Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13307
Título: Níveis pressóricos elevados em mulheres com síndrome dos ovários policísticos: prevalência e fatores de risco associados
Autor(es): Azevedo, Maria Fátima de
Palavras-chave: Síndrome dos ovários policísticos;Hipertensão arterial;Fatores de risco;Doenças cardiovasculares
Data do documento: 10-Set-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: AZEVEDO, Maria Fátima de. Níveis pressóricos elevados em mulheres com síndrome dos ovários policísticos: prevalência e fatores de risco associados. 2010. 51 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
metadata.dc.description.resumo: investiga a prevalência de níveis pressóricos elevados e avaliar a correlação entre níveis de pressão arterial (PA) e outros fatores de risco cardiovascular em pacientes com síndrome dos ovários policísticos (SOP).Por meio de estudo transversal foram comparados os níveis de PA e parâmetros antropométricos e bioquímicos de risco cardiovascular em 113 mulheres com SOP (idade 26,2±4,3 anos) e num grupo controle constituído por 242 mulheres saudáveis da população geral (26,8±5,0 anos). o grupo SOP apresentou prevalência de PA alterada (&#8805;130/85 mmHg) significativamente superior ao grupo controle (18,6% vs. 9,9%, respectivamente; p<0,05). Mulheres com SOP apresentaram valores médios superiores de PA sistólica, índice de massa corporal (IMC), circunferência da cintura (CC), triglicerídeos e glicemia de jejum, além de níveis inferiores de HDL - colesterol, em comparação ao grupo controle (p<0,01). No grupo SOP, os valores de PA sistólica e diastólica apresentaram correlação positiva significativa com a idade, IMC, CC e triglicerídeos (p<0,05). A freqüência de mulheres com valores de PA acima do limite da normalidade foi significativamente maior no grupo SOP, em relação ao grupo controle. Adicionalmente, os valores de PA se correlacionaram positivamente com outros fatores de risco cardiovascular como obesidade e níveis de triglicerídeos. Esses achados alertam para a relevância de estratégias preventivas em mulheres com SOP, no sentido de evitar eventos mórbidos relacionados ao sistema cardiovascular
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13307
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaFA_DISSERT.pdf190,41 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.