Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13066
Título: Taxonomia e filogenia das serpentes do gênero Typhlops Oppel, 1811 (Squamata: Typhlopidae) ocorrentes na Mata Atlântica brasileira
Autor(es): Brito, Polyanne Souto de
Palavras-chave: Typhlops brongersmianus;Typhlops paucisquamus;Typhlops amoipira;Taxonomia;Filogenia;Mata Atlântica
Data do documento: 21-Mar-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BRITO, Polyanne Souto de. Taxonomia e filogenia das serpentes do gênero Typhlops Oppel, 1811 (Squamata: Typhlopidae) ocorrentes na Mata Atlântica brasileira. 2011. 80 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
metadata.dc.description.resumo: Dentre os táxons de serpentes distribuídos ao longo da Mata Atlântica, os Scolecophidia permanecem como um dos mais caóticos quanto à taxonomia. Das três famílias de Scolecophidia, Typhlopidae é a mais diversa com 265 espécies confinadas nas partes mais quentes do mundo e com mais de 70% pertencendo ao gênero Typhlops. O maior problema taxonômico e filogenético das espécies de Typhlops brasileiras, parece estar entre aquelas ocorrentes na Mata Atlântica: Typhlops brongersmianus e Typhlops paucisquamus, tendo em vista o baixo número de exemplares utilizados para a descrição desta última e a grande similaridade quanto à folidose entre essas espécies em simpatria. Assim sendo, este estudo teve como objetivo revisar taxonomicamente e propor a filogenia para as espécies de serpentes da família Typhlopidae ocorrentes na Mata Atlântica brasileira, tratadas pela literatura como T. brongersmianus e T. paucisquamus, utilizando caracteres merísticos e morfométricos, com o auxílio de análise estatística univariada e multivariada, além de buscas heurísticas por árvores filogenéticas mais parcimoniosas. Com base nas análises dos dados merísticos e morfométricos, comparados aos descritos pela literatura, foram identificadas três espécies na amostra: T. brongersmianus, T. paucisquamus e T. amoipira, ampliando significativamente a distribuição geográfica das duas últimas, além da designação de novos caracteres distintivos entre as espécies analisadas. Também foi revelada a existência de um monofiletismo envolvendo as espécies T. amoipira, T. brongersmianus e T. paucisuquamus, sendo que estas duas últimas formam uma topologia de um grupoirmão mais estreitamente relacionado dentro deste cladograma
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13066
Aparece nas coleções:PPGCB - Mestrado em Ciências Biológicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PolyanneSB_DISSERT.pdf1,65 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.