Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13043
Título: Prevalência da infecção por HPV e perfil das mulheres frente ao exame de papanicolau no município de São José de Mipibú/RN.
Autor(es): Nascimento, Ermeton Duarte do
Palavras-chave: HPV;Papanicolaou;Alterações citológicas;HPV;Papanicolaou;Cytological alterations
Data do documento: 5-Dez-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: NASCIMENTO, Ermeton Duarte do. Prevalência da infecção por HPV e perfil das mulheres frente ao exame de papanicolau no município de São José de Mipibú/RN.. 2008. 104 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: The Human Papillomavirus (HPV) infection is the major sexually transmitted disease all over the world. There are many factors associated to infection and the virus persistency in the organism. This study aims to evaluate the women's knowledge, attitudes and practice about the Papanicolaou test (Pap), as well as analyze the HPV and Chlamydia trachomatis infections prevalences in sexually active women from the city of São José do Mipibu/RN/Brazil. This research was divided in two steps (step I and step II), using different methodologies and samples each. The samples collected in each step, even socio-demographic or from uterus cervix, are from different patients e were analyzed separated. In step I was evaluated 267 rural and urban zone women s knowledge, attitudes and practices about the Pap by home interview. In the step II were included 605 women with age ranged from 15 to 71 years old, with mean of 33,5 years old and from each one were collected two cervical samples, one for Pap and other for molecular biology, beside the epidemiological interview to investigate the correlation between prevalence of HPV infection and risk factors. To molecular analyses, the samples were processed using a mammal rapid DNA extraction technique protocol. For C. trachomatis DNA detection were used the CP24/27 primers, and GP5+/GP6+ to HPV. PCR products were analyzed by electrophoresis on 8% polyacrylamide gels, followed by silver staining. The results of the step I showed that, in spite of only 46,1% of the interviewed women they have demonstrated to possess appropriate knowledge on the Pap test, the attitude and practice proportions were significantly larger, 63,3% and 64,4% respectively. The largest education degree presented association with adaptation of the knowledge, attitudes and practice, while neglect, lack of solicitation of the exam for the doctor and shame, came as main barriers for the accomplishment of the exam. In the stage II the HPV general prevalence was 28,9%, being 26,7% in the women with normal cytology or benign alterations, 26,7% in the ones that had atypical squamous cells of undetermined significance (ASC-US) and 80% in those with Low grade squamous intraepithelial lesion (LSIL). the HPV infection prevalence was larger in the patients with up to 30 years of age and in the unmarried women, and those that had more than one sexual partner presented larger infection risk. The results show that the sexual relationship with multiple partners increased the infection risk for HPV and consequently the possibility of the occurrence of lesions uterine cervix
metadata.dc.description.resumo: O vírus do papiloma humano (HPV) representa um dos principais agentes sexualmente transmissíveis entre as populações humanas de todo o mundo. Vários fatores estão associados à infecção e a persistência desse vírus no organismo. A infecção produtiva pelo HPV resulta em alterações no epitélio da cérvice uterina que podem evoluir para lesões de diferentes graus inclusive as malignas. Tais lesões podem ser visualizadas através do exame citológico de Papanicolaou (Pap), que apesar de simples, tem alto valor como teste de triagem na prevenção do câncer de colo do útero. Este estudo constou de duas etapas, com metodologias e abordagens distintas. O material coletado em cada etapa, sejam dados sócio-demográficos ou espécimes da cérvice uterina para análise, foram obtidas de pacientes diferentes e foram analisados separadamente. Na etapa I, avaliou-se o conhecimento, a atitude e a prática das mulheres em relação ao Pap por meio de entrevistas domiciliares de 267 mulheres das zonas rural e urbana do município de São José do Mipibu, utilizando questionário estruturado. Na etapa II, foram incluídas 605 mulheres com idade variando de 15 a 71 anos, media de 33,5 anos das quais foram coletados dois espécimes cervicais, sendo um para o exame citológico e o outro para análise molecular. Um questionário epidemiológico foi utilizado para obter informações, visando identificar fatores de risco associados à infecção. Para a análise molecular as amostras foram processadas utilizando protocolo de extração rápida de DNA de mamíferos. Para detecção do DNA da C. trachomatis e do HPV foi utilizada a técnica de PCR com os iniciadores CP24/27, e GP5+/GP6+ respectivamente. Os produtos de PCR foram submetidos à eletroforese em gel de poliacrilamida e corados pela prata. Do total de mulheres analisadas na etapa I apenas 46,1% demonstram possuir conhecimento adequado sobre o teste de Pap. As proporções de atitude e prática adequadas foram significativamente maiores, 63,3% e 64,4% respectivamente. As mulheres com maior grau de escolaridade apresentaram melhores índices de adequação dos conhecimentos, atitudes e prática. O descuido, a falta de solicitação do exame pelo médico e a vergonha, se apresentaram como principais barreiras para a realização do exame. Na etapa II encontrou-se uma prevalência geral do HPV de 28,9%, sendo 26,7% nas mulheres com citologia normal ou alterações benignas, sendo 26,7% as que tinham atipia de célula escamosa de significado indeterminado (ASC-US) e 80% naquelas com lesão intraepitelial escamosa de baixo grau (LSIL). A prevalência da infecção pelo HPV foi maior nas pacientes com até 30 anos de idade, nas solteiras, e naquelas que tiveram mais de um parceiro sexual e estas apresentaram maior risco de aquisição da infecção pelo HPV e para o desenvolvimento de lesões da cérvice uterina
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13043
Aparece nas coleções:PPGCB - Mestrado em Ciências Biológicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ErmetonDN.pdf715,45 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.