Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/41683
Title: Baidu, Alibaba, Tencent e Huawei: a estratégia chinesa em inteligência artificial
Authors: Franken, Lucas
Advisor: Gouveia, Esther Majerowicz
Keywords: Alibaba;Baidu;China;Huawei;Inteligência Artificial;Tencent;Artificial Intelligence
Issue Date: 3-May-2021
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FRANKEN, Lucas. Baidu, Alibaba, Tencent e Huawei: a estratégia chinesa em inteligência artificial. 2021. 103f. Monografia (Graduação em Ciências Econômicas) - Departamento de Economia, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2021.
Portuguese Abstract: A Inteligência Artificial (IA) tem sido interpretada como uma tecnologia de uso geral e também considerada como elemento estratégico, pois detém a capacidade de ampliar as vantagens competitivas e fortalecer a defesa nacional. Por isso, entrou na agenda de grandes potências mundiais como os EUA e a China. Sendo assim, esta monografia trata do estudo das estratégias chinesas para acelerar o desenvolvimento dessa tecnologia, bem como pretende identificar alguns dos motivos que levaram o partido-Estado a lançar inúmeras políticas dedicadas a ela, como o plano de desenvolvimento da nova geração de IA. Além disso, faz-se uma breve análise das principais empresas denominadas de campeões nacionais: Baidu, Alibaba, Tencent e Huawei (BATH), responsáveis por algumas das plataformas abertas de inovação nacional. Por fim, verificou-se que com a atuação dos gigantes BATH, o Partido Comunista Chinês (PCC) tem utilizado a IA para aumentar o controle social e expandir o seu poder geopolítico.
Abstract: Artificial intelligence (AI) has been interpreted as a General-Purpose Technology and a strategic element, since it has the power to increase competitive advantages and strengthen national defense. For this reason, AI became a top priority for major world powers such as the USA and China. Therefore, this monograph studies China’s strategies to accelerate the development of this technology, as well as identifies some of the reasons that led the Party-State to launch many policies dedicated to AI, such as the Next Generation Artificial Intelligence Development Plan. Furthermore, it makes a brief analysis of the main companies called national champions: Baidu, Alibaba, Tencent and Huawei (BATH), responsible for some of the open national innovation platforms. Finally, the monograph assesses that, with the action of BATH, the Chinese Communist Party (CPP) is using AI to increase social control and to expand its geopolitical power.
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/41683
Other Identifiers: 20160156296
Appears in Collections:CCSA - TCC - Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BaiduAlibabaTencentEHuawei_Franken_2021.pdf1,7 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons