Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13053
Título: Dinâmica espaço-temporal em uma guilda de borboletas frugívoras no limite norte da Floresta Atlântica Nordestina
Autor(es): Barbosa, José Elieudo Dias
Palavras-chave: Mata atlântica;Sazonalidade;Borboletas frugívoras;Atlantic forest;Seasons;Frugivorous butterflies
Data do documento: 16-Dez-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BARBOSA, José Elieudo Dias. Dinâmica espaço-temporal em uma guilda de borboletas frugívoras no limite norte da Floresta Atlântica Nordestina. 2009. 42 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: The extent of the Brazilian Atlantic rainforest, a global biodiversity hotspot, has been reduced to less than 7% of its original range. Yet, it contains one of the richest butterfly fauna in the world. Butterflies are commonly used as environmental indicators, mostly because of their strict association with host plants, microclimate and resource availability. This research describes diversity, composition and species richness of frugivorous butterflies in a forest fragment in the Brazilian Northeast. It compares communities in different physiognomies and seasons. The climate in the study area is classified as tropical rainy, with two well defined seasons. Butterfly captures were made with 60 Van Someren-Rydon traps, randomly located within six different habitat units (10 traps per unit) that varied from very open (e.g. coconut plantation) to forest interior. Sampling was made between January and December 2008, for five days each month. I captured 12090 individuals from 32 species. The most abundant species were Taygetis laches, Opsiphanes invirae and Hamadryas februa, which accounted for 70% of all captures. Similarity analysis identified two main groups, one of species associated with open or disturbed areas and a second by species associated with shaded areas. There was a strong seasonal component in species composition, with less species and lower abundance in the dry season and more species and higher abundance in the rainy season. K-means analysis indicates that choice of habitat units overestimated faunal perceptions, suggesting less distinct units. The species Taygetis virgilia, Hamadryas chloe, Callicore pygas e Morpho achilles were associated with less disturbed habitats, while Yphthimoides sp, Historis odius, H. acheronta, Hamadryas feronia e Siderone marthesia likey indicate open or disturbed habitats. This research brings important information for conservation of frugivorous butterflies, and will serve as baseline for future projects in environmental monitoring
metadata.dc.description.resumo: Um dos hotspots da biodiversidade mundial, a Mata Atlântica encontra-se reduzida a apenas 7% de sua área original. Ainda assim, apresenta uma das mais ricas faunas de borboletas do mundo. Borboletas são usadas com freqüência em avaliação ambiental, pois mostram forte associação com plantas hospedeiras, microclima e padrões de disponibilidade de recursos, sendo bons indicadores de diversidade e integridade ambiental. Este trabalho descreve a diversidade, composição e riqueza de espécies de borboletas frugívoras em um fragmento de Mata Atlântica do nordeste brasileiro, comparando a composição entre fisionomias distintas e sua sazonalidade. A área apresenta clima tropical chuvoso com duas estações bem definidas, seca e chuvosa. As capturas foram feitas com 60 armadilhas do tipo Van Someren-Rydon, instaladas em seis unidades amostrais (10 armadilhas por unidade), que variaram desde uma área aberta (p. ex. plantação de coqueiros) até ambientes de interior de mata. As coletas foram feitas entre janeiro e dezembro de 2008 por cinco dias consecutivos de cada mês. Foram capturados 12090 indivíduos pertencentes a 32 espécies. As espécies mais abundantes foram Taygetis laches, Opsiphanes invirae e Hamadryas februa, que somaram 70% do total das capturas. A análise de similaridade identificou dois grupos principais, o primeiro composto por unidades mais impactadas e/ou abertas e o segundo, com as unidades em mata ou áreas mais fechadas. Foi observado um forte componente sazonal, com menos espécies e menor abundância no período seco e mais espécies e maior abundância no período chuvoso. A análise de K-means revelou que as escolhas das unidades superestimou a percepção da fauna, sugerindo menos unidades distintas. As espécies Taygetis virgilia, Hamadryas chloe, Callicore pygas e Morpho achilles sinalizam ambientes menos perturbados, enquanto que Yphthimoides sp, Historis odius, H. acheronta, Hamadryas feronia e Siderone marthesia potencialmente indicam ambientes abertos ou impactados. Este trabalho traz informações importantes para a conservação das espécies de frugívoras, como também servirá de guia para futuros projetos de monitoramento ambiental
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13053
Aparece nas coleções:PPGCB - Mestrado em Ciências Biológicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JoseEDB_DISSERT.pdf1,22 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.