Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12126
Título: Síndrome de Burnout e autoeficácia: um estudo com profissionais de enfermagem de hospitais privados de Natal/RN
Autor(es): Lima, Carla Fernanda de
Palavras-chave: Síndrome de Burnout;Autoeficácia;Profissionais de Enfermagem;Burnout Syndrome;Nursing Professionals;Self-efficacy
Data do documento: 4-Set-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LIMA, Carla Fernanda de. Síndrome de Burnout e autoeficácia: um estudo com profissionais de enfermagem de hospitais privados de Natal/RN. 2009. 125 f. Dissertação (Mestrado em Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: This research verifies the influence of the self-efficacy level on burnout syndrome incidence in relation to nursing professionals from private hospitals located in the Municipality of Natal, State of Rio Grande do Norte. The nature of the research was descriptive, and the used data analysis method was quantitative which was developed through SPSS computational package, version 17.0. The used instrument for the investigation was Maslach-Burnout Inventory (MBI), and the General Perceived Self-efficacy Scale (GPSES) was applied to a sample formed from 230 nursing professionals. The statistic techniques to data analysis were: frequency analysis; factor analysis; Cronbach.s alpha; Kaiser-Meyer-Olkin test (KMO); Bartlett efericity test; percentual analysis; Spearman rank correlation analysis; and simple regression. The achieved factors from factor analysis of MBI were the same, taking into account the dimensions which Maslach initially suggested to the instrument (emotional exhaustion, lack of personal realization, and depersonalization). However, one highlights that the low internal consistence of the depersonalization dimension can occur from people.s difficulty (caused by cultural aspects) of assuming this attitude in their work environment. Through GSE, it was achieved a factor which confirmed the unidimensionality showed by the author of the instrument. In relation to the syndrome incidence, it was verified that about 50% of the researched sample presented burnout syndrome evidence. Referring to self-efficacy level, about 65% of the researched sample presented low level of self-efficacy, what can be explained by the work characteristics of these professionals. In relation to the self-efficacy influence on the Burnout syndrome, it was verified that self-efficacy can be one of the aspects which influences occupational stress chronification (burnout), mainly to the personal realization dimension. Therefore, the researched hospital organizations need reflect about their attitudes in respect to their professionals, since the numbers showed a dangerous tendency regarding a predisposition to burnout syndrome of their staff, what implies not only a significant amount of individuals who can present high levels of emotional exhaustion, lack of personal realization, and depersonalization, but also the fact that this group presents low level of self-efficacy
metadata.dc.description.resumo: A presente pesquisa averigua a influência do nível de autoeficácia sobre a incidência da síndrome de burnout em profissionais de enfermagem de hospitais privados de Natal/RN. Teve natureza descritiva e o método de análise de dados utilizado foi o quantitativo, efetivado com o auxílio do pacote computacional SPSS, versão 17.0. O instrumento utilizado para a investigação foi o Inventário em Burnout de Maslach (MBI), a Escala de Autoeficácia Geral Percebida (EAEGP) aplicados à amostra composta por 230 profissionais de enfermagem. As técnicas estatísticas para a análise dos dados foram: análise de Frequência; a Análise Fatorial; o Alpha de Cronbach; teste Kaiser-Meyer-Olkin (KMO); teste de esfericidade de Bartlett; análise de percentis; análise de correlação de Spearman e regressão simples. Os fatores obtidos, a partir da Análise Fatorial do MBI coincidiram, com as dimensões que Maslach inicialmente sugeriu para o instrumento (Exaustão Emocional, Falta de Realização Pessoal e Despersonalização). No entanto, ressalta-se para a baixa consistência interna da dimensão Despersonalização que pode ser decorrente da dificuldade das pessoas (por questões culturais) assumirem tal postura no ambiente de trabalho. A EAEGP obteve um fator, confirmando a unidimensionalidade apontada pelo autor do instrumento. Em relação à incidência da síndrome, obteve-se que em torno de 50% da amostra pesquisada se mostrou com indícios de síndrome de burnout. No que se refere ao nível de autoeficácia, em torno de 65% da amostra pesquisada apresentou um baixo nível de autoeficácia, que pode ser justificado pelas características do trabalho desses profissionais. Em relação à influência da autoeficácia sobre a síndrome de burnout obteve-se que a autoeficácia pode ser um dos aspectos que influencia a cronificação do estresse ocupacional (burnout), principalmente no que se refere à dimensão Realização Pessoal. As organizações hospitalares pesquisadas necessitam, portanto, refletir sobre sua postura com relação aos seus profissionais, já que os números traçaram uma tendência perigosa no que diz respeito á predisposição à síndrome de burnout em seus quadros funcionais, resultando em uma porcentagem considerável de indivíduos que podem apresentar altos escores de Exaustão Emocional, Falta de Realização Pessoal e Despersonalização e pelo fato de grande parte dos mesmos ter apresentado um nível de autoeficácia baixo
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12126
Aparece nas coleções:PPGA - Mestrado em Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CarlaFL.pdf682,69 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.