Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/56791
Title: Home office: a vulnerabilidade dos trabalhadores em relação às doenças psicossociais associadas ao trabalho remoto
Other Titles: Home office: the vulnerability of workers to psychosocial illnesses associated with remote work
Authors: Jofre, Jofre Daniel do Nascimento
Advisor: Bindé, Pitágoras José
Keywords: teletrabalho;saúde do trabalhador;segurança e qualidade de vida no trabalho;doenças psicossociais
Issue Date: 7-Dec-2023
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: JOTA, Jofre Daniel do Nascimento. Home Office: A Vulnerabilidade dos Trabalhadores com Relação às Doenças Psicossociais Associadas ao Trabalho Remoto. Orientador: Pitágoras José Bindé. 2023. 29 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Administração) - Departamento de Ciências Administrativas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2023
Portuguese Abstract: O presente artigo explora a vulnerabilidade dos trabalhadores frente às doenças psicossociais associadas ao trabalho remoto. A rápida adoção do teletrabalho, impulsionada pela evolução tecnológica e a Pandemia de 2020, trouxe benefícios e desafios, especialmente relacionados à saúde mental dos colaboradores. Trata-se de um estudo descritivo, de abordagem qualitativa, utilizando a revisão de literatura narrativa, como procedimento de pesquisa. Concluiu-se que uma avaliação individualizada dos trabalhadores é crucial, visando preservar sua saúde mental e ergonômica. Ficou evidente a desaconselhabilidade da adoção indiscriminada do trabalho remoto, dada a possibilidade de acidentes de trabalho e o desenvolvimento ou agravamento de doenças psicossociais. A pesquisa baseou-se em um levantamento bibliográfico nas áreas do direito, psicologia e administração, consolidando informações essenciais para a compreensão dos impactos e desafios associados à modalidade de trabalho remoto.
Abstract: The present article explores the vulnerability of workers to psychosocial diseases associated with remote work. The rapid adoption of telecommuting, driven by technological advances and the 2020 pandemic, has brought both benefits and challenges, especially concerning the mental health of employees. This is a descriptive study with a qualitative approach, using narrative literature review as a research procedure. It was concluded that an individualized assessment of workers is crucial to preserve their mental and ergonomic health. The inadvisability of indiscriminate adoption of remote work became evident, given the potential for work-related accidents and the development or worsening of psychosocial diseases. The research was based on a bibliographic survey in the fields of law, psychology, and administration, consolidating essential information for understanding the impacts and challenges associated with remote work.
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/56791
Appears in Collections:CCSA - TCC - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC JOFRE HOME OFFICE.pdf339,31 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons