumento relativo do nível médio do mar (VNMM) por meio de Análise de Componentes Principais (ACP) das variáveis físicas e ponderações associadas. Os municípios costeiros de Macau e Guamaré, no estado do Rio Grande do Norte, Nordeste do Brasil, apresentam múltiplos conflitos de uso e ocupação do solo devido as principais atividades econômicas consistirem nas indústrias do petróleo e gás, carcinicultura, salinicultura e eólica instaladas em setores de grande susceptibilidade ambiental a impactos decorrentes de mudanças climáticas. O método com resultado mais pessimista foi o VN e o método com resultado mais otimista foi o VNMM, que apresentou áreas de hot spot ao aumento relativo do nível médio do mar. O município de Guamaré apresentou maior vulnerabilidade física em todos os métodos por exibir maior extensão de sua zona costeira em áreas planas e de baixas altitudes. De acordo com a ACP, todas as variáveis influenciaram na vulnerabilidade física nos métodos VN e VA, porém com intensidades diferentes em cada área. No método VN as variáveis geologia, declividade e solos foram as mais importantes. Estes resultados podem subsidiar o processo decisório para gestores ambientais e os métodos testados são replicáveis tanto em municípios costeiros quanto interiores
Abstract: Reduce subjectivity, common in studies of physical vulnerability, was the aim of this research, which evaluated the methods Natural Vulnerability (NV), Environmental Vulnerability (EV) and the proposed Environmental Vulnerability to mean Sea Level Rise (EVSLR) through Principal Component Analysis (PCA) of the environmental variables and associated weighting. The coastal municipalities of Macau and Guamaré, in Rio Grande do Norte state, northeastern Brazil, feature multiple confl icts of land use/land cover since the main economic activities consist in the oil and gas industries, salt and shrimp farming, and wind power installed in segments of great environmental susceptibility to climate change impacts. The method with more pessimistic outcome was the NV and the method with a more optimistic was the EVSLR, who presented hotspot areas to higher relative sea level rising. The municipality of Guamaré presented upper physical vulnerability in all methods by displaying its coastal zone in fl at areas with low heights. According to the PCA all variables were important in NV and EV methods, but with diff erent intensity in each area. In EVSLR method the most important variables were geology, slope, and soil. These results may support the decision-making process for environmental managers and tested methods are replicable in both coastal as inner municipalities
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/31023
ISSN: 2236­-5664
Appears in Collections:CCET - DG - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnáliseEstatísticaMultivariada_AMARO_2016.pdf2,8 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons