Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13076
Título: Avaliação das pressões respiratórias máximas em crianças e adolescentes da grande Natal: elaboração de uma equação preditiva
Autor(es): Nunes, Thiago César Viana
Palavras-chave: Força muscular respiratória;Pressões respiratórias máximas;Manovacuometria;Respiratory muscle strength;Maximal respiratory pressures;Manovacuometry
Data do documento: 30-Mar-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: NUNES, Thiago César Viana. Avaliação das pressões respiratórias máximas em crianças e adolescentes da grande Natal: elaboração de uma equação preditiva. 2012. 112 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: The human respiratory system was so designed that would allow efficient ventilation, regardless of variations in the external environment that may hinder the act of breathing, such an act involves dozens of variables, among them we find the respiratory depression, which is nothing more than respiratory muscle strength. The pressures are widely used in several cases: Neuro-muscular; evolution of pulmonary dysfunction and a predictor for discontinuation of mechanical ventilation. Therefore it was proposed to carry out evaluations of these respiratory pressures for children and adolescents aged 10 to 16 years and propose a predictive equation that involves the anthropometric variables age (A, years), body mass (BM, kilograms) and height (H, meters) with maximal respiratory pressures (maximum inspiratory and expiratory pressure). Evaluations were performed in this age group of students in public and private schools of the Grande Natal , measurements were performed using the analogue manometer, were children and adolescents and their parents gave informed consent. 517 samples were taken, and 250 for males (M), 255 for females (F) and 12 were excluded according to our exclusion criteria. The sample was subdivided into three age groups (10-11, 12-13 and 14 to 16 years old). It was found through the student s t test (p &#8804; 0.05) for all variables studied, children and male adolescents had higher means than females, except for the MC. For the correlation between the variables found significant correlation (p <0.05) among all the variables when analyzed as pairs except between MIP and height for females. The development of predictive equations (for p &#8804; 0.05) based on three types of strategies adopted were restricted to two association between anthropometric variables isolated, resulting in: for males: MIP = -32.29 + (-2.11*A) + (-0.52*BM), MIP = 9.99 + (-0.36*BM) + (-49.40*H); MEP = 18.54 + 3.53*A + 0, 42*BM, MEP = -33.37 + 2.78*A + 52.18* H, MEP = -17.39 + 0.33*BM + 55.04*H; and, for females we find: MEP = 24.32 + 2.59 * A + 0.24*BM
metadata.dc.description.resumo: O sistema respiratório do ser humano foi concebido de maneira que possibilitasse uma ventilação eficiente, independente das variações do meio externo que possam vir a dificultar o ato da respiração, tal ato envolve dezenas de variáveis, dentre elas encontramos a pressão respiratória, que nada mais é do que a força muscular respiratória. As pressões são amplamente utilizadas em diversos casos: Doenças neuro-musculares; evolução de disfunções pulmonares e parâmetro preditivo para a descontinuidade da ventilação mecânica. Assim sendo foi proposto a realização de avaliações dessas pressões respiratórias para as crianças e adolescentes de 10 aos 16 anos e propor uma equação preditiva que envolvesse as variáveis antropométricas idade (ID, anos); massa corporal (MC, Kilogramas) e estatura (E, metros) com as pressões respiratórias máximas (pressão inspiratória e expiratória máxima). Foram realizadas as avaliações nessa faixa etária em estudantes de escolas públicas e privadas da grande natal, as mensurações foram realizadas através da manovacuometria analógica, as crianças e adolescentes foram informadas e seus responsáveis deram o consentimento. Foram realizadas 517 coletas, sendo 250 para o gênero masculino (M), 255 para o gênero feminino (F) e 12 foram excluídos de acordo com nossos critérios de exclusão. A amostra foi subdividida em 3 faixas etárias (10 a 11; 12 a 13 e 14 a 16 anos de idade). Constatou-se através do teste t de student (p&#8804;0,05) que para todas as variáveis pesquisadas, as crianças e adolescentes do gênero masculino apresentaram médias superiores aos do gênero feminino, exceto para a MC. Para a correlação entre as variáveis encontramos significativa correlação (p<0,05) entre todos as variáveis quando analisadas par a par exceto entre Estatura e a PImáx para o gênero feminino. A elaboração das equações preditivas (para p&#8804;0,05) baseadas nos 3 tipos de estratégias adotadas ficaram restritas a associação entre duas variáveis antropométricas isoladas, resultando em: para o gênero masculino: PImáx= -32,29 + (-2,11*ID) + (-0,52*MC); PImáx= 9,99 + (-0,36*MC) + (-49,40*E); PEmáx= 18,54 + 3,53*ID + 0,42*MC; PEmáx= -33,37 + 2,78*ID + 52,18*E e PEmáx= -17,39 + 0,33*MC + 55,04*E; para o gênero feminino encontramos: PEmáx= 24,32 + 2,59*ID + 0,24*MC
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13076
Aparece nas coleções:PPGCB - Mestrado em Ciências Biológicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ThiagoCVN_DISSERT.pdf3,87 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.