Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12372
Título: Henrique Novaes: técnica, território e cidade em uma trajetória profissional: Brasil, primeira metade do século XX
Título(s) alternativo(s): Henrique de Novaes, technique, territory and city in a career - Brazil, the first half of the twentieth century
Autor(es): Julianelli, Anna Rachel Baracho Eduardo
Palavras-chave: história urbana e territorial;trajetória profissional;saber politécnico;inovações tecnológicas;engenharia sanitária;Brasil;urban and territorial history;professional career;polytechnic knowledge;technological innovations;sanitary engineering;Brazil
Data do documento: 16-Dez-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: JULIANELLI, Anna Rachel Baracho Eduardo. Henrique de Novaes, technique, territory and city in a career - Brazil, the first half of the twentieth century. 2012. 254 f. Dissertação (Mestrado em Conforto no Ambiente Construído; Forma Urbana e Habitação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: The career of civil engineer Henrique de Novaes, a remarkable figure in the academic, technical and political fields, demonstrates its extensive and relevant work across Brazil in the first half of the twentieth century. It covered from the design of water supply and sewage works, road and rail transport networks, works against drought in the Northeast, hydroelectric and harbor facilities to the urbanization planning and architectural projects, which displays a systematic and multiple production. City and territory conformed to his fields of verification, practical and above all, transformation. The search for understanding of the inclusion of a social actor in this process thus contributes to the specific analysis of the doings of Henrique de Novaes, who graduated at Polytechnic School of Rio de Janeiro in 1906. From a polymorphic activity in different scales, one tries to figure how, through academic education or professional practice, urban history in Brazil can be told or built. The introduction of technological innovations matched the purposes of planning and urban sprawl, as well as met the specifications of regulation and institutionalization of public infrastructure services at the time. The overall plans proposed by the engineer thought of the city as a whole, interconnected to the structural networks. At the same time, the knowledge of a larger physical scale the territory bounces back in the urban in a relationship of reciprocity and completeness. The objective research, therefore, tries to understand the roles played by Henrique de Novaes s works and academic education in the accomplishment of systematic modernization of Brazilian urban space and territory, recovering a little known historical figure by current historiography. It is proposed, as methodological axis, that the study of this professional career configures itself as an essential element for understanding the idea of progress embodied in the technical studies and proposals for improvements and sanitation nationwide in the first half of the twentieth century . The primary sources for the construction of this analysis were technical articles in journals of the period ( Clube de Engenharia , Viação e Revista Brasileira de Engenharia ), and technical reports, government messages, newspaper articles published at the time, autobiographical reports and the engineer s verbal communications with relatives. The work is structured in three chapters: "Biographical traces, academic education and 'technical and political' activities" illustrates the initiation into the technical, public and political environment; Chapter 2, "Technique and territory" outlines his network understanding through sanitation and transport services; Chapter 3 "Technique and City" describes the influence of polytechnics knowledge on the propositions of modernization of cities; Finally, "Final Thoughts: An Evaluation," presents an overview of the affiliations and practice of an engineer in the different scales, and its contribution to the modernization of Brazilian urban and territorial space
metadata.dc.description.resumo: A trajetória profissional do engenheiro civil Henrique de Novaes, uma figura de relevância no meio acadêmico, técnico e político, demonstra sua extensa e relevante atuação pelo Brasil, na primeira metade do século XX. Abrangeu desde a concepção de redes de abastecimento d água, de esgoto e de transporte ferroviário e rodoviário; obras contra as secas no Nordeste, hidroelétricas e portuárias à elaboração de planos de urbanização e de projetos arquitetônicos, o que evidencia uma produção sistematizada e múltipla. A cidade e o território conformaram-se, pois, como seus campos de verificação, de prática e, sobretudo, de transformação. A procura pela compreensão da inserção de um ator social nesse processo concorre, assim, para a análise específica da atuação de Henrique de Novaes, formado pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro em 1906. A partir de uma atividade polimorfa, em distintas escalas, tenta-se responder de que forma, por meio de uma formação ou de uma prática profissional, pode-se contar ou construir a história urbana brasileira. A introdução de inovações tecnológicas combinou-se às finalidades de ordenamento e de expansão urbana, bem como, respondeu aos objetivos de regulação e de institucionalização dos serviços de infraestrutura pública à época. Os planos de conjunto propostos pelo engenheiro pensaram a cidade como um todo interligado às redes estruturais. Ao mesmo tempo em que, em sua trajetória, o conhecimento de uma escala física mais ampla o território se rebate no urbano em uma relação de reciprocidade e de complementação. A pesquisa objetiva, portanto, entender o papel da formação e da obra de Henrique de Novaes na concretização de ações sistematizadas de modernização do espaço urbano e territorial brasileiro, recuperando um sujeito histórico pouco conhecido pela historiografia corrente. Propõe-se, como eixo metodológico, que o estudo desse percurso profissional configura-se elemento essencial para a compreensão dos ideários de progresso materializados nos estudos técnicos e nas propostas de melhorias e de saneamento, em âmbito nacional, na primeira metade do século XX. As fontes primárias utilizadas para a construção dessa análise foram artigos de revistas técnicas do período (Clube de Engenharia, Viação e Revista Brasileira de Engenharia), pareceres e relatórios técnicos, mensagens de governo, artigos de jornais publicados à época, relatos autobiográficos e comunicações verbais com familiares do engenheiro. O trabalho está estruturado em três capítulos: Traços biográficos, formação profissional e atuação técnico-política ilustra a iniciação no meio técnico, público e político; o Capítulo 2 Técnica e território esboça a sua compreensão de rede por meio dos serviços de saneamento e de transportes; já o Capítulo 3 Técnica e Cidade aborda a influência do saber politécnico nas proposições de modernização das cidades; e, por último, Considerações Finais: um balanço , traça um panorama das filiações e da prática do engenheiro, nas distintas escalas, e sua contribuição para o processo de modernização do espaço urbano e territorial brasileiro
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12372
Aparece nas coleções:PPGAU - Mestrado em Arquitetura e Urbanismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AnnaRBE_DISSERT.pdf6,45 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.