Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12358
Título: Adequação bioclimática para os espaços urbanos abertos do centro de Fortaleza, CE
Autor(es): Costa Filho, Amando Candeira
Palavras-chave: Clima urbano;Desenho bioclimático;Planejamento urbano;Urban climate, Bioclimatic Design, Urban Planning
Data do documento: 19-Mar-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COSTA FILHO, Amando Candeira. Adequação bioclimática para os espaços urbanos abertos do centro de Fortaleza, CE. 2010. 128 f. Dissertação (Mestrado em Conforto no Ambiente Construído; Forma Urbana e Habitação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: This research presents a study investigating the correlation between the environmental-physycal charcateristics of cities and the formation of its micro-climates. The study was conducted in the central area of Fortaleza characterized as a stable and consolidated area, where the city originated and currently faces serious problems in its urban dynamics. The points of measurements were determined by the elaboration and analysis of topography maps, height of buildings, land use, type of surface coating and vegetation, following the methodology of Katzschner (1997). A zoning map was then determined, according to common morphological characteristics of the 12 measurement points, which were based on a set of Romero s (2001) bioclimatic criteria. Air measurements, temperature, humidity, intensity and direction of winds were made in transect form in two different circuits in the study area, with six points of data collection in each area, in three different times: 6:00 am, 1:00pm and 7:00pm, during two periods of the year: August 2008 and March 2009. The results verified the influence of different environmental-physical types in the behavior of the climatic variables that were collected. A verticalização tão condenada em algumas situações se bem equilibrada e controlada pode reduzir as temperaturas do ar através do sombreamento dos espaços urbanos e possibilidade de maior permeabilidade a ventilação natural. The highest average air temperature and lower humidity were recorded at the point I at all times. This situation may have been in result of the high density, poor vegetation and extended paving of the ground. According to the results, it s clear the positive influence vegetation has on easing air temperature. Another indicator observed that areas with a greater variation in building heights tend to present decreased average air temperature. High rise structure, planned in accordance to urban air quality parameters, can reduce air temperatures by the shading of urban spaces and the possibility of greater penetration of natural ventilation
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa apresenta um estudo que investiga a correlação entre os componentes físico-ambientais das cidades e a formação dos seus micro-climas. O trabalho foi desenvolvido na zona central de Fortaleza caracterizada como uma área já consolidada onde se originou a cidade e que atualmente enfrenta sérios problemas em sua dinâmica urbana. Os pontos de medições foram determinados a partir da elaboração e análise de mapas da topografia, altura das edificações, uso do solo, tipo de revestimento de superfície e vegetação seguindo a metodologia de Katzschner (1997). Em seguida se determinou um zoneamento de acordo com características morfológicas em comum relativas aos 12 pontos de medição que foram caracterizados a partir de uma ficha bioclimática elaborada com base na metodologia de Romero (2001). As medições de temperatura do ar, umidade do ar e intensidade e direção dos ventos foram realizadas na forma de transectos em dois circuitos diferentes na área de estudo, com seis pontos de coletas de dados em cada um deles, em três horários do distintos: 6:00h, 13:00h e 19:00h e em dois períodos do ano agosto de 2008 e março de 2009. Os resultados constataram a influência das variáveis físico-ambientais no comportamento das variáveis climáticas coletadas. As maiores médias de temperatura do ar e menor umidade foram registradas no ponto I em todos os horários. Está situação pode ter ocorrido pela alta densidade construída, pouca cobertura vegetal e alto índice de pavimentação do solo. De acordo com os resultados apresentados destacou-se a influência da cobertura vegetal na amenização da temperatura do ar. Outro indicador observado nos resultados recomenda que áreas que oferecem maior variação na altura das edificações tendem a redução nas médias de temperatura do ar. A verticalização planejada de acordo com os parâmetros de qualidade do clima urbano pode reduzir a temperatura do ar através do sombreamento dos espaços urbanos e maior rugosidade do tecido urbano para permeabilidade da ventilação natural
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12358
Aparece nas coleções:PPGAU - Mestrado em Arquitetura e Urbanismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AmandoCCF_DISSERT.pdf5,74 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.