Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/1/6261
Título: Translocação bacteriana para o pulmão na icterícia obstrutiva experimental em ratos
Título(s) alternativo(s): Bacterial translocation to the lung in obstructive jaundice in rats
Autor(es): Medeiros, Aldo da Cunha
Carvalho, Maria Goretti Freire de
Dantas Filho, Antônio Medeiros
Pinto Jr, Francisco Edilson Leite
Macedo Filho, Robson
Uchôa, Raquel Araújo Costa
Palavras-chave: Translocação bacteriana;pulmões;ictarícia obstrutiva
Data do documento: 2001
Editor: Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Citação: MEDEIROS, A. C. ; Maria Goretti Freire de Carvalho ; DANTAS FILHO, A. M. ; Francisco Edilson Leite Pinto Jr ; Robson Macedo Filho ; Raquel Araújo Costa Uchôa . Translocação bacteriana para o pulmão na ictericia obstrutiva experimental em ratos. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, v. 28, p. 81-84, 2001.
Resumo: RESUMO: Objetivo: Tem sido demonstrado que a icterícia obstrutiva provoca depressão do sistema imunológico, mudança no padrão de colonização bacteriana dos intestinos e passagem de bactérias da luz intestinal para a circulação porta e sistêmica. Estudo experimental em ratos procurou observar a possibilidade de translocação bacteriana para os pulmões após a ligadura do colédoco. Método: Foram utilizados 20 ratos Wistar pesando de 178 a 215g, separados aleatoriamente em dois grupos iguais. Nos ratos do grupo I foi feita a ligadura do colédoco e nos do grupo II apenas a manipulação do colédoco com pinça atraumática (sham operation). No sétimo dia de observação os animais foram mortos com superdose de anestésico, sangue foi colhido para dosagem de bilirrubinas e os pulmões ressecados sob condições assépticas. Metade de cada pulmão foi homogeneizada e semeada em meios de cultura ágar McConkey e ágar sangue. A outra metade serviu para exame histopatológico –coloração hematoxilina e eosina. Os dados foram analisados pelo teste t, com significância 0,05. Resultados: revelaram bilirrubina total em média 18,7±3,6 no grupo I e 0,7±0,2 no grupo II. No grupo I foram isoladas colônias de Klebsiela sp nos pulmões de 30% dos animais e E. coli em 20%, e os escores histopatológicos atingiram a média 6,2±2,08. No grupo II não foram detectadas bactérias nos pulmões e os escores do exame histopatológico atingiram 1,8±1,16. A diferença dos dados analisados mostrou-se significativa (p<0,05). Conclusões: Concluiu-se que a icterícia obstrutiva por ligadura do colédoco em ratos provocou translocação de germes Gram-negativos para os pulmões e resultou em alterações histopatológicas significativas.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/1/6261
ISSN: 0100-6991
Aparece nas coleções:CCS - DCIRUR - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Translocação Bacteriana.pdf196,67 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons