Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13095
Título: Efeitos do potencial probiótico Enterococcus faecium 32 e de sua associação com o extrato da alga marinha Caulerpa mexicana no tratamento de colite experimental murina
Autor(es): Silva, Hylarina Montenegro Diniz
Palavras-chave: Inflamação. Caulerpa Mexicana. Probiótico;Inflammation. Caulerpa Mexicana. Probiotic
Data do documento: 15-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Hylarina Montenegro Diniz. Efeitos do potencial probiótico Enterococcus faecium 32 e de sua associação com o extrato da alga marinha Caulerpa mexicana no tratamento de colite experimental murina. 2013. 76 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: Ulcerative colitis comprising an inflammatory bowel disease, whose most severe consequence is the development of intestinal neoplasia. The drugs currently used to treat the disease trigger a variety of serious adverse effects and are not effective in many cases. Recent studies demonstrated the effectiveness of natural products for the treatment of inflammatory processes. Seaweed extracts and their purified products have shown protective effects in models of inflammation and the association of traditional therapies with probiotics has significantly improved the clinical symptoms of ulcerative colitis. Therefore, the aims of this study include evaluating the potential effects of the use of probiotic strain Enterococcus faecium 32 (Ef32), the methanolic extract of the green seaweed Caulerpa mexicana (M.E.) and their concomitant administration in a murine model of colitis induced by dextran sodium sulfate (DSS). Accordingly, C57BL /6 mice were pretreated orally with Ef32 (109 CFU/ml) for seven days. In the seven days following, the colitis was induced by administration of 3% DSS (w/v) diluted in the animals drinking water. During this period, animals were treated daily with Ef32 and the M.E. (2.0 mg/kg) every other day by intravenous route. The development of colitis was monitored by the disease activity index (DAI), which takes into account the loss of body weight, consistency and presence of blood in stools. After euthanasia, the colon was removed, its length measured and tissue samples were destined for histological analysis and culture for cytokine quantification. The levels of cytokines in the culture supernatant of the colon were measured by ELISA. The treatments with the probiotic Ef32 or the M.E. alone or the combination of these two substances provoked significant improvement as to weight loss and DAI, and prevented the shortening of the colon in response to DSS. The isolated treatments triggered a slight improvement in intestinal mucosal tissue damage. However, their combination was able to completely repair the injury triggered by DSS. The association was also able to reduce the levels of all the cytokines analyzed (IFN-γ, IL-4, IL-6, IL-12, IL-17A and TNF-α). On the other hand, the treatment with Ef32 did not interfere with the levels of TNF-α, whereas treatment with M.E. did not alter the levels of IL-6. Moreover, the treatment with Ef32 not interferes in TNF-α levels, whereas treatment with M.E. did not alter the levels of IL-6. Therefore, the potential probiotic Ef32 and M.E. and especially when these samples were associated proved promising alternatives in the treatment of ulcerative colitis as demonstrated in an experimental model because of its beneficial effects on morphological and clinical parameters, and by reducing the production of proinflammatory cytokines of Th1, Th2 and Th17
metadata.dc.description.resumo: A colite ulcerativa compreende uma doença inflamatória intestinal, cuja consequência mais severa é o desenvolvimento de neoplasia intestinal. Os medicamentos atualmente utilizados para o tratamento da doença desencadeiam uma variedade de efeitos adversos sérios e não são eficazes em muitos casos. Estudos recentes apontaram para a eficácia de produtos naturais no tratamento de processos inflamatórios. Extratos de algas marinhas e seus produtos purificados têm mostrado efeito protetor em modelos de inflamação e a associação de terapias tradicionais com probióticos tem melhorado significativamente o quadro clínico da colite ulcerativa. Sendo assim, os objetivos do presente estudo incluíram avaliar os efeitos do uso da potencial cepa probiótica Enterococcus faecium 32 (Ef32), do extrato metanólico da alga marinha verde Caulerpa mexicana (E.M.) e da administração conjunta no modelo murino de colite induzida por dextrana sulfato de sódio (DSS). Nesse sentido, camundongos C57BL/6 machos foram pré-tratados oralmente com Ef32 (109 UFC/ml) durante sete dias. Nos sete dias seguintes, a colite experimental foi induzida através da administração DSS 3% (p/v) diluída na água de beber dos animais. Neste período, os animais foram tratados com Ef32 diariamente e com o E.M. (2,0 mg/kg) em dias alternados pela rota intravenosa. O desenvolvimento de colite foi monitorado através do índice de atividade da doença (IAD), que leva em consideração a perda de peso corporal, consistência e presença de sangue nas fezes. Após eutanásia dos animais, o cólon foi removido e mensurado e amostras do tecido foram destinadas à análise histológica e cultura para dosagem de citocinas. Os níveis de citocinas no sobrenadante da cultura do cólon foram mensurados por ELISA. Os tratamentos com o probiótico Ef32 ou com o E.M. sozinhos ou com a associação dessas duas substâncias desencadearam significativa melhora quanto à perda de peso corporal e IAD, e preveniram o encurtamento do cólon em resposta à DSS. Os tratamentos isolados desencadearam uma melhora discreta no dano tecidual da mucosa intestinal. No entanto, a combinação deles foi capaz de reparar completamente a injúria desencadeada pelo DSS. A associação foi ainda capaz de reduzir os níveis de todas as citocinas analisadas (IFN-γ, IL-4, IL-6, IL-12, IL-17A e TNF-α). Por outro lado, o tratamento com Ef32 não interferiu nos níveis de TNF-α, enquanto que o tratamento com o E.M não alterou os níveis de IL-6. Portanto, o potencial probiótico Ef32 e o E.M. e especialmente quando essas substâncias foram associadas, mostraram-se alternativas promissoras no tratamento da colite ulcerativa, como demonstrado no modelo experimental em razão dos seus efeitos benéficos sobre parâmetros clínicos e morfológicos, bem como pela redução da produção de citocinas pró-inflamatórias das respostas Th1, Th2 e Th17
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13095
Aparece nas coleções:PPGCB - Mestrado em Ciências Biológicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
HylarinaMDS_DISSERT.pdf1,93 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.