Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/52102
Title: Instrumento de avaliação da qualidade da atenção ao paciente com câncer infante-juvenil: elaboração e validação
Authors: Franco, Alessandra Lucchesi de Menezes Xavier
Advisor: Souza, Dyego Leandro Bezerra de
Keywords: Estudos de validação;Oncologia;Qualidade da assistência saúde;Gestão do cuidado;Neoplasias
Issue Date: 26-Aug-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FRANCO, Alessandra Lucchesi de Menezes Xavier. Instrumento de avaliação da qualidade da atenção ao paciente com câncer infante-juvenil: elaboração e validação. Orientador: Dyego Leandro Bezerra de Souza. 2019. 153f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Este estudo visou elaborar e validar um instrumento de avaliação da qualidade da atenção ao câncer infanto-juvenil. Trata-se de um estudo metodológico qualiquantitativo, transversal, desenvolvido nos anos de 2018 e 2019 na cidade de Natal/RN, em duas etapas compreendidas na elaboração do instrumento e na validação de conteúdo do instrumento por experts. O comitê de especialistas foi selecionado por intencionalidade, obedecendo aos critérios de inclusão, de modo que o convite aos juízes deu-se por meio de formulário eletrônico, obedecendo todos os aspectos éticos para realização da pesquisa. A fase de elaboração do instrumento foi compreendida pela realização da reunião com os experts, a qual direcionou a revisão de literatura que culminou na elaboração da primeira versão do instrumento. Iniciando a segunda etapa do estudo, o instrumento foi submetido à avaliação dos experts, de acordo com a técnica Delphi, devendo ser avaliado por eles, julgando cada item por meio da escala Likert estabelecida, até a obtenção da concordância a qual foi mensurada por meio do Índice de Validade de Conteúdo por Item (IVC-I) e pelo Índice de Validade de Conteúdo (IVC) do instrumento, adotando-se como valor mínimo de referência 0,78. Diante da realização da reunião dos experts foi possível determinar que o instrumento seria organizado por quatro domínios: anterior ao diagnóstico; para o diagnóstico; tratamento; posterior ao tratamento. Deste modo, foram definidos os critérios para avaliação, os quais foram traduzidos na primeira versão do instrumento com noventa e cinco itens. Realizada a primeira rodada de avaliação pelos experts, dos 17 juízes convidados, 12 procederam com a avaliação, foi observado que apenas 14 itens apresentaram IVC-I inferior ao recomendado, o IVC correspondeu a 0,89, entretanto o IVC com base nos critérios de avaliação utilizados foi equivalente a 0,75 o que denotou a necessidade de realização de ajustes. Assim, 57 itens foram revisados, 14 foram excluídos, 3 adicionados e 13 mantidos conforme redação original. Logo, foi elaborada a segunda versão do instrumento a qual foi submetida novamente aos juízes, apresentando IVC-I para todos os itens com valores superiores a 0,78, além de IVC equivalente a 0,98, e de acordo com os critérios de avaliação obteve IVC de 0,99, diante da participação de dez juízes. Deste modo, diante da obtenção da concordância entre os juízes, o instrumento foi validado de acordo com seu conteúdo, tendo em sua versão final a existência de oitenta e quatro itens. O instrumento destina-se a avaliar a qualidade com base na experiência do usuário, reunindo aspectos da atenção à todos os tipos de câncer infantojuvenil em todos os níveis de assistência, suprindo a lacuna existente na literatura atual. Para este instrumento foi proposto o score com base no percentual de respostas positivas por domínio, e no todo. A utilização de tal instrumento irá contribuir para a avaliação da qualidade da atenção ao câncer infanto-juvenil, permitindo assim a realização do diagnóstico desta, de maneira que oriente as intervenção para a otimização dos resultados obtidos, consequentemente direcionando a organização e formatação da atenção desejável, perseguindo o destino de cuidado de maior qualidade ao paciente com câncer infantojuvenil, contudo ainda recomenda-se a realização das demais etapas de validação para as propriedades psicométricas.
Abstract: This study aimed to elaborate and validate an instrument to evaluate the quality of care for children and young people cancer. This is a cross-sectional qualitative anda quantitative diagnostic study, developed in 2018 and 2019 in the city of Natal/RN, in two stages comprised in the elaboration of the instrument and the validation of the instrument content by experts. The expert committee was selected by intentionality, following the inclusion criteria, so that the invitation to the judges was through an electronic form, obeying all ethical aspects for the research. The elaboration phase of the instrument was understood through the meeting with the experts, which directed the literature review that culminated in the elaboration of the first version of the instrument. Starting the second stage of the study, the instrument was subjected to expert evaluation, according to the Delphi technique, and should be evaluated by them, judging each item using the established Likert scale, until agreement was measured using the of the Content Validity Index by Item (IVC-I) and the Content Validity Index (IVC) of the instrument, adopting as a minimum reference value 0.78. Given the meeting of experts, it was possible to determine that the instrument would be organized by four domains: prior to diagnosis; for the diagnosis; treatment; after treatment. Thus, the evaluation criteria were defined, which were translated in the first version of the instrument with ninety-five items. After the first round of evaluation by the experts, of the 17 invited judges, 12 proceeded with the evaluation. It was observed that only 14 items presented CVI-I lower than recommended, CVI corresponded to 0.89, however CVI based on the criteria of the assessment used was equivalent to 0.75 which indicated the need for adjustments. Thus, 50 items were revised, 14 were deleted, 3 were added and 13 were kept according to the original wording. Therefore, the second version of the instrument was elaborated and submitted again to the judges, presenting IVC-I for all items with values above 0,78, in addition to IVC equivalent to 0.98, and according to the evaluation criteria. obtained an IVC of 0,99, compared to the participation of only ten judges. Thus, in view of obtaining agreement between the judges, the instrument was validated according to its content, tense in its final version the existence of eighty-four items. The instrument is designed to assess quality based on user experience, bringing together aspects of attention to all types of childhood cancer at all levels of care, bridging the gap in the current literature. For this instrument the score was proposed based on the percentage of positive responses by domain, and overall. The use of such an instrument will contribute to the assessment of the quality of cancer care for children and young people, thus allowing the diagnosis of this, in order to guide the interventions to optimize the results obtained, consequently directing the organization and formatting of the care pursuing the destination of higher quality care for children and young people with cancer, however it is still recommended to perform the other validation steps for psychometric properties.
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/52102
Appears in Collections:PPGSCOL - Mestrado em Saúde Coletiva

Files in This Item:
File SizeFormat 
Instrumentoavaliacaoqualidade_Franco_2019.pdf5.4 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.