Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/1/6298
Título: Gestação após gastroplastia para tratamento de obesidade mórbida: série de casos e revisão da literatura
Título(s) alternativo(s): Pregnancy after gastroplasty for treatment of morbid obesity: a case series and review of the literature
Autor(es): Lima, Josivan Gomes de
Nóbrega, Lúcia Helena Coelho
Mesquita, Juliana Bezerra
Nóbrega, Maria Lúcia Coelho
Medeiros, Aldo da Cunha
Maranhão, Tecia Maria de Oliveira
Azevedo, George Dantas
Palavras-chave: Gastroplastia;Obesidade mórbida - Cirurgia;Gravidez;Obesidade mórbida
Data do documento: 2006
Citação: LIMA, Josivan Gomes de ; NÓBREGA, Lúcia Helena Coelho ; MESQUITA, Juliana Bezerra ; NÓBREGA, Maria Lúcia Coelho ; MEDEIROS, Aldo da Cunha ; MARANHÃO, Tecia Maria de Oliveira ; AZEVEDO, George Dantas. Gestação após gastroplastia para tratamento de obesidade mórbida: série de casos e revisão da literatura. RBGO. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, São Paulo, v. 28, n.2, p. 107-111, 2006. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032006000200006> Acesso em: 20 set. 2013.
Resumo: relatar a evolução de uma série de casos de gestação em mulheres previamente submetidas à cirurgia de bypass gástrico para tratamento de obesidade grave. Métodos: cinco casos consecutivos de gravidez após gastroplastia ocorridos entre 2001 e 2004 foram avaliados. As pacientes tinham idade entre 30 e 34 anos e todas haviam sido submetidas à cirurgia de Capella. Aspectos clínicos, laboratoriais e do acompanhamento materno e fetal foram considerados, durante o período gestacional e após o parto. Foi realizada revisão da literatura internacional, por meio das bases de dados MEDLINE e Web of Science, utilizando os seguintes unitermos: gastroplasty, gastric bypass surgery, bariatric surgery e pregnancy. Resultados: todas as gestações observadas foram únicas e não ocorreram complicações obstétricas, durante o seguimento pré-natal e parto. Também não houve registro de recém-nascidos prematuros ou de baixo peso ao nascimento. Conclusão: nossos dados sugerem que a gravidez após gastroplastia é segura para a mãe e feto. Entretanto, em virtude do limitado volume de informação disponível sobre o tema, investigações adicionais são necessárias para estabelecer recomendações apropriadas com relação ao seguimento dessas gestações
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/1/6298
ISSN: 0100-7203
Aparece nas coleções:CCS - DCIRUR - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AldoCM_Gestação_30677.pdf242,35 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons