Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12865
Título: Estudo do resíduo fosfogesso na formulação de uma pasta para revestimento interno de edifícios
Autor(es): Oliveira, Jorge Ivan de
Palavras-chave: Resíduos sólidos. Fosfogesso. Materiais de construção
Data do documento: 29-Mai-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: OLIVEIRA, Jorge Ivan de. Estudo do resíduo fosfogesso na formulação de uma pasta para revestimento interno de edifícios. 2014. 125 f. Tese (Doutorado em Processamento de Materiais a partir do Pó; Polímeros e Compósitos; Processamento de Materiais a part) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
metadata.dc.description.resumo: O objeto da pesquisa é o fosfogesso, um resíduo da indústria de ácido fosfórico, matéria prima para a produção de fertilizantes fosfatados, detergentes, rações animais, aditivos em alimentos, pesticidas e outros produtos químicos, mais comumente aplicados na agricultura para correção do solo. O fosfogesso resulta da lixiviação ácida da rocha fosfatada com ácido sulfúrico concentrado e água. Como produto dessa reação, tem-se o ácido fosfórico e o resíduo, sulfato de cálcio dihidratado (fosfogesso), cujas características químicas e físicas são semelhantes às do gesso natural. Vale destacar que a grande produção de fertilizante tem, por outro lado, gerado grande volume de fosfogesso. Apenas uma pequena quantidade desse material tem sido aproveitada nas indústrias cimentícias e na agricultura. Por conseguinte, esse material tem sido, ao longo de décadas, um grande problema ambiental, no tocante ao seu estoque que, em geral, é depositado a céu aberto em formato de pilhas, em locais próximos às indústrias produtoras, aumentando, com isso, a possibilidade de contaminação das águas subterrâneas, impactando o meio ambiente. Enquanto isso, na construção civil, o uso do gesso oriundo da gipsita ou gesso natural vem sendo, a cada dia, mais utilizado. Essa demanda crescente, juntamente com as condições de produção, têm levado às regiões produtoras, sérios problemas ambientais, como é o exemplo da região do Araripe, interior do estado de Pernambuco. Nesse contexto, surge a possibilidade de uso do resíduo fosfogesso, que possui características químicas e físicas semelhantes ao gesso natural. Atualmente, o gesso natural, entre outras demandas crescentes, vem sendo bastante utilizado nos revestimentos internos de paredes e tetos de habilitações, principalmente em programas de casas populares no Brasil. Enquanto isso, as pesquisas visando ao reaproveitamento do fosfogesso na construção civil, quer seja em substituição ao gesso, quer seja aplicado a outros usos, ainda é bastante incipiente. Nesse sentido, a pesquisa se justifica, na medida em que tem como objetivo analisar as condições técnicas para a aplicação do fosfogesso em substituição, parcial ou total, do gesso natural, nos revestimentos internos das edificações. Como procedimento metodológico, foram realizadas as caracterizações do pós do gesso natural e do fosfogesso e, em seguida, analisadas as características técnicas das pastas puras e compostas do gesso e do fosfogesso, nas formas em pasta e endurecida. Os resultados apontam para a viabilidade do uso do fosfogesso como alternativa ao uso do gesso na construção civil, especificamente, nos revestimentos internos dos elementos divisórios das edificações
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12865
Aparece nas coleções:PPGCEM - Doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JorgeIO_TESE.pdf3,26 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.