Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12369
Título: Arquitetura da (in)segurança: estudando relações entre configuração espacial, artifícios de segurança e violência urbana no bairro Manaíra, João Pessoa, Paraíba
Autor(es): Monteiro, Lia Tavares
Palavras-chave: medo;insegurança;segregação;violência urbana;fear;insecurity;segregation;urban violence
Data do documento: 23-Mar-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MONTEIRO, Lia Tavares. Arquitetura da (in)segurança: estudando relações entre configuração espacial, artifícios de segurança e violência urbana no bairro Manaíra, João Pessoa, Paraíba. 2012. 193 f. Dissertação (Mestrado em Conforto no Ambiente Construído; Forma Urbana e Habitação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: João Pessoa, the capital city of the state of Paraíba (Northeast Brazil), is reputed throughout the country as a quiet place, although it has been acquiring, over the past years, an urban character with social implications similar to those of major metropolitan Brazilian areas. The new situation is evident by the social inequalities, with the creation of confined spaces, which segregate and cause enclosure of the inhabitants, leading to death the public space. This study correlates accessibility in spatial structure with two types of crime data, burglary and robbery, recorded in 2008 and 2009, by the Secretaria de Segurança da Paraíba (The government agency public in charge of safety), in the district of Manaíra, an upper middle class neighborhood, which has, in recent times, been considered one of the most violent areas in João Pessoa. Sought to understand connections between these events and morpho-social aspects of the built environment, where examined the spatial properties, such as accessibility of the urban net, the presence of control measures, the safety of buildings and their uses. Spatial properties were also validated by the observation of pedestrian flows at strategic points of the study area. It was concluded that the presence of intense flows helps to attract potential thieves, physical security and control offers little protection
metadata.dc.description.resumo: João Pessoa, apesar de ser considerada uma capital tranquila, no litoral do nordeste brasileiro, assim como acontece nas grandes metrópoles, o medo, a violência e a segregação acompanham o crescimento dessa cidade. A nova situação vem evidenciando as desigualdades sociais, com a criação de espaços restritos, que segregam e provocam o enclausuramento dos habitantes, acarretando a morte dos espaços públicos, restando-nos a herança de espaços sem vida e, portanto, perigosos que se pode definir como desurbanos . O estudo apresentado investiga aspectos físicos ambientais e sua relação com dois tipos de crime: roubo a pessoas e furto a imóveis, registrados em 2008 e 2009 pela Secretaria de Segurança Pública da Paraíba, no Manaíra, bairro de classe média alta de João Pessoa, também considerado um dos mais violentos da cidade. Buscou-se compreender nexos entre essas ocorrências e aspectos morfo-sociais do ambiente construído, sendo examinadas propriedades espaciais, tais como acessibilidade da malha urbana, a presença de medidas de controle e segurança dos edifícios e seus usos. Propriedades espaciais foram, também, validadas mediante a observação de fluxos de pedestres em pontos estratégicos da área objeto de estudo. Concluiu-se que, enquanto a presença de fluxos mais intensos contribui para atrair potenciais meliantes , medidas físicas de controle e segurança pouco oferecem em termos de proteção
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12369
Aparece nas coleções:PPGAU - Mestrado em Arquitetura e Urbanismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LiaTM_DISSERT.pdf4,99 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.