Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12172
Título: Gestão híbrida em cooperativa de crédito: uma análise a partir do interesse, participação, satisfação e expectativa dos cooperados da COOPERUFPA
Autor(es): Matias, Isaac
Palavras-chave: Gestão;Híbrida;Cooperativismo;Crédito;Management;Hybrid;Cooperatives;Credit
Data do documento: 30-Set-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MATIAS, Isaac. Gestão híbrida em cooperativa de crédito: uma análise a partir do interesse, participação, satisfação e expectativa dos cooperados da COOPERUFPA. 2010. 206 f. Dissertação (Mestrado em Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: The globalization of markets has confirmed for the processes of change in organizations both in structure and in management. This dynamic was also observed in credit unions because they are financial institutions and are under the rules of the Brazil´s Financial System. Given the context of organizational changes in the financial capital has played the traditional management reform is urgent. In organizations credit unions, given its dual purpose, because in the same organizational environment and capitalism coexist cooperative whose logics are antagonistic, but can live through the balance between instrumental rationality and substantive rationality in credit unions. Based on this concept a new form of management should be thought to be able to accommodate the demand of cooperative, community, government and the market. Hybridization has been observed in management practices` COOPERUFPA into dimensions financial, social and solidarity participation with a trend in paradigmatic form of hybrid management, in that it directly or indirectly affect the management decisions in the credit union. The hybrid management is a trend that has been setting the basis for societal transformation, so that credit unions promote actions of welfare oriented cooperative members and the community around the same time that attend the dynamics of market globalization. These actions, in the context of hybrid management should be implemented by COOPERUFPA from the sociability of the remains and the wide diffusion of solidarity culture between cooperative partnership as a way to recover their participation in trade relations, financial and the social collective developement. For the members of COOPERUFPA financial interest is evidenced in greater relevance for the social interest given its dominant relationship as "mere customer" of the credit union, however, the proactive participation of the life of the cooperative credit union is one of its expectative among of participation of to share power in decisions by general meetings. This passivity`s cooperator of the COOPERUFPA in defending the ideals overshadowed the spread of cooperative principles and values of cooperation among them. Thus his conception for COOPERUFPA in the financial dimension, social and solidarity democracy, performed transversely. The COOPERUFPA for not developing an education policy for the cooperation among its members, contributed to a process of collective alienation of cooperative ideals, since the cooperative do not understand the reality that surrounds them as members of an organization whose mission is to social and financial sustainability of its members
metadata.dc.description.resumo: A globalização dos mercados tem corroborado para os processos de mudança nas organizações tanto na estrutura como na forma de gestão. Essa dinâmica também foi observada nas cooperativas de crédito, por serem instituições financeiras e por estarem sob as regras do Sistema Financeiro Nacional. Diante do contexto de mudanças organizacionais em que o capital financeiro tem protagonizado, a reforma da gestão tradicional torna-se premente. Nas organizações cooperativas de crédito, dada sua dualidade de objetivo, pois num mesmo ambiente organizacional coexistem capitalismo e cooperativismo, cujas lógicas são antagônicas, mas que podem conviver através do equilíbrio entre a racionalidade instrumental e racionalidade substantiva nas cooperativas de crédito. A partir dessa concepção uma nova forma de gestão deve ser pensada para que possa dar conta de contemplar às exigências dos cooperados, comunidade, governo e do mercado. A hibridação que se observou nas práticas de gestão da COOPERUFPA nas dimensões financeira, social e de participação solidária evidenciou uma tendência paradigmática em forma de gestão híbrida, na medida em que de forma direta ou indireta afetaram as decisões gestoras na cooperativa de crédito. A gestão híbrida é uma tendência que vem se configurando na base das transformações societárias, de forma que as cooperativas de crédito promovam ações de bem-estar voltadas para cooperados e comunidade do entorno ao mesmo tempo em que atendam à dinâmica da globalização do mercado. Essas ações, no contexto da gestão híbrida, deverão ser implementadas, pela COOPERUFPA, a partir da sociabilidade das sobras e da ampla difusão da cultura solidária entre cooperados como forma de recuperar sua participação nas relações comerciais, financeiras e de desenvolvimento social coletivo. Para os cooperados da COOPERUFPA o interesse financeiro é evidenciado em maior relevância em relação ao interesse social dada sua relação preponderante como mero cliente da cooperativa de crédito, no entanto, a participação proativa dos cooperados à vida da cooperativa de crédito é uma de suas expectativas, pois eles pretendem compartilhar mais do poder de decisão, através das assembléias gerais. Essa passividade dos cooperados da COOPERUFPA na defesa dos ideais cooperativistas ofuscou a disseminação dos princípios e valores do cooperativismo entre eles. Dessa forma sua concepção em relação a COOPERUFPA, na dimensão financeira, social e de democracia solidária, apresentou-se de forma transversal. A COOPERUFPA, por não desenvolver uma política de educação para o cooperativismo entre seus cooperados, contribuiu para um processo de alienação coletiva dos ideais cooperativistas, uma vez que os cooperados não compreendem a realidade que os envolve como associados de uma organização que tem como missão a sustentabilidade sócio-financeira de seus membros
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12172
Aparece nas coleções:PPGA - Mestrado em Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
IsaacM_DISSERT_1_150.pdf2,78 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.