Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/49402
Título: Refutações à cultura da violência sob o olhar da criminologia pós-crítica e um novo paradigma de Justiça Criminal baseado na Cultura de Paz
Autor(es): Silva, Luiz Victor Monteiro
Orientador: Alves, Fábio Wellington Ataíde
Palavras-chave: Cultura da Violência;Cultura Punitivista;Cultura de Paz;Criminologia Midiática;Criminologia Pós-Crítica;Justiça Criminal;Culture of Violence;Punitive Culture;Culture of Peace;Media Criminology;Post-Critical Criminology;Criminal Justice
Data do documento: 27-Jun-2019
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: SILVA, Luiz Victor Monteiro. Refutações à cultura da violência sob o olhar da criminologia pós-crítica e um novo paradigma de Justiça Criminal baseado na Cultura de Paz. Orientador: Fábio Wellington Ataíde Alves. 2022. 67f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Departamento de Direito Processual e Propedêutica, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2022.
Resumo: O presente estudo trata de aspectos da cultura punitivista pós-moderna característica de uma Criminologia Midiática. São trazidos excertos e manifestações que refletem alguns ideais punitivistas na sociedade brasileira, os quais são refutados a partir do aporte teórico da Criminologia Crítica, Interacionista e Pós-Crítica. Realiza-se um breve estudo sobre o caso da rebelião ocorrida na Penitenciária de Alcaçuz, no Estado do Rio Grande do Norte, para então introduzir a noção e a necessidade do fomento de uma cultura de paz como alternativa à Justiça Criminal. O trabalho é essencialmente dialético. Utiliza-se do procedimento racional que transita do geral para o particular (método dedutivo) e do procedimento empírico de constatações particulares à elaboração de generalizações (método indutivo), na medida em que se produzem asserções críticas, com o uso de pesquisa teórica e empírica, além de uma abordagem de estudo qualitativa por meio de entrevista e análise dos discursos. Conclui-se que o punitivismo e a cultura da violência são frutos de uma prática reativa emocional e irracional, mas que podem ser transmutadas por aprendizado e comprometimento com uma cultura de paz.
Abstract: The present study deals with aspects of the postmodern punitive culture characteristic of a Media Criminology. Excerpts and manifestations are brought that reflect some punitive ideals in Brazilian society, which are refuted from the theoretical contribution of Critical, Interactionist and Post-Critical Criminology. A brief study is carried out on the case of the rebellion that took place in the Penitentiary of Alcaçuz, in the State of Rio Grande do Norte, to then introduce the notion and the need to promote a Culture of Peace as an alternative to Criminal Justice. The work is essentially dialectical. It uses the rational procedure that transits from the general to the particular (deductive reasoning) and the empirical procedure by going from particular findings to the general (inductive reasoning), insofar as critical assertions are produced, using theoretical and empirical research, in addition to a qualitative approach through an interview and discourse analysis. It concludes that punitivism and the culture of violence are the result of an emotional and irrational reactive practice, but that it can be transmuted through learning and commitment to a Culture of Peace.
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/49402
Aparece nas coleções:CCSA - TCC - Direito

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RefutacoesCulturaViolencia_Silva_2019.pdfMonografia1,02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons