Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13315
Título: Biodistribuição do fitato de sódio marcado com tecnécio-99m em ratos esplenectomizados
Autor(es): Pereira, Kércia Regina Santos Gomes
Palavras-chave: Esplenectomia;Fitato de sódio;Tecnécio-99m;Biodistribuição;Fígado;Ratos
Data do documento: 30-Mar-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: PEREIRA, Kércia Regina Santos Gomes. Biodistribuição do fitato de sódio marcado com tecnécio-99m em ratos esplenectomizados. 2010. 65 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
metadata.dc.description.resumo: O baço, como maior órgão linfóide do corpo humano, desempenha funções imunológicas relevantes, tais como depuração de bactérias da corrente sangüínea, produção de anticorpos e interação com a função hepática. A esplenectomia tem sido evitada sempre que possível, mas quando realizada pode provocar uma série de efeitos indesejáveis. O radiofármaco 99mTc-fitato é usado no diagnóstico de doenças, especialmente no fígado, através de exames de imagem, na dependência de sua biodistribuição. Algumas drogas e intervenções cirúrgicas podem interferir na biodistribuição de radiofármacos e inexistem na literatura dados sobre efeitos da esplenectomia no metabolismo do 99mTc-fitato. O objetivo do trabalho foi avaliar se a esplenectomia interfere na biodistribuição hepática do 99mTc-fitato e na função do fígado em ratos Wistar. Sob anestesia e técnica asséptica, os animais do grupo SP (n=6) foram esplenectomizados. No grupo C (controle; n=6) os animais não foram operados. Após 15 dias de observação, foi injetado de 0,1ml de 99mTc-fitato via plexo orbital (0,66MBq) em todos os animais. Após 30 minutos, foram retiradas amostras hepáticas para determinação do percentual de radioatividade/grama (% ATI/g), usando-se contador gama Wizard Perkin-Elmer. Realizou-se dosagem sérica de ALT, AST e LDH, e leucometria. Estatística pelo teste t, com significância de p>0,05. Observou-se diferença significativa (p=0,034) comparando-se o %ATI/g no fígado dos ratos esplenectomizados (0,990,2) com os controles (0,400,2). ALT, AST e LDH tiveram dosagens significativamente menores e houve leucocitose nos esplenectomizados (p=0,01), comparando-se com os controles. Concluiu-se que, em ratos, a esplenectomia provavelmente provocou alteração na captação de 99mTc-fitato pelo fígado, coincidindo com alterações na função hepática. A realização deste estudo teve caráter multidisciplinar, envolvendo pesquisadores de diversas áreas como Medicina Nuclear, Cirurgia, Análises Clínicas e Estatística. Este aspecto preencheu os requisitos da multidisciplinaridade do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13315
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
KerciaRSGP_DISSERT.pdf496,77 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.