Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/46903
Title: Autossabotagem, motivação e a influência do ambiente: uma visão evolucionista sobre a procrastinação em tempos de pandemia
Authors: Soares, Julia Mendes Pacheco
Advisor: Lopes, Fívia de Araújo
Keywords: Psicologia Evolucionista;Revisão Bibliográfica;Procrastinação;Motivação;COVID-19;Evolutionary Psychology;Literature Review;Procrastination;Motivation;COVID-19
Issue Date: 23-Feb-2022
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SOARES, Julia Mendes Pacheco. Autossabotagem, motivação e a influência do ambiente: uma perspectiva evolucionista sobre a procrastinação em tempos de pandemia. 2022. 31 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Ciências Biológicas) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2022.
Portuguese Abstract: A procrastinação é definida como o atraso voluntário de um curso de ação pretendido, apesar da expectativa de consequências negativas inevitáveis. Mesmo sendo um conceito prevalente na atualidade, a procrastinação não é um fenômeno novo e pode ter origens evolutivas ainda não abordadas, capazes de esclarecer sua função original e os motivos pelos quais continua a se manifestar mesmo com consequências negativas para o procrastinador. Por sua vez, a pandemia da COVID-19 teve um impacto significativo na saúde mental da população. Dentre os mais afetados estão os estudantes universitários, que precisaram se adaptar rapidamente a um estilo remoto de ensino e parecem ser mais susceptíveis às consequências psicológicas geradas por essa crise global. Nesse grupo, houve aumento da prevalência de sintomas como estresse, ansiedade e depressão, que podem ser relacionados ao aumento da procrastinação nesse período. Uma melhor compreensão desse fenômeno no momento de incerteza em que vivemos graças à ameaça do SARS-CoV-2, favorece melhores providências ao lidar com os desafios psicológicos da pandemia. O presente trabalho buscou integrar e comparar por meio de revisão narrativa de literatura diversas visões científicas acerca do fenômeno da procrastinação, além de relacioná-las à pandemia da COVID-19 sob a óptica da Teoria da História de Vida e da Hierarquia das Necessidades Humanas de Maslow-Kenrick a fim de explorar as origens evolutivas e as consequências atuais da procrastinação. Para tanto, foram selecionados 31 artigos relativos aos temas a serem explorados: procrastinação, autorregulação, motivação, Teoria da História de Vida, Hierarquia das Necessidades, além do impacto psicológico da pandemia da COVID-19. Os resultados sugerem que, embora haja muito a se dizer acerca das causas próximas da procrastinação, principalmente relacionadas a falhas na autorregulação e autoeficácia, a literatura indica que o fenômeno está ligado não apenas à volição, mas à motivação do indivíduo. Faz-se necessário o aprofundamento nas origens evolutivas desse comportamento, sobretudo em relação ao papel do ambiente na modulação das motivações individuais, influência que pode ser investigada em trabalhos futuros, levando em conta a pandemia da COVID-19 como fator de incerteza ambiental. Futuros estudos são fundamentais para explorar as origens evolutivas da procrastinação, bem como sua influência na apresentação desse comportamento no contexto atual.
Abstract: Procrastination is defined as the voluntary delay of an intended course of action, in spite of the prospect of inevitable negative consequences. Although this concept is prevalent in present times, procrastination is not a new phenomenon and it may have evolutionary origins yet to be approached, which may be able to clarify its original function and the reasons why it still manifests even with negative outcomes to the procrastinator. Furthermore, the COVID-19 pandemic had a significant impact on the population’s mental health. Some of the most affected are university students, who needed to quickly adapt to a remote learning style and who seem to be more susceptible to the psychological consequences generated by this global crisis. Among them, there was an increase in the prevalence of symptoms of stress, anxiety and depression, which may be connected to the increase in procrastination during this period. It is of the utmost importance that we seek a better understanding of this phenomenon in this moment of uncertainty that we live through due to the SARS-CoV-2 threat so that we might take better actions when dealing with the psychological challenges of the pandemic. Therefore, this research sought to integrate and compare, through a bibliographical revision, many scientific views on the phenomenon of procrastination and to relate them to the COVID-19 pandemic under the view of the Life History Theory and Maslow-Kenrick’s Hierarchy of Human Needs to explore the evolutionary origins and the current consequences of procrastination. To this end, 31 articles were selected, all related to the themes to be explored: procrastination, self-regulation, motivation, Life History Theory, Hierarchy of Human Needs, and the physiological impact of the COVID-19 pandemic. Results suggest that, though there is a lot to be said regarding the proximal causes of procrastination, especially when related to self-regulation and self-efficacyy flaws, literature indicates that the phenomenon is tied not only to volition, but also to the motivation of the individual. In addition, it is necessary to go deeper into the evolutionary origins of this behavior, mainly when it comes to the role of the environment in the modulation of individual motivations, an influence that may be investigated in future research taking the influence of the COVID-19 pandemic as a factor of environmental uncertainty. Future studies will be fundamental to explore the evolutionary origins of procrastination, as well as its influence in the presence of this behavior in our current context.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/46903
Appears in Collections:CB - TCC - Ciências Biológicas (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AutossabotagemMotivação _Soares_2022.pdf383,33 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons