Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/32081
Title: Atividades desplugadas na formação de professores do atendimento educacional especializado: o pensamento computacional no contexto inclusivo
Authors: Oliveira, Amanda Maria Domingos de
Keywords: Pensamento computacional;Atendimento educacional especializado;Formação docente;Inclusão
Issue Date: 23-Nov-2020
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OLIVEIRA, Amanda Maria Domingos de. Atividades desplugadas na formação de professores do atendimento educacional especializado: o pensamento computacional no contexto inclusivo. 2020. 141f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2020.
Portuguese Abstract: Esta pesquisa teve por objetivo analisar as contribuições das atividades de computação desplugadas para o desenvolvimento do Pensamento Computacional por professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE). Para tanto, foi desenvolvida e aplicada uma formação remota intitulada “Pensamento Computacional e Inclusão”, voltada a professores do AEE, a qual teve como abordagem metodológica a pesquisa formativa (GUZMÁN e LY, 2017; GÓMEZ, 2007), com vistas a promoção do desenvolvimento do Pensamento Computacional para a resolução de problemas. Tem-se como concepção o Pensamento Computacional como um conjunto de habilidades essenciais para o cidadão do século XXI e tem como base os aportes teóricos que fundamentam a Matemática, a Engenharia e a Ciência da Computação (WING, 2006, 2008 2011, 2016; RIBEIRO, FOSS e CAVALHEIRO, 2017). Dado o caráter de formação docente para a promoção de uma educação inclusiva dessa pesquisa, optou-se por realizar atividades de Computação Desplugada (BELL; WITTEN e FELLOWS, 2015; BRACKMANN, 2013), visto que esta abordagem demonstrou ser a mais democrática e acessível para aplicação por professores e alunos em diferentes espaços com diferentes infraestruturas tecnológicas à disposição. Compreende-se a educação inclusiva como a transformação da educação e dos espaços escolares tradicionais em práticas e ações que possibilitem a efetiva participação, aprendizagem e inclusão social dos estudantes com deficiência (BRASIL, 1994, 1996, 2008, 2012, 2014; GUIJARRO, 2005; MANTOAN, 2003). Caracteriza-se esta pesquisa como aplicada (SILVEIRA e CÓRDOVA, 2009) de paradigma interpretativo, visto que durante as análises foi atribuído significado aos fatos observados no decorrer da aplicação da formação. O córpus da pesquisa foram 4 professoras do AEE. O estudo do estado da arte do tema foi realizado por meio de uma revisão de literatura. A coleta de dados com os sujeitos da pesquisa foi realizada por meio de formulários eletrônicos e registros de solução das professoras para as situações-problema propostas e enviadas por meio do Google Classroom. A revisão de literatura apontou para um déficit, no Brasil, de pesquisas que abordem ou promovam a formação docente para o desenvolvimento do Pensamento Computacional na perspectiva da educação inclusiva. A partir dos registros enviados pelas professoras foram analisados o perfil de formação dessas professoras, o conhecimento prévio sobre Pensamento Computacional, e os impactos que a formação realizada teve sobre o desenvolvimento e compreensão acerca do Pensamento Computacional. Com isso, foi possível observar que as atividades de Computação Desplugada, aliadas à abordagem da pesquisa formativa, corroboraram para o desenvolvimento de habilidades do Pensamento Computacional na formação docente na perspectiva da educação inclusiva.
Abstract: This research aimed to analyze the contributions of Computer Science Unplugged activities to the development of Computational Thinking by teachers from the Specialized Educational Service (SES). For this purpose, a remote training course named “Computational Thinking and Inclusion” was developed and applied, aimed at SES' teachers, which had as a methodological approach the formative research (GUZMÁN and LY, 2017; GÓMEZ, 2007), in view of promoting development of Computational Thinking for problem solving. Computational Thinking is conceived as a set of essential skills for 21st century citizens and is based on the theoretical contributions that substantiate Mathematics, Engineering and Computer Science (WING, 2006, 2008 2011, 2016; RIBEIRO, FOSS and CAVALHEIRO, 2017). Given the nature of theteacher training to promote inclusive education in this research, we opted to carry out Computer Science Unplugged activities (BELL; WITTEN and FELLOWS, 2015; BRACKMANN, 2013), since this approach proved to be the most democratic and accessible for application by teachers and students in different spaces with different technological infrastructures at their disposal. Inclusive education is understood as the transformation of education and traditional school spaces into practices and actions that enable the effective participation, learning and social inclusion of students with disabilities (BRASIL, 1994, 1996, 2008, 2012, 2014; GUIJARRO, 2005; MANTOAN, 2003). This research is characterized as applied research (SILVEIRA and CÓRDOVA, 2009) of an interpretive paradigm, considering that during the analysis, meaning was attributed to the observed facts during the application of the training course. The research corpus were 4 teachers from SS. The study of the state of the art was carried out through a literature review. Data collection with the research subjects was performed using electronic forms and records of the teachers' solution to the proposed problems and they were sent through Google Classroom. The literature review pointed to a deficit, in Brazil, of research that addresses or promotes teacher education for the development of Computational Thinking from the perspective of inclusive education. From the records sent by the teachers, the training profile of these teachers was analyzed, the previous knowledge about Computational Thinking, and the impacts that the training had on the development and understanding about Computational Thinking. With that, it was possible to observe that the Unplugged Computing activities, combined with the formative research approach, corroborated for the development of Computational Thinking skills in teacher education from the perspective of inclusive education.
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/32081
Appears in Collections:PPGED - Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Atividadesdesplugadasformacao_Oliveira_2020.pdf5.2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.