Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/55389
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFeijao, Alexsandra Rodrigues-
dc.contributor.authorSilva, Danilo Oliveira-
dc.date.accessioned2023-11-20T15:12:22Z-
dc.date.available2023-11-20T15:12:22Z-
dc.date.issued2023-11-08-
dc.identifier.citationSILVA, Danilo Oliveira. Influência das mídias sociais na educação e comunicação em saúde para prevenção de HIV entre jovens: revisão de escopo. Orientadora: Alexsandra Rodrigues Feijão. 2023. 38 f. Monografia (Graduação em Enfermagem) - Departamento de Enfermagem, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/55389-
dc.description.abstractIntroduction: Digital media have an important influence on the way modern society acts and thinks, especially among young people. Considering the growing spread of HIV/AIDS in this section of society, digital media operate as a potential tool in health education. Objective: To justify in the literature the evidence of the influence of social media on education and communication for HIV prevention among young people. Method: Based on these indications, this research is a qualitative Scoping Review study, whose data acquisition and analysis refers to the year 2023, developed according to the recommendations of the Joanna Briggs Institute (JBI) and PRISMA Extension for Scoping Reviews (PRISMA-ScR). Combinations were used between the keywords of the descriptors with the association of the mnemonic strategy Participant, Concept and Context (PCC) with the Descriptors in Health Sciences/Medical Subject Headings (DeCS/MeSH): HIV; Acquired Immunodeficiency Syndrome; youth; Health education; Adolescent; Social media; Internet. The sample studied consisted of six articles. Results: Regarding communication/prevention education strategies: the studies dealt more clearly with due care to avoid HIV infection. The use of communication apps and the passing on of information were the most common. As for access to the internet and social media, the most widely used device is the cell phone/smartphone, followed by the computer. The most cited reason for using social media to pass on health education information is the accessibility of technology to young people, both quickly and cheaply. Conclusion: Using everyday technologies as educational tools is crucial for transmitting information, especially when involving young people, which facilitates the dissemination of knowledge about sexuality and HIV/AIDS prevention. Recognizing this importance in health policies underscores the need for innovative and adaptable strategies to raise awareness and prevent HIV/AIDS among young people, contributing to effective control of the epidemic.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortept_BR
dc.subjectHIVpt_BR
dc.subjectmídias sociaispt_BR
dc.subjecteducação em saúde;pt_BR
dc.subjectadolescentept_BR
dc.subjectsíndrome da imunodeficiência adquiridapt_BR
dc.subjectsocial mediapt_BR
dc.subjecthealth educationpt_BR
dc.subjectacquired immunodeficiency syndromept_BR
dc.subjectadolescentpt_BR
dc.titleInfluência das mídias sociais na educação e comunicação em saúde para prevenção de HIV entre jovens: revisão de escopopt_BR
dc.title.alternativeInfluence of social media on health education and communication for HIV prevention among young people: a scoping reviewpt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programEnfermagempt_BR
dc.contributor.authorIDhttps://orcid.org/0000-0003-1525-3820pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttps://lattes.cnpq.br/9667759061698702pt_BR
dc.contributor.advisorIDhttps://orcid.org/0000-0002-8686-9502pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8649283681727209pt_BR
dc.contributor.referees1Dantas, Dândara Nayara Azevedo-
dc.contributor.referees1IDhttps://orcid.org/0000-0002-4759-9458pt_BR
dc.contributor.referees1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5337191302271178pt_BR
dc.contributor.referees2Abrante, Rogeria Moreira de-
dc.contributor.referees2IDhttps://orcid.org/0000-0002-6426-8706pt_BR
dc.contributor.referees2Latteshttp://lattes.cnpq.br/4141207637938360pt_BR
dc.description.resumoIntrodução: As mídias digitais desempenham importante influência no modo de agir e pensar da sociedade moderna, em especial na população jovem. Considerando a disseminação crescente do HIV/AIDS nessa parcela da sociedade, as mídias digitais operam como uma ferramenta em potencial na educação em saúde. Objetivo: Justificar na literatura as evidências da influência das mídias sociais na educação e comunicação para prevenção de HIV entre jovens. Método: Baseando-se nesses indicativos, a presente pesquisa aborda um estudo de Scoping Review do tipo qualitativo, cujo aquisição e análise dos dados refere-se ao ano de 2023, desenvolvido de acordo com as recomendações do Joanna Briggs Institute (JBI) e PRISMA Extension for Scoping Reviews (PRISMA-ScR). Foram empregadas combinações entre as palavras-chaves dos descritores com a associação da estratégia mnemônica Participante, Conceito e Contexto (PCC) com os Descritores em Ciências da Saúde/ Medical Subject Headings (DeCS/MeSH): HIV; Síndrome da Imunodeficiência Adquirida; juventude; Educação em saúde; Adolescente; Mídia social; Internet. A amostra estudada foi composta por seis artigos. Resultados: A estratégias em educação comunicação/prevenção: os estudos abordaram com maior clareza no que tange os devidos cuidados para não infecção pelo HIV. O uso dos aplicativos de comunicação e de repasse de informações foram os mais relevantes para a obtenção de conhecimentos. Quanto ao acesso à internet e mídias sociais, o dispositivo mais amplamente utilizado é o celular/smartphone, seguido pelo computador. O motivo mais citado sobre o uso das mídias sociais para o repasse de informações em educação em saúde é a acessibilidade do acesso à tecnologia entre os jovens tanto de forma rápida quanto barata. Conclusão: Utilizar tecnologias do dia a dia como ferramentas educativas é crucial para transmitir informações, principalmente ao envolver os jovens, o que facilita a disseminação de conhecimento sobre sexualidade e prevenção do HIV/Aids. Reconhecer essa importância nas políticas de saúde ressalta a necessidade de estratégias inovadoras e adaptáveis para conscientizar e prevenir o HIV/Aids entre os jovens, contribuindo para o controle eficaz da epidemia.pt_BR
dc.publisher.departmentDepartamento de Enfermagempt_BR
Appears in Collections:CCS - TCC - Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
InfluenciaMidiasSociais_Silva_2023.pdfTrabalho de conclusão de curso523.01 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.