Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/55142
Title: Espaço, práticas médicas e institucionalização da loucura: um olhar sobre o Hospital Colônia de Natal (1957-1963)
Other Titles: Space, medical practices and the institutionalization of madness: a look at the Hospital Colônia de Natal (1957-1963)
Authors: Rodrigues, Thaise Gabriella de Almeida
Advisor: Rocha, Raimundo Nonato Araujo da
Keywords: História da loucura; História da psiquiatria; Hospital Colônia de Natal; Hospital de Alienados.
Issue Date: 7-Jul-2023
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: RODRIGUES, Thaise Gabriella de Almeida. Espaço, práticas médicas e institucionalização da loucura: um olhar sobre o Hospital Colônia de Natal (1957-1963). 2023. 152 f. Orientador: Raimundo Nonato Araújo da Rocha. Dissertação (Mestrado em História) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2023.
Portuguese Abstract: O trabalho tem como objeto de estudo o Hospital Colônia, instituição psiquiátrica situada na cidade de Natal. Está delimitado temporalmente ao período compreendido entre julho de 1957 (quando ocorreu a transferência dos pacientes do Hospital de Alienados para o Hospital Colônia) e março de 1963 (momento em que uma mudança na diretoria da instituição alterou as práticas médicas ali vivenciadas). Analisa como se formou o discurso que clamava por um novo espaço para o tratamento da loucura. Discute a mudança dos pacientes do Hospital de Alienados (1911-1957) para o Hospital Colônia. Identifica as condições das práticas sanitárias e terapêuticas do Hospital de Alienados e a proposta “inovadora” do Hospital Colônia. Demostra como a nova instituição se estruturou fisicamente para que fossem adotadas práticas médicas então vistas como progressistas, como a laborterapia e praxiterapia. Investiga como a psiquiatria potiguar identificava, diagnosticava e tratava a loucura naquele contexto histórico. Utiliza como fontes principais: os relatórios dos presidentes de província e dos presidentes do estado do Rio Grande do Norte; os artigos de periódicos que discutem essa temática e os prontuários dos pacientes internados no Hospital Colônia. Nos relatórios foram encontradas as demandas sociais por um espaço específico para tratar a loucura, o surgimento do Hospital dos Alienados para satisfazer essas demandas e, posteriormente, os problemas que passaram a existir nesse espaço hospitalar durante o seu funcionamento. Nos artigos de periódicos foram encontradas disparidades entre as estruturas físicas das duas instituições. Os prontuários dos pacientes internados no Hospital Colônia foram analisados com o intuito de captar as práticas médicas desenvolvidas, identificando as continuidades e/ou descontinuidades dessas práticas em relação ao Hospital de Alienados, bem como observando a forma pela qual os “desajustamentos sociais” eram tratados
Abstract: The object of study is the Hospital Colônia, a psychiatric institution located in the city of Natal. It is temporally delimited to the period between July 1957 (when patients were transferred from the Hospital de Alienados to Hospital Colônia) and March 1963 (when a change in the institution's board of directors altered the medical practices experienced there). It analyzes how the discourse that called for a new space for the treatment of madness was understood. Discuss the transfer of patients from Hospital de Alienados (1911-1957) to Hospital Colonia. It identifies the conditions of the sanitary and therapeutic practices of the Hospital de Alienados and the “innovative” proposal of the Hospital Colônia. It demonstrates how the new institution was physically structured so that medical practices that were then seen as progressive, such as labor therapy and praxitherapy, were adopted. It investigates how Potiguar psychiatry identified, diagnosed and treated madness in that historical context. It uses as main sources: the report of the provincial presidents and the presidents of the state of Rio Grande do Norte; newspaper articles about this theme and the medical records of patients interned at Hospital Colônia. They reported that the social demands for a specific space to treat madness were met, starting with the Hospital de Alienados to receive these demands and, later, the problems that came to exist in this hospital space during its operation. In journal articles, disparities were found between the physical structures of the two institutions. The medical records of patients hospitalized at the Hospital Colônia were analyzed with the aim of capturing the medical practices experienced, identifying the continuities and/or discontinuities of these practices in relation to the Hospital for the Insane, as well as observing the way in which the “social maladjustments” were treated
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/55142
Appears in Collections:PPGH - Mestrado em História

Files in This Item:
File SizeFormat 
Espacopraticasmedicas_Rodrigues_2023.pdf4.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.