Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/55213
Title: De tocaia com o meu som: banda Tocaia da Paraíba e a construção de uma paisagem sonora híbrida no Alto Sertão paraibano (1995-2010)
Authors: Albuquerque Júnior, Francisco Didier Guedes
Advisor: Sales Neto, Francisco Firmino
Keywords: Tocaia da Paraíba;Paisagem sonora;Hibridismo cultural;Canção popular;Rock;Alto Sertão da Paraíba
Issue Date: 2-Aug-2023
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ALBUQUERQUE JÚNIOR, Francisco Didier Guedes. De tocaia com o meu som: banda Tocaia da Paraíba e a construção de uma paisagem sonora híbrida no Alto Sertão paraibano (1995-2010). Orientador: Dr. Francisco Firmino Sales Neto. 2023. 226f. Dissertação (Mestrado em História) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2023.
Portuguese Abstract: Este trabalho tem como objetivo historicizar a composição de novas paisagens sonoras no Alto Sertão paraibano, particularmente através dos hibridismos musicais empreendidos pela banda Tocaia da Paraíba, entre os anos de 1995 a 2010. Para tanto, compreende-se que o grupo é fruto de uma complexa cena musical alternativa formada na cidade de Cajazeiras (Paraíba), em finais dos anos 1980. Nesse ritmo, como uma ramificação dessa cultura musical local, a banda Tocaia da Paraíba se tornou um dos principais expoentes do circuito musical paraibano durante as décadas de 1990 e 2000, destacando-se, sobretudo, por dois motivos: primeiramente, pela estrutura híbrida de sua sonoridade, que, instaurada em pleno Alto Sertão paraibano, trouxe para suas práticas culturais novas referências musicais do rock às bandas de pífano, do jazz ao coco de roda, do samba ao repente sertanejo, unindo a esfera local ao global e levando o grupo a compor canções autorais que tensionaram as pétreas concepções tradicionalistas da musicalidade nordestina, particularmente a do espaço sonoro do sertão paraibano; em seguida, pela notoriedade conquistada nos eventos musicais dos quais participou, espalhados por praticamente todas as regiões do território nacional, bem como pela aparição em matérias jornalísticas de destacados meios da imprensa nacional. Em vista dessa temática, a presente análise histórica busca compreender o fazer cultural que esse grupo cajazeirense propôs a partir de suas concepções estéticas e da configuração de uma paisagem sonora híbrida, marcada por uma postura de independência artística alternativa ao mainstream musical. Como fontes, utilizam-se do encarte (capa, contracapa) e das canções inseridas nos discos Tocaia (2000) e Botando pra quebrar (2005), além de periódicos que noticiaram o grupo (a exemplo da Folha de S. Paulo, Tribuna da Imprensa e Gazeta do Alto Piranhas), blogs, materiais de divulgação física (panfletos e cartazes dos shows), registros fotográficos, gravações audiovisuais e entrevistas – tanto com os integrantes da banda Tocaia como de outros grupos da cena alternativa local (Gonzalez, 2013). Em relação ao embasamento teórico, realiza-se através da operacionalização dos conceitos de: paisagem sonora, perspectiva espacial edificada por Murray Schafer (2011a; 2011b) e Tim Ingold (2015); sertões, discutido por Janaína Amado (1995) e Durval Muniz de Albuquerque Júnior (2014); canção popular, instrumentalizado por Marcos Napolitano (2002), José Geraldo Vinci de Moraes (2000), Adalberto Paranhos (2015) e Luiz Tatit (2012); e de hibridismo cultural, trabalhado por Néstor García Canclini (2019) e Peter Burke (2003).
Abstract: This work objective to historicize the composition of new soundscapes in Alto Sertão paraibano, particularly through the musical hybridisms undertaken by the band Tocaia da Paraíba, between 1995 and 2010. Therefore, it is understood that the group is the result of a complex alternative music scene formed in the city of Cajazeiras (Paraíba), in the late 1980s. In this rhythm, as an branch of this local musical culture, the band Tocaia da Paraíba became one of the main exponents of the musical circuit of Paraíba during the 1990s and 2000s, especially, for two reasons: first, by the hybrid structure of its sonority, that, established in the middle of Alto Sertão paraibano, brought to its cultural practices new musical references from rock to the bands of pífano, from jazz to coco de roda, from samba to repente sertanejo, uniting the local and global spheres and leading the group to compose authorial songs that tensioned the traditional conceptions of northeastern musicality, particularly the sound space of the sertão paraibano; then, for the notoriety conquered in the musical events to which participated, spread to practically all regions of the national territory, as well as the appearance in journalistic articles of prominent national press. In view of this theme, the present historical analysis seeks to understand the cultural practice that this group proposed from its aesthetic conceptions and the configuration of a hybrid soundscape, positioned by an attitude of artistic independence alternative to the musical mainstream. As sources, are used the CD insert (cover, back cover) and songs inserted in the albums Tocaia (2000) and Botando pra quebrar (2005), as well as periodicals that reported the group (such as Folha de S. Paulo, Tribuna da Imprensa and Gazeta do Alto Piranhas), blogs, physical dissemination materials (pamphlets and posters of the shows), photographic records, audiovisual recordings and interviews - both with the band Tocaia and other groups of the local alternative scene (Gonzalez, 2013). Regarding the theoretical basis, it is carried out from the operationalization of the concepts of: soundscape, spatil perspective built by Murray Schafer (2011a; 2011b) and Tim Ingold (2015); sertões, discussed by Janaína Amado (1995) and Durval Muniz de Albuquerque Júnior (2014); popular song, instrumentalized by Marcos Napolitano (2002), José Geraldo Vinci de Moraes (2000), Adalberto Paranhos (2015) and Luiz Tatit (2012); and cultural hybridity, worked by Néstor García Canclini (2019) and Peter Burke (2003).
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/55213
Appears in Collections:PPGH - Mestrado em História

Files in This Item:
File SizeFormat 
Detocaiameusom_AlbuquerqueJunior_2023.pdf6.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.