Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12384
Título: Exclusão social e projetos habitacionais. Um estudo sobre conjuntos habitacionais, segregação e exclusão social em Natal/RN
Autor(es): Medeiros, Amanda Kellen Silva de
Palavras-chave: Segregação Socioespacial. Exclusão Social. Conjuntos Habitacionais;Socio-spatial segregation. Social Exclusion. Social Housing
Data do documento: 16-Out-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MEDEIROS, Amanda Kellen Silva de. Exclusão social e projetos habitacionais. Um estudo sobre conjuntos habitacionais, segregação e exclusão social em Natal/RN. 2012. 159 f. Dissertação (Mestrado em Conforto no Ambiente Construído; Forma Urbana e Habitação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: In Natal s urban growth process it is given that the performance period of the National Housing Bank (BNH, 1964-1986) was marked by the intense expansion of the urban grid and configuration of outskirts, through the construction of social housing developments. Implanted in segregated areas of the existing formal city, the population installed in these complexes was also excluded from their rights, considering that the housing defines itself not only by the physical dwelling, but also by its access to urban infrastructure, facilities, services, and others. From this reality and the verification of the city s exclusion and sociospatial segregation processes, we aimed to quantitatively demonstrate levels of social exclusion in Natal, based on the methodology developed by Sposati (2000) and adapted by Genovez (2002), which relates IBGE s (Brazilian Institute of Geography and Statistics) database underlying variables such as income, schooling and dwelling s quality. The research unveiled some spatial patterns promoted by the social housings: in these areas islands were developed with higher indicators than surrounding areas, revealing internal hierarchies in the city s outskirts
metadata.dc.description.resumo: No processo de crescimento urbano do município de Natal é dado que o período de atuação do BNH (1964-1986) foi marcado pela intensa expansão da malha urbana e configuração de periferias, através da construção de conjuntos habitacionais. Implantados em áreas segregadas da cidade formal existente, a população que se instalou nesses conjuntos também foi excluída dos seus direitos, considerando que a moradia se define não só pela unidade habitacional, mas também pelo acesso à infraestrutura urbana, equipamentos, serviços, entre outros. A partir dessa realidade e da constatação sobre os processos de exclusão e segregação socioespacial na cidade, buscou-se demonstrar, de maneira quantitativa, níveis de exclusão social em Natal, baseando-se na metodologia desenvolvida por Sposati (2000) e adaptada por Genovez (2002), que relaciona a base de dados do IBGE, destacando variáveis como renda, escolaridade e qualidade domiciliar. A pesquisa revelou padrões espaciais promovidos pelos conjuntos habitacionais cujas áreas desenvolveram-se ilhas com indicadores mais altos que seu entorno, revelando hierarquias internas nas periferias da cidade
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12384
Aparece nas coleções:PPGAU - Mestrado em Arquitetura e Urbanismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ExclusaoSocialProjetos_Medeiros_2012.pdf5,31 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.