Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12289
Título: Espirito de catimbo: a moral magico-religiosa da jurema
Autor(es): Teixeira, Wagner Pinheiro
Palavras-chave: Jurema. Magia. Religião. Feitiçaria. Moralidade. Sociologia/Antropologia da moral;Jurema. Magic. Religion. Witchcraft. Morality. Sociology/Antropology of morality
Data do documento: 28-Mar-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: TEIXEIRA, Wagner Pinheiro. Espirito de catimbo: a moral magico-religiosa da jurema. 2014. 192 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: This participative research interested in the social praxis attempts to understand the moral principles that set the magic rituals and the places of worship of three jurema centers of the potiguar region of Canguaretama. Among other inner particularly aspects of each focused catimbó-jurema center, it is being discussed the collective standards involved in the reliance and fellowship values assumed in the private magical gatherings by the juremeiras leaders and their partners, in contrast to the prestige seeking and the individualism that influence both the symbolic competitions and the witchcraft works that link these agents to the broader catimbozeiro universe of this region. Finally, the moral practices which make part of the juremeiro left-right dualism are investigated based on the understanding that the referred native pantheonic-ritual dichotomy does not necessarily express two moralities substantially adversed in terms of benefits or harms, but a series of moral actions subject to the specular logic of the tit-for tat. Thus, this research seeks to prove that this moral structure of symbolic reciprocity, as well as the witchcraft centrality in the catimbozeiro world, finds a certain causal link in a world view which guiding principle is the ontological evil of the catholic cosmology
metadata.dc.description.resumo: Mediante pesquisa participante interessada na práxis social, busca-se compreender os princípios morais que regem os atos mágicos e o ambiente de culto de três núcleos juremeiros do município potiguar de Canguaretama. Dentre outros aspectos internos e particulares a cada núcleo de catimbó-jurema enfocado, discute-se os padrões coletivos envolvidos nos valores de confiança e cumplicidade pressupostos nas associações mágicas privadas das líderes juremeiras com seus pares, em contraposição à busca por prestígio e ao individualismo que permeiam as competições simbólicas e os ataques feiticeiros a enlaçar estas agentes com o universo catimbozeiro mais amplo do município. Ao final, investiga-se as práticas morais contempladas no dualismo esquerda-direita juremeiro, para, a partir da compreensão de que a referida dicotomia panteônica-ritual nativa não manifesta duas moralidades substancialmente adversas e contrastivas em benevolências e malefícios (mas um conjunto de ações morais sujeitas à lógica especular do olho por olho, dente por dente ), buscar comprovar que tal estrutura moral de reciprocidade simbólica, assim como a centralidade da feitiçaria no mundo catimbozeiro, encontra alguma razão causal numa visão de mundo cujo princípio norteador é o mal ontológico da cosmologia católica
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12289
Aparece nas coleções:PPGAS - Mestrado em Antropologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
WagnerPT_DISSERT.pdf2,96 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.