Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12158
Título: Comunicação interna em empreendimento hoteleiro: um enfoque gerencial
Autor(es): Silva, Patrícia Karla de Mesquita
Palavras-chave: Comunicação interna;Gestão;Empreendimento hoteleiro
Data do documento: 30-Set-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Patrícia Karla de Mesquita. Comunicação interna em empreendimento hoteleiro: um enfoque gerencial. 2010. 96 f. Dissertação (Mestrado em Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: Globalization, which increased the market to a position of competition and change never before experienced, also imposed a series of changes that have transformed the social systems, organizations increasingly complex. In this scenario, communication has received attention from modern managers. Research indicates that some sectors of activity, more than others, rely on communication as a tool for achieving their goals. The tourism sector, located in the service segment is configured as one of these activities, which the hotel is part of the composite product. With the intention to acknowledge these aspects in this study sought to analyze the characteristics of internal communication in a hotel project in the managerial perspective. To try to answer this purpose we constructed a framework based on authors that discuss organizational communication, internal communication and hotel businesses. For the purpose of research was chosen a unit of study to assess the views of managers regarding the issue. In the unit studied was sought to apprehend these meanings through interviews with a group of managers in the organization and analysis of documents. Data were analyzed through content analysis of Bardin (1977), with the technique of categorical analysis, as it sought to capture aspects that allow the description of the contents of the messages. The results pointed to an organizational reality based heavily on orality, who lives constantly with noise and using communication to regulate behavior. With little or no reflection on managerial communication inferred that subordinates should not absorb the message completely, a phenomenon that can not be responsible for the complete fulfillment thereof. Moreover, it was realized that the organization studied did not plan your communication, since, yet the views as a strategic tool to achieve your goals
metadata.dc.description.resumo: A globalização, que elevou os mercados a uma posição de competição e troca nunca antes vivenciada, impôs também uma série de adaptações que tem transformado as organizações sistemas sociais cada vez mais complexos. Nesse cenário, a comunicação tem merecido atenção por parte dos gestores modernos. Pesquisas indicam que alguns setores de atividades, mais do que outros, dependem da comunicação como uma ferramenta para a obtenção de suas metas. O setor turístico, localizado no segmento de serviços, se configura como uma destas atividades, da qual a hotelaria é parte do composto de produtos. Com a intenção de reconhecer estes aspectos buscou-se neste estudo analisar as características da comunicação interna em um empreendimento Hoteleiro, na perspectiva gerencial. Para tentar se responder a tal objetivo construiu-se um referencial baseado em autores que discorrem sobre a comunicação organizacional, a comunicação interna e empreendimentos hoteleiros. Para efeito da pesquisa escolheu-se uma unidade de estudo para avaliar a visão dos gerentes com relação à temática. Na unidade pesquisada buscou-se apreender tais significações por meio da realização de entrevistas com um grupo de gerentes da organização e da análise de documentos. Os dados obtidos foram analisados através da análise de conteúdo de Bardin (1977), com a técnica da análise categorial, já que se pretendeu apreender aspectos que permitissem a descrição do conteúdo das mensagens. Os resultados encontrados apontaram para uma realidade organizacional baseada fortemente na oralidade, que convive constantemente com ruídos e que usa a comunicação para regular comportamentos. Com pouca ou nenhuma reflexão gerencial sobre a comunicação inferiu-se que os subordinados não devem absorver completamente as mensagens, fenômeno que pode ser o responsável pela não efetivação completa das mesmas. Além disso, percebeu-se que a organização estudada não planeja sua comunicação, uma vez que, ainda não a enxerga como uma ferramenta estratégica para atingir suas metas
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12158
Aparece nas coleções:PPGA - Mestrado em Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PatriciaKMS_DISSERT.pdf1,29 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.