Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/34834
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorViana, Helder-
dc.contributor.authorSilva, Lincoln Wanderley Oliveira-
dc.date.accessioned2016-04-07T13:10:14Z-
dc.date.accessioned2021-09-20T14:14:37Z-
dc.date.available2016-04-07T13:10:14Z-
dc.date.available2021-09-20T14:14:37Z-
dc.date.issued2015-01-12-
dc.identifier2010027400pr_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/34834-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectRevoluçãopr_BR
dc.subjectPolicia Militarpr_BR
dc.subjectTenentismopr_BR
dc.titleA força policial potiguar na revolução de 1930: o cotidiano institucional policial militar e sua participação na revoluçãopr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.description.resumoNosso objetivo é verificar qual a repercussão do processo revolucionário de 1930 na vida da corporação policial e como a corporação participou desses acontecimentos como foi à atuação da policia militar na Revolução de 1930 neste estado da federação. A metodologia Utilizada foi principalmente o método qualitativo partindo de indícios que nosso referencial teórico suscitava. O embasamento teórico principal que nos possibilitou a elaboração do tema é uma perspectiva de base bastante ampla a historia da cultura, e dentro deste vasto campo historiográfico a cultura da lei e do crime. E mais especificamente uma analise cultural e social da instituição do estado responsável por manter uma ordem vigente imposta por estas mesmas leis, que no nosso trabalho é a Policia Militar do Rio Grande do Norte. Referencial este que defende que a formação e a organização do aparato policial do Estado novo no Brasil e consequentemente no Rio Grande do Norte, foi fruto de um contexto histórico e que estas mudanças ocorreram e foram construindo ao longo de todo século XX, uma cultura da lei e do crime em que as “razões de estado” mesclavam o pensamento cientificista de intelectuais influentes que possuíam as mais diversas matizes ideológicas e heranças culturais e preceitos morais e religiosos, que convergiam para esta formação cultural da nova Republica. as fontes primarias utilizadas foram boletins regimentais diários referentes ao segundo semestre de 1930 e do ano anterior, e os documentos de fontes secundarias foram coletadas Revisitando a historiografia sobre o tema e também a bibliografia que trata da policia militar do Rio Grande do Norte de maneira memorialística contextualizando historicamente os fatos e o papel das policias e dos militares que esta tradição memorialística produz. E desta forma construir uma narrativa histórica e revisitar o acontecimento histórico a revolução de 1930 no Rio Grande do Norte através do cotidiano da corporação e demonstrar como este processo revolucionário alterou o cotidiano da corporação e a própria razão de ser da instituição.pr_BR
dc.publisher.departmentHistóriapr_BR
Appears in Collections:CCHLA - TCC - História (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ForcaPolicialPotiguar_Silva_2015732,68 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.