Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13209
Título: Síndrome metabólica e risco cardiovascular na pós- menopausa: avaliação por diferentes critérios diagnósticos e influência de fatores sócio-econômicos
Autor(es): Silveira, Inavan Lopes da
Palavras-chave: Climatério;Menopausa;Síndrome metabólica;Doença cardiovascular;Resistência insulínica;Risco cardiovascular;Climacteric;Menopause;Metabolic syndrome;Cardiovascular disease;Insulin resistance;Cardiovascular risk
Data do documento: 28-Jul-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVEIRA, Inavan Lopes da. Síndrome metabólica e risco cardiovascular na pós- menopausa: avaliação por diferentes critérios diagnósticos e influência de fatores sócio-econômicos. 2008. 68 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: The metabolic syndrome (MetS) involves a group of risk factors and is associated with a significantly higher risk of developing cardiovascular diseases (CVD) and type 2 diabetes. Recent studies have shown the importance of preventing CVD through early diagnosis and treatment of patients with MetS. The objective of our study was to determine the prevalence of MetS by different diagnostic criteria in postmenopausal women and analyze the influence of socioeconomic factors on cardiovascular risk in this sample of the population. A cross-sectional study involving 127 postmenopausal women (45 to 64 years) from Natal and Mossoró, Brazil. The study was approved by the Research Ethics Committee of the Federal University of Rio Grande do Norte. The experimental protocol consisted of applying structured interview, clinical examination and implementation of dosages blood. The diagnosis of MetS was based on NCEP-ATP III (National Cholesterol Education Program-Adult Treatment Panel III) and IDF (International Diabetes Federation) criteria. The research was accomplished with the participation of an interdisciplinary team in their several phases. The result of the sample studied had mean age of 53.9 ± 4.6 years and per capita income of 54.5 dollars. The prevalence of MetS, according to NCEP-ATP III and IDF criteria, was 52.8% and 61.4$, respectively. The agreement rate between NCEP-ATP III and IDF criteria was 81.9%, with a kappa value of 0.63 (CI 95%, 0.49-0.76), indicating good agreement between the two definitions. The most prevalent cardiovascular risk factor was HDL < 50 mg/dl, observed in 96.1% of the women analyzed, followed by increased waist circumference (&#8805; 80 cm) in 78.0%, elevated blood pressure in 51.2%, triglycerides &#8805; 150 mg/dl in 40.9% and glycemia &#8805; 100 mg/dl in 37.0% of the women. The occurrence of MetS was significantly associated with schooling and body mass index (BMI). High blood pressure was significantly associated with low family income, low schooling and weight gain. There was no significant association between the intensity of climacteric symptomatology and the occurrence of MetS. The conclusions of the research were that MetS and its individual components show a high prevalence in postmenopausal Brazilian women, and significant associations with weight gain and low socioeconomic indicators. The data point to the need for an interdisciplinary approach at the basic health care level, directed toward the early identification of risk factors and the promotion of cardiovascular health of climacteric women.
metadata.dc.description.resumo: A síndrome metabólica (SM) engloba um grupo de fatores de risco, estando associada com aumento significativo do risco para desenvolvimento de doenças cardiovasculares (DCV) e diabetes tipo 2. Recentes pesquisas têm demonstrado a importância da identificação precoce e tratamento de pacientes com SM, visando à prevenção das DCV. O objetivo do nosso trabalho foi determinar a prevalência de SM por diferentes critérios diagnósticos em mulheres na pós-menopausa e analisar a influência da intensidade dos fatores sócio-econômicos sobre o risco cardiovascular nessa amostra da população. Foi realizado estudo transversal envolvendo 127 mulheres na pós- menopausa (idade de 45 a 64 anos) residentes em Natal e Mossoró, Rio Grande do Norte. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O protocolo experimental constou da aplicação de entrevista estruturada, exame clínico e realização de dosagens sanguíneas. O diagnóstico de SM foi estabelecido com base nos critérios NCEP-ATP III (National Cholesterol Education Program - Adult Treatment Panel III) e da IDF (International Diabetes Federation). A pesquisa foi realizada com a participação de uma equipe interdisciplinar nas suas diversas fases. O resultado da amostra estudada apresentou média de idade de 53,9 ± 4,6 anos e renda per capita média de 54,5 dólares. A prevalência de SM conforme os critérios NCEP-ATP III e IDF foi de 52,8% e 61,4%, respectivamente. A taxa de concordância entre os critérios NCEP-ATP III e IDF foi de 81,9%, com valor de kappa de 0,63 (IC 95%, 0,49-0,76), indicando haver boa concordância entre as duas definições. O fator de risco cardiovascular mais prevalente foi HDL<50 mg/dl, observado em 96,1% das mulheres analisadas, seguido por circunferência da cintura aumentada (&#8805;80 cm) em 78,0%, elevação da pressão arterial em 51,2%, triglicerídeos &#8805; 150 mg/dl em 40,9% e glicemia &#8805; 100 mg/dl em 37,0% das mulheres. A ocorrência de SM foi significativamente associada com a escolaridade e índice de massa corporal (IMC). Pressão arterial elevada foi significativamente associada com baixa renda familiar, baixa escolaridade e ganho de peso. Não houve associação significativa entre a intensidade da sintomatologia climatérica e ocorrência de SM. As conclusões da pesquisa foram que a SM e seus componentes individuais apresentam elevada prevalência em mulheres brasileiras na pós-menopausa, havendo associações significativas com o ganho de peso e indicadores de baixo nível sócio-econômico. Os dados apontam para a necessidade da abordagem interdisciplinar no nível da atenção básica em saúde, voltada para a identificação precoce de fatores de risco e promoção da saúde cardiovascular das mulheres no climatério.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13209
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
InavanLS.pdf1,33 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.