Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12515
Título: Biodiversidade e abundância da ictiofauna associada ao cultivo orgânico de Litopenaeus vannamei (Boone, 1931)
Autor(es): Costa Júnior, Marcos Antônio Freire da
Palavras-chave: Aqüicultura orgânica;Diversidade biológica;Abundância;Ictiofauna;Litopenaeus vannamei;PRIMAR;Organic aquaculture;Biological diversity;Abundance;Ichthyofauna;Litopenaeus vannamei;PRIMAR
Data do documento: 13-Dez-2006
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COSTA JÚNIOR, Marcos Antônio Freire da. Biodiversidade e abundância da ictiofauna associada ao cultivo orgânico de Litopenaeus vannamei (Boone, 1931). 2006. 74 f. Dissertação (Mestrado em Bioecologia Aquática) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2006.
Resumo: The expansion of shrimp farming has caused a series of environmental impacts, often as a result of lack of planning and adequate management. Organic aquaculture has emerged as an alternative to conventional shrimp farming, and differently, aims at the economical, ecological and farming potential of other organisms, such as fishes, oysters and seaweeds. The present study aimed at evaluating the biological diversity and abundance of the ichthyofauna associated to Litopenaeus vannamei organic culture at PRIMAR farm (Rio Grande do Norte, Brazil). The sampling period consisted of four culture cycles (1, 2, 3, and 4) accomplished in four grow-out ponds (V1, V7, V2, and V4) in 2005. The first two culture cycles were carried out during the rainy season, and the last two cycles, during the dry season. Environmental (temperature, salinity, transparency, and rainfall), biodiversity (diversity and uniformity and abundance indexes) of the ichthyofauna, and shrimp productivity data were collected throughout these four culture cycles. The results obtained for the environmental variables showed that both salinity and transparency oscillated in a significant way (p < 0.001) between culture cycles. In relation to the abundance of the ichthyofauna, fifty four species associated to the organic culture of Litopenaeus vannamei were collected and identified at PRIMAR. For the biodiversity criterion, larger species richness (S = 46) and uniformity (E = 0.59 ± 0.16) were observed during cycles 3 and 4 than in cycles 1 and 2 (S = 41 and E = 0.15 ± 0.12). A positive and significant correlation was obtained for the transparency with diversity and uniformity of fish species between cycles 1 and 2 (wet season) and cycles 3 and 4 (dry season) (p < 0.017 - Shannon Index; p < 0.008 - Pielou Index, respectively). A correlation could not be established between shrimp productivity and fish biomass. However, fish biomass decreased from cycles 1 and 2 to cycles 3 and 4, concomitant with an increase in shrimp productivity, most probably due to a higher (from 58.0% to 71.0%) shrimp survival. Regarding the culture potential of the ichthyofauna, three species (Mugil curema, Mugil liza and Chaetodipterus faber) were identified as potential farming alternatives, either singly or in consortium with Litopenaeus vannamei. A fourth species (Centropomus undecimalis) was indicated as an alternative for single culture or in consortium with other fish species. In conclusion, the large diversity of estuarine fishes associated to Litopenaeus vannamei farming observed at PRIMAR clearly indicated the ecological feasibility for organic aquaculture in northeastern Brazil
metadata.dc.description.resumo: A expansão da carcinicultura tem ocasionado uma série de impactos ambientais, frequentemente, como conseqüência da falta de planejamento e gerenciamento adequados. A aqüicultura orgânica tem sido apontada como alternativa à carcinicultura convencional e apresenta como diferencial, o aproveitamento do potencial econômico, ecológico e de cultivo de outros organismos, tais como peixes, ostras e macroalgas. O objetivo do presente estudo foi avaliar a diversidade biológica e abundância da ictiofauna associada ao cultivo orgânico de Litopenaeus vannamei na fazenda PRIMAR (Rio Grande do Norte, Brasil). O período amostral consistiu de quatro ciclos de cultivo (1, 2, 3 e 4) realizados em quatro viveiros de engorda (V1, V7, V2 e V4) em 2005. Os dois primeiros ciclos foram realizados durante a estação chuvosa e os dois últimos, durante a estiagem. Dados ambientais (temperatura, salinidade, transparência e precipitação pluviométrica), da diversidade biológica (índices de diversidade, uniformidade e abundância) da ictiofauna, e da produtividade de camarão foram coletados nesses quatro ciclos de cultivo. Os resultados obtidos para as variáveis ambientais mostraram que a salinidade e a transparência oscilaram de forma significativa (p < 0,001) entre os ciclos de cultivo. Em relação à abundância da ictiofauna, foram coletadas e identificadas cinqüenta e quatro espécies associadas ao cultivo orgânico de Litopenaeus vannamei na PRIMAR. Foram observadas maior riqueza (S = 46) e uniformidade (E = 0,59 ± 0,16) das espécies de peixe durante os ciclos 3 e 4 do que nos ciclos 1 e 2 (S = 41 e E = 0,15 ± 0,12). Correlação positiva e significativa foi obtida para o aumento da transparência com a diversidade e uniformidade das espécies de peixe entre os ciclos 1 e 2 (estação chuvosa) e 3 e 4 (estação seca) (p < 0,017 - Índice de Shannon; p < 0,008 - Índice de Pielou, respectivamente). Não houve correlação entre a produtividade de camarão e a biomassa de peixes. No entanto, a biomassa de peixes aumentou no transcorrer dos ciclos 1 e 2 para 3 e 4, concomitante com um incremento na produtividade de camarão, decorrente provavelmente, de uma maior sobrevivência (de 58,0% para 71,0%) desse crustáceo. Em relação ao potencial de cultivo da ictiofauna, três espécies (Mugil curema, Mugil liza e Chaetodipterus faber) foram identificadas como alternativas para cultivo isolado ou em consórcio com Litopenaeus vannamei. Uma quarta espécie (Centropomus undecimalis) foi apontada como alternativa para cultivo isolado ou em consórcio com outras espécies de peixe. Em conclusão, a rica diversidade de peixes estuarinos associada ao cultivo de Litopenaeus vannamei observada na PRIMAR indica claramente, a viabilidade ecológica da aqüicultura orgânica no nordeste do Brasil
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12515
Aparece nas coleções:PPGBA - Mestrado em Bioecologia Aquática

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MarcosAFCJ.pdf1,83 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.