Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12081
Título: Construção das capacidades organizacionais de tecnologia da informação no contexto dos sistemas institucionais integrados de gestão da UFRN
Autor(es): Medeiros Junior, Josue Vitor de
Palavras-chave: Capacidades de TI. Capacidades organizacionais. Ciclo de vida das capacidades. Sistemas integrados institucionais de gestão. Estudo de caso;IT Capabilities. Organizational capabilities. Capability lifecycle. Sistemas integrados institucionais de gestão. Case study
Data do documento: 18-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MEDEIROS JUNIOR, Josue Vitor de. Construção das capacidades organizacionais de tecnologia da informação no contexto dos sistemas institucionais integrados de gestão da UFRN. 2014. 207 f. Tese (Doutorado em Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: The IT capability is a organizational ability to perform activities of this role more effectively and an important mechanism in creating value. Its building process (stages of creation and development) occurs through management initiatives for improvement in the performance of their activities, using human resources and IT assets complementary responsible for the evolution of their organizational routines. This research deals with the IT capabilities related to SIG (integrated institutional management systems), built and deployed in UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) to realization and control of administrative, academic and human resources activities. Since 2009, through cooperative agreements with federal and educational institutions of direct administration, UFRN has supported the implementation of these systems, currently involving more than 30 institutions. The present study aims to understand how IT capabilities, relevant in the design, implementation and dissemination of SIG, were built over time. This is a single case study of qualitative and longitudinal nature, performed by capturing, coding and analysis from secondary data and from semi-structured interviews conducted primarily with members of Superintenência de Informática, organizational unit responsible for SIG systems in UFRN. As a result, the technical, of internal relationship and external cooperation capabilities were identified as relevant in the successful trajectory of SIG systems, which have evolved in different ways. The technical capacity, initiated in 2004, toured the stages of creation and development until it reached the stage of stability in 2013, due to technological limits. Regarding the internal relationship capability, begun in 2006, it toured the stages of creation and development, having extended its scope of activities in 2009, being in development since then. Unlike the standard life cycle observed in the literature, the external cooperation capability was initiated by an intensity of initiatives and developments in the routines in 2009, which were decreasing to cease in 2013 in order to stabilize the technological infrastructure already created for cooperative institutions. It was still identified the start of cooperation in 2009 as an important event selection, responsible for changing or creating trajectories of evolution in all three capacities. The most frequent improvements initiatives were of organizational nature and the internal planning activity has been transformed over the routines of the three capabilities. Important resources and complementary assets have been identified as important for the realization of initiatives, such as human resources technical knowledge to the technical capabilities and external cooperation, and business knowledge, for all of them, as well as IT assets: the iproject application for control of development processes, and the document repository wiki. All these resources and complementary assets grew along the capacities, demonstrating its strategic value to SINFO/UFRN
metadata.dc.description.resumo: A capacidade de TI é uma habilidade organizacional para realizar atividades dessa função de maneira mais efetiva e um importante mecanismo na criação de valor. Seu processo de construção (estágios de criação e desenvolvimento) ocorre através de iniciativas de gestão para melhorias no desempenho de suas atividades, usando recursos humanos e ativos de TI complementares responsáveis pela evolução das suas rotinas organizacionais. Esta pesquisa trata das capacidades de TI relacionadas aos sistemas SIG (sistemas institucionais integrados de gestão), criados e implantados na UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), para realização e controle das atividades administrativas, acadêmicas e dos recursos humanos. Desde 2009, através de acordos de cooperação com instituições federais de ensino e da administração direta, a UFRN tem apoiado a implantação destes sistemas, atualmente envolvendo mais de 30 instituições. O presente trabalho objetiva compreender como as capacidades de TI, relevantes na concepção, implantação e disseminação dos SIG da UFRN, foram construídas ao longo do tempo. Trata-se de um estudo de caso único de natureza qualitativa e longitudinal, realizado através da captura, codificação e análise de dados secundários e provenientes de entrevistas semi-estruturadas realizadas principalmente com membros da Superintendência de Informática, unidade organizacional responsável pelos sistemas SIG na UFRN. Como resultados, foram identificadas as capacidades técnica, de relacionamento interno e de cooperação externa como relevantes na trajetória bem sucedida dos sistemas SIG, e que evoluíram de maneiras distintas. A capacidade técnica, iniciada em 2004, percorreu os estágios de criação e desenvolvimento até que atingiu o estágio de estabilidade em 2013, em decorrência de limites tecnológicos. Quanto à capacidade de relacionamento interno, iniciada em 2006, esta percorreu os estágios de criação e desenvolvimento, tendo seu escopo de atividades estendido em 2009, estando em desenvolvimento desde então. Diferente do padrão de ciclo de vida observado na literatura, a capacidade de cooperação externa foi iniciada por uma intensidade de iniciativas e evoluções nas rotinas em 2009, que foram decrescendo até cessarem, em 2013, no intuito de estabilizar a estrutura tecnológica já criada para as instituições cooperadas. Identificou-se ainda o início das cooperações, em 2009, como um importante evento de seleção, responsável por alterar ou criar trajetórias de evolução nas três capacidades. As iniciativas de melhorias mais frequentes foram as de natureza organizacional e o planejamento interno foi a atividade mais transformada nas rotinas das três capacidades. Importantes recursos e ativos complementares foram identificados como relevantes para a realização das iniciativas, como os recursos humanos de conhecimento técnico, para as capacidades técnica e de cooperação externa; e o conhecimento negocial, para todas elas, além dos ativos de TI complementares: as aplicações iproject, de controle dos processos de desenvolvimento, e o repositório de documentos wiki. Todos estes recursos e ativos complementares evoluíram junto às capacidades, mostrando-se de valor estratégico para a SINFO/UFRN
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12081
Aparece nas coleções:PPGA - Doutorado em Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JosueVMJ_TESE.pdf1,71 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.